Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Pronunciamentos’ Category

NA TRIBUNA – Pronunciamento sessão 20 de Outubro de 2011

Após criticar a redução do expediente da prefeitura de Blumenau em função do horário de verão, o vereador Vanderlei de Oliveira (PT) teceu comentários a respeito das obras do executivo após a catástrofe de novembro de 2008. Em seu discurso, afirmou que das 2212 unidades habitacionais prometidas, apenas 1824 deverão ser entregues. “É um número muito aquém do esperado”, disparou.
O petista disse que no Loteamento Santa Rita, na Fortaleza Alta, os moradores foram obrigados a abandonar suas residências. “Mesmo com a ordem da prefeitura, muitos decidiram ficar. Fizeram certo porque os que saíram se arrependeram. Adivinhem o que o governo fez àquela comunidade? Nada. Nenhuma ação”. Conforme Vanderlei, o mesmo aconteceu com a rua Coripós. “Em 2007 o governo federal liberou dinheiro para serem construídos 72 aptos na rua Radialista Rodolfo Setrem. O que foi construído está apodrecendo no tempo”.

Na comunidade da Emil Wemuth também foi determinado que abandonassem o loteamento. “O governo federal liberou dinheiro e assinou a documentação de que 96 famílias seriam ajudadas. A Furb começou a fazer o projeto de regularização, entregou a documentação para a prefeitura e o executivo nada fez. O povo que saiu também se arrependeu, pois o dinheiro que a prefeitura dá não cobre um aluguel”.
Segundo o vereador, a prefeitura possui três terrenos que ainda não foram utilizados: um no Tribess, outro na rua Silvano Cândido e um terceiro no bairro Progresso. “O povo de Blumenau não recebe a atenção que estava esperando, a atenção que merece. Este governo não olha para o povo”.

De acordo com o líder petista, Blumenau ainda não recebeu recursos do governo federal em função da última enchente, que aconteceu em setembro deste ano, porque optou pelo “caminho mais longo”. “Municípios bem menores já ganharam dinheiro, mas a nossa cidade sempre procurar caminhos mais difíceis. Queria saber o porquê”, questionou. Para o parlamentar, diversas objeções de 2008 ainda são motivo de apreciação nas instâncias jurídicas.

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 26 de agosto de 2011

Na semana passada, o vereador Vanderlei de Oliveira (PT) abordou a situação dos passeios e calçadas de Blumenau. Nesta, o petista ressaltou as necessárias obras de ligação entre a cidade e municípios vizinhos. “Algumas já foram iniciadas, outras precisam começar ou serem retomadas. Precisamos de uma força tarefa nos seguintes pontos: rodovia Guilherme Jensen; pavimentação asfáltica entre Blumenau e Luiz Alves; Blumenau e Guabiruba pelo sul; Blumenau e Gaspar pela rua da Glória; Ascurra e Blumenau, passando por Indaial; Blumenau e Pomerode, e Blumenau e Luiz Alvez, pela Vila Itoupava”.

O parlamentar ainda disse que a região hoje precisa lutar por três projetos: Furb Federal, duplicação da BR-470 e a ferrovia da integração. Quanto a primeira, Vanderlei destacou que hoje começou mais uma etapa importante: os trabalhos do grupo formado por representantes da universidade municipal e federal. “Na terça passada tivemos uma passeata movida por muita emoção, regada a chuva. Quero parabenizar a organização e o comitê e desejar que continuem fazendo este belo trabalho”.

Em relação a duplicação, afirmou que acompanhará todas as etapas da obra, não somente a que vai até Navegantes. “Como temos conhecimento e articulação no Brasil inteiro, vamos acompanhar em todos os estados”, disse. Também abordou a importância da ferrovia de integração. “Foi uma grande retomada do presidente Lula. Vai ligar o Atlântico ao Pacífico”.

Por fim, agradeceu o convite para participar da 22ª. Romaria da Terra. “A primeira guerra que se usou avião foi a do Contestado, no qual a cidade de Irani, sede do evento, esteve envolvida”, assinalou.

