Feeds:
Posts
Comentários

Foto: ALESC

O presidente da Câmara de Vereadores, JOVINO CARDOSO NETO (DEM), se manifestou na tribuna da Assembléia Legislativa de Florianópolis durante a sessão

ordinária desta quarta-feira (13) sobre a falta de segurança em Blumenau e pediu o apoio dos deputados estaduais. “A insegurança toma conta do município. No ano de 2006 a cidade possuía 348 policiais militares, enquanto que atualmente há apenas 287 para quase 320 mil habitantes. Em Florianópolis e Joinville há 220 habitantes por policial”, relatou. Jovino apontou ser ainda pior a situação da policia civil. “Blumenau tem 4.600 habitantes para um policial civil. Viemos buscar

ajuda para reverter este quadro”, assinalou.

O parlamentar mencionou ainda a falta de segurança em outros aspectos, como a precariedade do Presídio Regional. “O presídio tem capacidade para aproximadamente 400 detentos e possui mais de um mil”, disse. Cardoso salientou ainda que pela terceira vez  foi cancelada uma audiência pública que seria realizada com o Secretário de Segurança do Estado, César Grubba. “Nos ajudem”, apelou o parlamentar ao apresentar  um abaixo- assinado, com mais de dez mil assinaturas, onde a comunidade clama por segurança“.

Jovino aproveitou para parabenizar o governador por ter enviado para Chapecó o reforço de 100 policiais e 100 câmeras de monitoramento e enfatizou que

Blumenau também possui esta necessidade. “Lá temos apenas 36 câmeras”, informou. O presidente do legislativo blumenauense e os demais vereadores da cidade representaram também várias entidades envolvidas no movimento contra a falta de segurança na cidade. Os vereadores Beto Tribess (PMDB), Vanderlei de Oliveira (PT), Vanio Salm (PT), Jens Mantau (PSDB),  Antônio João Veneza (DEM) e Helenice Luchetta (PSDB), também estiveram na capital.
Vereadores mirins acompanharam

A manifestação sobre a segurança em Blumenau foi acompanhada por um grupo de 13 vereadores mirins sentados nas galerias. Os estudantes, de várias escolas do município, estavam acompanhados pela coordenadora do programa no legislativo mirim, Elisete Maria Passold. Antes da sessão plenária, os estudantes visitaram o gabinete da deputada Ana Paula Lima.

Fonte: Câmara Municipal de Blumenau/imprensa

A partir das 9h, O Vereador Vanderlei estará no auditório da Rádio Nereu Ramos acompanhando o Secretário Executivo do Ministério das Relações Institucionais – Cláudio Vignatti, um dos 100 parlamentares mais influentes do Congresso Nacional. Vignatti falará de sua atuação como Secretário do Ministério que tem como missão a articulação do governo da Presidente Dilma com o Congresso Nacional e a promoção do diálogo social.

Não perca. A programação inicia às 9:00h, ao vivo,  na Radio Nereu Ramos, 760AM.


Clique Aqui para companhe AO VIVO pela rádio online.

Foto: Câmara Municipal

Como resultado da Audiência Pública realizada na Câmara de Vereadores de Blumenau, dia 21/03, onde se abriu a discussão sobre a proposta do governo de Blumenau de proibir os ônibus dos municípios vizinhos a Blumenau de circularem pelos corredores exclusivos em Blumenau, por propostas do Vereador Vanderlei foram dados os seguintes encaminhamentos:

  1. As Câmaras de Vereadores do Vale do Itajaí serão oficiadas, sugerindo que façam Audiências Públicas, visando conhecer, discutir e deliberar sobre o assunto;
  2. Encaminhado e aprovado Indicação ao prefeito Municipal de Blumenau, visando à suspensão do prazo até que se tenha um projeto discutido, pactuado e aprovado na região.
  3. Encaminhados e aprovados dia 23, mais cinco Requerimentos dirigidos ao DETER, CONTRAMBLU, Consórcio SIGA, Empresas Operadoras da Região e, AMMVI, todos solicitando informações ou providências.
  4. Segundo notícias, os ônibus de fretamento serão deslocados dos corredores exclusivos para as pistas normais.

A Indicação e os Requerimentos vão anexos. Para as Câmaras de Vereadores, será remetido ofício, acompanhado da ata da Audiência Pública, assim que for aprovada.

 

Atenciosamente,

Assessoria do mandato do Vereador Vanderlei.

Blumenau, 23/02/11.

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 17 de março de 2011

Foto: Harley

“Desde 2005, a cidade tem sido abandonada”, afirmou o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), ao se referir ao bairro Vila Itoupava. “O prefeito abandonou aquela região. A localidade tem muita importância e não vou concordar com esta atitude. Os moradores dizem, às vezes, que aceitariam ser anexados a Massaranduba por se sentirem sozinhos há muito tempo”. A região Sul também não tem recebido a atenção da prefeitura, segundo o parlamentar.

