Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Pronunciamentos’ Category

NA TRIBUNA – Pronunciamento sessão 20 de Outubro de 2011

Após criticar a redução do expediente da prefeitura de Blumenau em função do horário de verão, o vereador Vanderlei de Oliveira (PT) teceu comentários a respeito das obras do executivo após a catástrofe de novembro de 2008. Em seu discurso, afirmou que das 2212 unidades habitacionais prometidas, apenas 1824 deverão ser entregues. “É um número muito aquém do esperado”, disparou.
O petista disse que no Loteamento Santa Rita, na Fortaleza Alta, os moradores foram obrigados a abandonar suas residências. “Mesmo com a ordem da prefeitura, muitos decidiram ficar. Fizeram certo porque os que saíram se arrependeram. Adivinhem o que o governo fez àquela comunidade? Nada. Nenhuma ação”. Conforme Vanderlei, o mesmo aconteceu com a rua Coripós. “Em 2007 o governo federal liberou dinheiro para serem construídos 72 aptos na rua Radialista Rodolfo Setrem. O que foi construído está apodrecendo no tempo”.

Na comunidade da Emil Wemuth também foi determinado que abandonassem o loteamento. “O governo federal liberou dinheiro e assinou a documentação de que 96 famílias seriam ajudadas. A Furb começou a fazer o projeto de regularização, entregou a documentação para a prefeitura e o executivo nada fez. O povo que saiu também se arrependeu, pois o dinheiro que a prefeitura dá não cobre um aluguel”.
Segundo o vereador, a prefeitura possui três terrenos que ainda não foram utilizados: um no Tribess, outro na rua Silvano Cândido e um terceiro no bairro Progresso. “O povo de Blumenau não recebe a atenção que estava esperando, a atenção que merece. Este governo não olha para o povo”.

De acordo com o líder petista, Blumenau ainda não recebeu recursos do governo federal em função da última enchente, que aconteceu em setembro deste ano, porque optou pelo “caminho mais longo”. “Municípios bem menores já ganharam dinheiro, mas a nossa cidade sempre procurar caminhos mais difíceis. Queria saber o porquê”, questionou. Para o parlamentar, diversas objeções de 2008 ainda são motivo de apreciação nas instâncias jurídicas.

Anúncios

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 26 de agosto de 2011

Na semana passada, o vereador Vanderlei de Oliveira (PT) abordou a situação dos passeios e calçadas de Blumenau. Nesta, o petista ressaltou as necessárias obras de ligação entre a cidade e municípios vizinhos. “Algumas já foram iniciadas, outras precisam começar ou serem retomadas. Precisamos de uma força tarefa nos seguintes pontos: rodovia Guilherme Jensen; pavimentação asfáltica entre Blumenau e Luiz Alves; Blumenau e Guabiruba pelo sul; Blumenau e Gaspar pela rua da Glória; Ascurra e Blumenau, passando por Indaial; Blumenau e Pomerode, e Blumenau e Luiz Alvez, pela Vila Itoupava”.

O parlamentar ainda disse que a região hoje precisa lutar por três projetos: Furb Federal, duplicação da BR-470 e a ferrovia da integração. Quanto a primeira, Vanderlei destacou que hoje começou mais uma etapa importante: os trabalhos do grupo formado por representantes da universidade municipal e federal. “Na terça passada tivemos uma passeata movida por muita emoção, regada a chuva. Quero parabenizar a organização e o comitê e desejar que continuem fazendo este belo trabalho”.

Em relação a duplicação, afirmou que acompanhará todas as etapas da obra, não somente a que vai até Navegantes. “Como temos conhecimento e articulação no Brasil inteiro, vamos acompanhar em todos os estados”, disse. Também abordou a importância da ferrovia de integração. “Foi uma grande retomada do presidente Lula. Vai ligar o Atlântico ao Pacífico”.

Por fim, agradeceu o convite para participar da 22ª. Romaria da Terra. “A primeira guerra que se usou avião foi a do Contestado, no qual a cidade de Irani, sede do evento, esteve envolvida”, assinalou.

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronuncimento na sessão do dia 04 de agosto de 2011

Foto: Folha de Blumenau

A sanção da Lei Nº 7632, que permitiu que a população de Blumenau tivesse o conhecimento dos cargos políticos do município, deixou o vereador Vanderlei Paulo de Oliveira (PT) satisfeito. “A Lei já surtiu efeito”, exaltou. Autor da proposta, ele apenas assinalou que tentaram dificultar o acesso para quem não tem experiência no manuseio dos meios eletrônicos. O parlamentar recordou que o projeto foi apresentado na seqüência da Lei da Ficha Limpa.  “Não tinha como sancionar a Lei da Ficha Limpa sem sancionar essa”, observou. O vereador ainda declarou que, embora o Jornal de Santa Catarina tenha o direito de divulgar as matérias que têm sido publicadas, “o espírito da Lei não era esse, mas de acompanhar para que não haja aplicação indevida do dinheiro público”. Vanderlei afirmou que a intenção não é fazer uma “caça as bruxas”. “O servidor que trabalha estará tranqüilo. A nominata que aparece lá já nos permite tomar algumas medidas, agora não precisamos vasculhar nomeações no Diário Oficial”, citou. Ele anunciou também que a Lei não está finalizada. “Ainda pretendo fazer alteração para facilitar para população”, disse.