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronuncimento na sessão do dia 04 de agosto de 2011

Foto: Folha de Blumenau

A sanção da Lei Nº 7632, que permitiu que a população de Blumenau tivesse o conhecimento dos cargos políticos do município, deixou o vereador Vanderlei Paulo de Oliveira (PT) satisfeito. “A Lei já surtiu efeito”, exaltou. Autor da proposta, ele apenas assinalou que tentaram dificultar o acesso para quem não tem experiência no manuseio dos meios eletrônicos. O parlamentar recordou que o projeto foi apresentado na seqüência da Lei da Ficha Limpa.  “Não tinha como sancionar a Lei da Ficha Limpa sem sancionar essa”, observou. O vereador ainda declarou que, embora o Jornal de Santa Catarina tenha o direito de divulgar as matérias que têm sido publicadas, “o espírito da Lei não era esse, mas de acompanhar para que não haja aplicação indevida do dinheiro público”. Vanderlei afirmou que a intenção não é fazer uma “caça as bruxas”. “O servidor que trabalha estará tranqüilo. A nominata que aparece lá já nos permite tomar algumas medidas, agora não precisamos vasculhar nomeações no Diário Oficial”, citou. Ele anunciou também que a Lei não está finalizada. “Ainda pretendo fazer alteração para facilitar para população”, disse.

Em seguida, Oliveira, criticou o fato das obras não andarem em Blumenau. Ele verificou haver mais de R$ 4 milhões, destinados a obras, parados. “Sei que o gabinete do deputado Décio Lima deve estar articulando com o prefeito para saber por que não está acontecendo, mas fica difícil buscar recursos quando tem convênio assinado em 2008 para pavimentação de algumas ruas e o prefeito usa de todas as desculpas possíveis para não realizar estas obras”, enfatizou.

O parlamentar ainda lamentou a situação de insegurança em que Blumenau se encontra e creditou isso a incapacidade administrativa do governo do Estado, principalmente em relação ao Presídio Regional e Centro de Internação Provisório.

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 16 de junho de 2011

O importante papel da Câmara de Vereadores para resolução da greve em Blumenau mereceu destaque do vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). “No mínimo três vezes a Câmara Municipal fez com que o Executivo reabrisse as negociações e as intervenções foram importantíssimas”, assinalou. Vanderlei contou ter acompanhado a Assembléia que votou a proposta e disse que aproximadamente dois terços dos trabalhadores acataram e um terço decidiu por não acatar. “Então a situação não está muito tranqüila, mas quero parabenizar os trabalhadores que tiveram o entendimento de que isto se define democraticamente”, avaliou. Apesar disso, Vanderlei demonstrou preocupação com a estrutura educacional do Estado, que está decidindo se suspende ou não a paralisação, que “surgiu para fazer cumprir uma determinação do Supremo Tribunal Federal”.

Vanderlei ainda justificou sua ausência durante a visita da presidente Dilma Roussef, por estar tomando posse no Conselho Nacional das Cidades. Ele explicou as funções do Conselho e citou ser o primeiro blumenauense que assume o cargo. Sobre a presença de Dilma, Oliveira demonstrou satisfação com a agenda positiva que a dirigente veio cumprir. O parlamentar aproveitou para cumprimentar a petista Ideli Salvati que assumiu recentemente a Secretaria de Relações Institucionais em Brasília. “Para nós em Santa Catarina é fato de muito orgulho”, salientou.

Read Full Post »

“Enquanto isso, a reposição da remuneração dos servidores não vai passar de 42%. O que estão fazendo com esta diferença? É isso que queremos saber”, questionou.

Assista o pronunicamento do vereador Vanderlei abaixo:

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 14 de junho de 2011

Foto: Câmara Municipal de Blumenau

Desde o ano de 2004, o orçamento da administração direta do município cresceu 108%. Na época era de R$330 milhões. Hoje alcança a cifra de R$689 milhões. O aumento foi registrado pelo vereador Vanderlei de Oliveira (PT). “Enquanto isso, a reposição da remuneração dos servidores não vai passar de 42%. O que estão fazendo com esta diferença? É isso que queremos saber”, questionou.

O petista ainda indagou o executivo sobre os gastos com publicidade. Em um ano, o governo municipal investiu R$11 milhões na área. “Se um governo é bom, não precisa gastar com a divulgação dos seus atos desta forma. Perguntem quem são os verdadeiros donos da empresa de comunicação, Propague, que fez um único contrato de R$4,5 milhões com a prefeitura. Perguntem!”, sugeriu o petista.