O petista ainda condenou a privatização de parte do Samae. “Liguem pra Foz (Foz do Brasil) hoje e vocês serão atendidos por uma mensagem gravada. Tentem ser ouvidos no PROCON pra reclamar desta instituição. Liguem para a ouvidoria da prefeitura pra ver se vocês serão atendidos. Queria estar falando sobre coisas boas, mas infelizmente tenho que abordar coisas ruins”.

Vanderlei sugeriu ainda que os parlamentares que aprovaram a privatização para fazerem uma reunião com os responsáveis pela instituição. “Por fim, quero pedir que os blumenauenses juntem as mãos, tragam para si o sentimento de pai e mãe que Blumenau precisa ter neste momento. Nós não podemos perder a Vila Itoupava. Eles são filhos desta cidade”.

Foto: Arquivo AssessoriaFoto: Arquivo Gabinete

Plenária do mandato será neste sábado.

Foto: Câmara Municipal

O trabalho do vereador Vanderlei de Oliveira (PT) no ano de 2010 estará sendo avaliado neste final de semana   no auditório do Sindicato do Trabalhadores da Construção Civil. A plenária anual do mandato contará com a presença de filados do Partido dos Trabalhadores e de integrantes da comunidade que compõe a dos trabalhadores do mandato.

O objetivo, segundo Vanderlei, é analisar a imagem interna e externa do mandato e analisar as ações prioritárias no próximo período. A plenária ocorre desde de 2001, sempre no início do ano.

O evento começa às 16h no Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Rua Professor Luiz Schwartz, 85, Velha.

A imprensa está convidada a participar da plenária.

 

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 15 de março de 2011

“O programa de governo da atual estrutura que comanda Blumenau, que prometia regularizar os loteamentos clandestinos e áreas de ocupação, inclusive ruas de placas amarelas, dando dignidade às famílias de baixa renda, não está sendo cumprido”. A afirmação foi feita pelo petista VANDERLEI DE OLIVEIRA, ao relacionar mais de vinte pontos da cidade que não estão recebendo atenção da prefeitura. “Este é o tipo de documento que político não deve utilizar, porque não pode cumprir. As casas do povo simples de Blumenau são destruídas. Já para os amigos do imperador de Blumenau, a recomendação é de fechar os olhos ou fazer um ajuste de conduta”, disparou.

O líder do Partido dos Trabalhadores destacou que Blumenau recebeu recursos federais para o Plano Municipal de Habitação e para outras áreas, mas algumas obras começaram e pararam nos seguintes locais: Morro Dona Edite, Morro da Pedreira, Morro da Coripós, Morro da Emil Wehmuth, Morro do Arthur, do Wigando Wild e Geronimo Correia, Vila Jensen, Vila Vitoria, Vila União, residencial Celso Odelli, ruas Maria Pinheiro da Silva, Inês Radaveli e da Figueira, Vila Bromberg, Vila Feliz, Loteamento Residencial Figueira, Loteamento da Prefeitura (COHAB da rua Fritz Koegler), Loteamento da Prefeitura na rua Romário Conceição Badia, ruas Avelino Pering e Ida Wippel, no Progresso, Loteamentos cidade Jardim I e II, Morro do Laguna, no Fidelis, Loteamento Morada do Sol e Loteamento Nova Esperança.

Para Oliveira “se não se quer fazer, não se promete, porque disseram que iriam resolver o problema das ruas de placas amarelas. Quase sete anos depois nada fizeram, as comunidades estão abandonadas. Ao mesmo tempo, abandonaram e começaram novas áreas, com investimento de mais de 170 milhões. Temos ouvido que estas comunidades não são atendidas por serem de placas amarelas, o que não é verdade, porque muitas recebem atendimento”, denunciou.

Vanderlei também convidou a comunidade a participar na próxima segunda-feira, a partir das 15h, da audiência pública sobre a proibição de circulação do transporte intermunicipal pelos corredores exclusivos. “Parece que este projeto é secreto, porque até agora ninguém viu”, ironizou. Ele solicitou ao líder do governo que apresentasse cópia para fazer uma análise antes da audiência pública de segunda-feira.

Ao mesmo tempo, registrou satisfação com matéria no jornal do Daclobe da FURB, sobre a defensoria pública, em contraponto ao que é dito em Santa Catarina sobre a importância da supressão da defensoria e uso da advocacia dativa. “Parabéns a todos pelo belíssimo posicionamento, sobre a importância da defensoria pública”, apontou.

Está marcada para quinta-feira, dia 17, às 14h, a primeira reunião da Comissão Especial Temporária para acompanhamento das desapropriações de famílias do Loteamento Artur e outros locais com problemas de retirada de moradores. O anúncio foi feito durante a sessão ordinária pelo presidente da Comissão VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). “Deverão estar presentes na reunião os Secretários de Defesa Civil, Habitação e da Semascri para tratar dos assuntos referentes ao Morro do Artur e outros”, adiantou Vanderlei. Ainda fazem parte do grupo os vereadores: DEUSDITH DE SOUZA (PP) – relator -; BETO TRIBESS (PMDB), HELENICE LUCHETTA (PSDB), MARCELO SCHRUBBE (DEM) E ZECA BOMBEIRO (PDT) – membros

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.