Em seguida, Oliveira, criticou o fato das obras não andarem em Blumenau. Ele verificou haver mais de R$ 4 milhões, destinados a obras, parados. “Sei que o gabinete do deputado Décio Lima deve estar articulando com o prefeito para saber por que não está acontecendo, mas fica difícil buscar recursos quando tem convênio assinado em 2008 para pavimentação de algumas ruas e o prefeito usa de todas as desculpas possíveis para não realizar estas obras”, enfatizou.

O parlamentar ainda lamentou a situação de insegurança em que Blumenau se encontra e creditou isso a incapacidade administrativa do governo do Estado, principalmente em relação ao Presídio Regional e Centro de Internação Provisório.

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 16 de junho de 2011

O importante papel da Câmara de Vereadores para resolução da greve em Blumenau mereceu destaque do vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). “No mínimo três vezes a Câmara Municipal fez com que o Executivo reabrisse as negociações e as intervenções foram importantíssimas”, assinalou. Vanderlei contou ter acompanhado a Assembléia que votou a proposta e disse que aproximadamente dois terços dos trabalhadores acataram e um terço decidiu por não acatar. “Então a situação não está muito tranqüila, mas quero parabenizar os trabalhadores que tiveram o entendimento de que isto se define democraticamente”, avaliou. Apesar disso, Vanderlei demonstrou preocupação com a estrutura educacional do Estado, que está decidindo se suspende ou não a paralisação, que “surgiu para fazer cumprir uma determinação do Supremo Tribunal Federal”.

Vanderlei ainda justificou sua ausência durante a visita da presidente Dilma Roussef, por estar tomando posse no Conselho Nacional das Cidades. Ele explicou as funções do Conselho e citou ser o primeiro blumenauense que assume o cargo. Sobre a presença de Dilma, Oliveira demonstrou satisfação com a agenda positiva que a dirigente veio cumprir. O parlamentar aproveitou para cumprimentar a petista Ideli Salvati que assumiu recentemente a Secretaria de Relações Institucionais em Brasília. “Para nós em Santa Catarina é fato de muito orgulho”, salientou.

Read Full Post »

“Enquanto isso, a reposição da remuneração dos servidores não vai passar de 42%. O que estão fazendo com esta diferença? É isso que queremos saber”, questionou.

Assista o pronunicamento do vereador Vanderlei abaixo:

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 14 de junho de 2011

Foto: Câmara Municipal de Blumenau

Desde o ano de 2004, o orçamento da administração direta do município cresceu 108%. Na época era de R$330 milhões. Hoje alcança a cifra de R$689 milhões. O aumento foi registrado pelo vereador Vanderlei de Oliveira (PT). “Enquanto isso, a reposição da remuneração dos servidores não vai passar de 42%. O que estão fazendo com esta diferença? É isso que queremos saber”, questionou.

O petista ainda indagou o executivo sobre os gastos com publicidade. Em um ano, o governo municipal investiu R$11 milhões na área. “Se um governo é bom, não precisa gastar com a divulgação dos seus atos desta forma. Perguntem quem são os verdadeiros donos da empresa de comunicação, Propague, que fez um único contrato de R$4,5 milhões com a prefeitura. Perguntem!”, sugeriu o petista.

Vanderlei também apresentou na tribuna o plano de governo de João Paulo Kleinubing e Rufinus Seibet, onde constava a promessa de que haveria um enxugamento dos cargos comissionados, reduzindo-os a metade. “Hoje são 402. A meta era chegar a 140. Cumpriram?”. O parlamentar prosseguiu o discurso afirmando que quando um político fala, deve cumprir o que disse. “Quando escreve, então, daí não tenho dúvida, tem que cumprir até duas vezes. Vamos cobrar que eles  respeitem os servidores, que conversem e resolvam a situação não só dos servidores, mas de quem precisa do serviço público na cidade de Blumenau”.

Por fim, pediu aos interlocutores que não tentem partidarizar a greve. “Trata-se de um movimento do povo de Blumenau. Quero pedir respeito aos servidores porque esta afirmação ofende aos que não pertencem a partidos políticos. A imagem de Blumenau já vem sendo arranhada há bastante tempo, principalmente com os recentes aumentos do transporte coletivo. Somos motivo de chacota em outras cidades da região. Este governo não tem o direito de continuar errando nas planilhas do passe de ônibus. Blumenau não tem o direito de continuar nos envergonhando”.

Read Full Post »

“Na última década, qual era a maior jóia de Blmenau?”. A pergunta foi feita pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). Ele mostrou indignação ao ver a situação enfrentada pelo Samae. Para o parlamentar, a instituição, antigamente, era referência em atendimento. “O que fizeram com ela? Foi estragada, deteriorada e hoje deixa a nossa população sem água nos quatro cantos da cidade”.

O petista já entregou denúncias ao Ministério Público atestando que as certificações da entidade foram conseguidas de forma fraudulenta. “As ISOs foram compradas. Há muito tempo falamos disso. Foi-se a época em que o Samae era bem administrado”.

O discurso ainda contou com uma análise sobre o aeroporto Quero-Quero. O tão sonhado portão de embarque e desembarque não se tornou realidade até então. “Aos fundos sobrevive o Aero Clube de Blumenau, uma das ONGs mais antigas da cidade. Os membros não conseguem fazer muito do que gostariam, pois não recebem apoio financeiro”.

Antes de encerrar afirmou que já pediu ao líder do governo, Fábio Fiedler (DEM), a planilha do transporte coletivo. “Acho que ela não existe porque até agora não a recebi. A população também não a conhece”.

Read Full Post »

Older Posts »