Vanderlei também apresentou na tribuna o plano de governo de João Paulo Kleinubing e Rufinus Seibet, onde constava a promessa de que haveria um enxugamento dos cargos comissionados, reduzindo-os a metade. “Hoje são 402. A meta era chegar a 140. Cumpriram?”. O parlamentar prosseguiu o discurso afirmando que quando um político fala, deve cumprir o que disse. “Quando escreve, então, daí não tenho dúvida, tem que cumprir até duas vezes. Vamos cobrar que eles  respeitem os servidores, que conversem e resolvam a situação não só dos servidores, mas de quem precisa do serviço público na cidade de Blumenau”.

Por fim, pediu aos interlocutores que não tentem partidarizar a greve. “Trata-se de um movimento do povo de Blumenau. Quero pedir respeito aos servidores porque esta afirmação ofende aos que não pertencem a partidos políticos. A imagem de Blumenau já vem sendo arranhada há bastante tempo, principalmente com os recentes aumentos do transporte coletivo. Somos motivo de chacota em outras cidades da região. Este governo não tem o direito de continuar errando nas planilhas do passe de ônibus. Blumenau não tem o direito de continuar nos envergonhando”.

Read Full Post »

“Na última década, qual era a maior jóia de Blmenau?”. A pergunta foi feita pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). Ele mostrou indignação ao ver a situação enfrentada pelo Samae. Para o parlamentar, a instituição, antigamente, era referência em atendimento. “O que fizeram com ela? Foi estragada, deteriorada e hoje deixa a nossa população sem água nos quatro cantos da cidade”.

O petista já entregou denúncias ao Ministério Público atestando que as certificações da entidade foram conseguidas de forma fraudulenta. “As ISOs foram compradas. Há muito tempo falamos disso. Foi-se a época em que o Samae era bem administrado”.

O discurso ainda contou com uma análise sobre o aeroporto Quero-Quero. O tão sonhado portão de embarque e desembarque não se tornou realidade até então. “Aos fundos sobrevive o Aero Clube de Blumenau, uma das ONGs mais antigas da cidade. Os membros não conseguem fazer muito do que gostariam, pois não recebem apoio financeiro”.

Antes de encerrar afirmou que já pediu ao líder do governo, Fábio Fiedler (DEM), a planilha do transporte coletivo. “Acho que ela não existe porque até agora não a recebi. A população também não a conhece”.

Read Full Post »

A importância do Seminário de Gestores Municipais para Projetos do PAC 2 promovido pelo deputado federal Décio Lima (PT-SC), foi destacada pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). “Nunca na história de Blumenau a cidade conseguiu reunir tamanha representação de Santa Catarina para conhecer os projetos do governo federal para o estado e Blumenau”.

Prefeitos, vice-prefeitos, secretários, vereadores e assessores de mais de 200 municípios do estado compareceram. “Foi uma grande aula no sentido de orientar os gestores catarinenses sobre como alcançar os recursos que estão à disposição dos grandes e pequenos municípios de Santa Catarina”, assinalou.

Oliveira aproveitou para rechaçar críticas feitas antes do encontro, e lembrar que “se Blumenau tivesse feito o dever de casa, ou a capacidade de entender a diferença entre reconstrução e prevenção, não teria enfrentado tantos problemas”. Conforme o líder petista, após a catástrofe de 2008, o prefeito foi a Brasília com uma caixa de documentos, sem qualquer projeto, tentando a liberação de recursos.

A ida de sete vereadores a Assembléia Legislativa para levar o apelo de Blumenau e do Vale do Itajaí por mais segurança foi citada por Vanderlei. “Embora havia dito que não precisávamos mais reclamar, acho que vamos ter que continuar batendo nesta questão, porque é raro passar uma sessão em que um vereador não fale de segurança. Contudo, nos últimos anos, temos visto o decréscimo na política de atenção a segurança em Blumenau. Não adianta a base do governo dizer que estão trabalhando, porque a cada ano que passa, a cidade é pior atendida neste quesito. Por isso não dá para arrefecer, para silenciar. Vamos continuar cobrando destes que respondem por segurança publica em Santa Catarina”, assegurou.

Fonte: vereador Vanderlei de Oliveira – fone 9131-9193

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 17 de março de 2011

Foto: Harley

“Desde 2005, a cidade tem sido abandonada”, afirmou o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), ao se referir ao bairro Vila Itoupava. “O prefeito abandonou aquela região. A localidade tem muita importância e não vou concordar com esta atitude. Os moradores dizem, às vezes, que aceitariam ser anexados a Massaranduba por se sentirem sozinhos há muito tempo”. A região Sul também não tem recebido a atenção da prefeitura, segundo o parlamentar.

O petista ainda condenou a privatização de parte do Samae. “Liguem pra Foz (Foz do Brasil) hoje e vocês serão atendidos por uma mensagem gravada. Tentem ser ouvidos no PROCON pra reclamar desta instituição. Liguem para a ouvidoria da prefeitura pra ver se vocês serão atendidos. Queria estar falando sobre coisas boas, mas infelizmente tenho que abordar coisas ruins”.

Vanderlei sugeriu ainda que os parlamentares que aprovaram a privatização para fazerem uma reunião com os responsáveis pela instituição. “Por fim, quero pedir que os blumenauenses juntem as mãos, tragam para si o sentimento de pai e mãe que Blumenau precisa ter neste momento. Nós não podemos perder a Vila Itoupava. Eles são filhos desta cidade”.

Foto: Arquivo AssessoriaFoto: Arquivo Gabinete

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 15 de março de 2011

“O programa de governo da atual estrutura que comanda Blumenau, que prometia regularizar os loteamentos clandestinos e áreas de ocupação, inclusive ruas de placas amarelas, dando dignidade às famílias de baixa renda, não está sendo cumprido”. A afirmação foi feita pelo petista VANDERLEI DE OLIVEIRA, ao relacionar mais de vinte pontos da cidade que não estão recebendo atenção da prefeitura. “Este é o tipo de documento que político não deve utilizar, porque não pode cumprir. As casas do povo simples de Blumenau são destruídas. Já para os amigos do imperador de Blumenau, a recomendação é de fechar os olhos ou fazer um ajuste de conduta”, disparou.

O líder do Partido dos Trabalhadores destacou que Blumenau recebeu recursos federais para o Plano Municipal de Habitação e para outras áreas, mas algumas obras começaram e pararam nos seguintes locais: Morro Dona Edite, Morro da Pedreira, Morro da Coripós, Morro da Emil Wehmuth, Morro do Arthur, do Wigando Wild e Geronimo Correia, Vila Jensen, Vila Vitoria, Vila União, residencial Celso Odelli, ruas Maria Pinheiro da Silva, Inês Radaveli e da Figueira, Vila Bromberg, Vila Feliz, Loteamento Residencial Figueira, Loteamento da Prefeitura (COHAB da rua Fritz Koegler), Loteamento da Prefeitura na rua Romário Conceição Badia, ruas Avelino Pering e Ida Wippel, no Progresso, Loteamentos cidade Jardim I e II, Morro do Laguna, no Fidelis, Loteamento Morada do Sol e Loteamento Nova Esperança.

Para Oliveira “se não se quer fazer, não se promete, porque disseram que iriam resolver o problema das ruas de placas amarelas. Quase sete anos depois nada fizeram, as comunidades estão abandonadas. Ao mesmo tempo, abandonaram e começaram novas áreas, com investimento de mais de 170 milhões. Temos ouvido que estas comunidades não são atendidas por serem de placas amarelas, o que não é verdade, porque muitas recebem atendimento”, denunciou.

Vanderlei também convidou a comunidade a participar na próxima segunda-feira, a partir das 15h, da audiência pública sobre a proibição de circulação do transporte intermunicipal pelos corredores exclusivos. “Parece que este projeto é secreto, porque até agora ninguém viu”, ironizou. Ele solicitou ao líder do governo que apresentasse cópia para fazer uma análise antes da audiência pública de segunda-feira.

Ao mesmo tempo, registrou satisfação com matéria no jornal do Daclobe da FURB, sobre a defensoria pública, em contraponto ao que é dito em Santa Catarina sobre a importância da supressão da defensoria e uso da advocacia dativa. “Parabéns a todos pelo belíssimo posicionamento, sobre a importância da defensoria pública”, apontou.

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 10 de março de 2011

Foto: Câmara Municipal

“O que este governo está fazendo com nossa cidade?”, questionou o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT), que acredita que o município perdeu a sensibilidade. Para ele Blumenau precisa se resgatar. O parlamentar se comprometeu a trazer para tribuna da Câmara projetos e programas “esquecidos há mais de uma década”. Vanderlei trouxe imagens do abandono da capela mortuária do bairro Escola Agrícola e fez questionamentos sobre a obra que seria realizada no local. Também falou sobre o binário da rua Paris e mostrou a localidade. “Querem fazer uma via expressa do Alto Vale até Itajaí para andarmos a 200 quilômetros por hora e nem o binário da Paris fizeram”, destacou. Oliveira ainda apresentou documentos públicos feitos pela comunidade de Blumenau que, segundo ele, foram abandonados. “O governo instalado na cidade e no Estado está cuidando dos problemas outros e não dos seus próprios”, salientou.

O vereador destacou também a situação pela qual passa o Progresso e solicitou a limpeza da região.  “Quase R$ 7 milhões do governo federal liberados para limpeza dos córregos em Blumenau e o que acontece? As mulheres que moram as margens dos rios estão desesperadas, porque fazem um serviço de aparência, deixam o maquinário nos locais e não fazem nada”, denunciou.

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 14 de dezembro de 2010

Foto: Câmara de Vereadores

“Todas as nossas ações e posições adotadas no período tiveram como norte contemplar os anseios de mais de 300 mil habitantes de Blumenau”. A frase marcou a despedida de 2010 do petista VANDERLEI DE OLIVEIRA, observando que ainda podem surgir novidades antes do final do ano. Ele também pediu desculpas aos familiares pela ausência, em função do trabalho desenvolvido no mandato. Aos companheiros de plenário, disse que não os considera inimigos, mas adversários políticos, na luta por melhorias pela cidade. Também agradeceu a imprensa blumenauense, pela atenção dedicada aos trabalhos legislativos, aos servidores da câmara e aos colegas de gabinete. Da mesma forma lembrou sua participação na coordenação do fórum de vereadores de Santa Catarina e informou que será um dos oito representantes do poder legislativo no Conselho Nacional das Cidades. O líder petista adiantou que irá continuar realizando o mesmo trabalho no próximo ano.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 09 de dezembro de 2010

Após ouvir o protesto do presidente do Conseg do bairro Vorstadt, sobre a falta de atenção do Executivo com a região, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) disse que o desrespeito se estende a todos os bairros. “Fico perplexo quando vejo que as coisas não acontecem, ainda mais quando a responsabilidade é do poder público”, manifestou. Oliveira alegou ainda que o local não é o único a ser esquecido. “Projetos que passaram por aqui também foram deixados de lado, como o dique da Vila Nova”, afirmou. O petista ainda considerou que muitos dos responsáveis pelo governo da cidade não compreendem como funciona a sociedade. “Ainda tem gente que desmente e diz que a cidade está bem cuidada”, ironizou.

Ainda sobre o assunto, o parlamentar citou a obra do viaduto da Mafisa, que não está concluído. “Empresários pagaram R$ 100 mil, a prefeitura R$ 50 mil, contratou e licitou o projeto, entregou para ser executado e hoje o viaduto não está liberado porque o executivo não cumpriu sua parte”, considerou. Segundo o vereador, a empresa quer terminar a obra para receber os recursos, mas está impossibilitada.

Ele ainda comentou os documentos apresentados pelo vereador Deusdith de Souza, com denúncias contra a Secretaria de Planejamento de Blumenau. “Os documentos não são assinados por uma pessoa qualquer, são engenheiros e arquitetos que vivem a vida do município e que procuram a Câmara para se amparar nos seus direitos contra os mandos e desmandos que acontecem na cidade”, relatou. O petista ainda alegou que “o Executivo pratica crimes dentro do próprio governo e que parte das leis do Legislativo é conforme as ordens do prefeito. É preciso mudar o comportamento no que diz respeito à defesa da cidade e do estado democrático de direito”, defendeu.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 07 de dezembro de 2010

Baseado no discurso do seu companheiro de partido, Vânio Salm, o vereador Vanderlei de Oliveira (PT) criticou a atual situação das escolas, centros de educação infantil e unidades de saúde na cidade. “Está de mal a pior, assim como também a segurança pública. E, apesar disso, os governantes continuam dizendo que está tudo bem. Bem aonde?”, questionou.

O petista disse que no próximo ano convidará os engenheiros do DNIT e os responsáveis pela secretaria municipal de obras e Deinfra para explicar o motivo pelo qual o Viaduto da Mafisa ainda não foi liberado. “O povo luta há anos por esta obra. O governo federal liberou R$7 milhões e nada foi feito. O problema é que Blumenau não faz o dever de casa”, afirmou.

Ainda comentou sobre a votação do orçamento da prefeitura para o próximo ano, que é superior a R$1 bilhão. “Até onde sei a cidade tem 76 credores com ordem judicial de pagamento. Já enviei requerimento à procuradoria do executivo perguntando como e quando o departamento faria os pagamentos, mas eles se negam a responder”, finalizou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 02 de dezembro de 2010

O vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) ironizou afirmação do prefeito João Paulo Kleinubing de que Blumenau virou uma nova página. Ele citou o protesto dos moradores da rua Valéria Hostins, no Garcia, para dizer que “Blumenau não virou uma nova página, porque continua com muitas dificuldades”. O petista também fez um apelo aos proprietários dos grandes meios de comunicação para que permitam que os seus profissionais mostrem o que é verdade na cidade. “A grande mídia tem sido complacente com o prefeito em muitos espaços, considerando tudo o que ele coloca, como sendo verdade e que não é verdade”, observou. O vereador também achou estranho o espaço concedido ao prefeito para falar sobre o transporte coletivo, depois que o Ministério Público resolveu o problema. “Deram página inteira para o prefeito se justificar e não permitiram o contraponto do outro lado. Vamos continuar cobrando para que a grande imprensa permita que as coisas aconteçam de uma forma clara”, opinou.

Em outro momento, Oliveira citou a movimentação de promotores e a retomada do processo no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, pela anulação da licitação que privatizou o sistema de esgoto de Blumenau, para lembrar que “já havia alertado a Foz do Brasil, o prefeito, o Luiz Ayr e outros para colocar as barbas de molho”. Ao citar o projeto aprovado pela Câmara, ele criticou a postura de colegas de parlamento: “Esta casa tem sido tão omissa às vontades e mentiras do prefeito que está perdendo sua linha mestra. Alguns vereadores têm apresentado os problemas, mas outros bem preparados e falantes, dizem que a cidade está bonita e tranquila”, disparou.

Ao lamentar a falta de interesse da administração em recuperar a Escola Julia Strzakolwzka, o vereador mostrou o Boletim Oficial do Município para provar que a prefeitura tem cerca de R$ 1,7 milhão de reais disponível para renovar o contrato de locação dos carros usados por comissionados. Outro contrato, superior a um milhão, destina-se a prestação de serviços especializados de tecnologia de informação para implantação de nota fiscal eletrônica.  Mais suspeito ainda, de acordo com o petista é que a empresa é ligada a prefeitura de São Paulo administrada pelo DEM.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 30 de novembro de 2010

Em 2004 a passagem do transporte coletivo de Blumenau custava R$ 1, 65 e hoje está em R$ 2,57, o que representa um aumento de mais de 55%. A afirmação foi feita pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), ao defender os trabalhadores que estão em greve, reivindicando aumento salarial. “Este valor foi empurrado como verdade pelo Executivo e pelo Seterb na ‘montagem’ chamada de auditoria”, alegou. O parlamentar afirmou que o índice inflacionário do INPC não chegou a 30%. Oliveira ainda lamentou que quando o aumento de 11,47% é discutido, a decisão é rápida, mas em relação à diferença de 1,5% a mais no salário, os responsáveis pelo governo ‘desaparecem’ e não retornam a solicitação da comunidade. “Quando foi para buscar mais de R$ 10 milhões, que até hoje não prestaram contas, foram rápidos, agora quando é para dar mais dois terminais para as empresas de transporte coletivo, não acontece”, alegou, referindo-se ao governo municipal. O petista afirmou que o Executivo é omisso no cumprimento da legislação e mostra que não está preocupado com a população.

Em seguida, o vereador mostrou-se preocupado com a situação da segurança no município. “Hoje, temos um policial civil para mais de 25 mil habitantes. É a mesma coisa que botarmos um policial para cuidar de toda a população de Pomerode, que ainda não chegou aos 25 mil moradores”, comparou. Ele defendeu a necessidade da população cobrar respostas das autoridades responsáveis.

O parlamentar ainda registrou os “gastos” do poder Executivo. “O governo de Blumenau não investe, só gasta”, explicou. Segundo Oliveira, aproximadamente R$ 20 milhões serão utilizados na saúde durante o ano de 2010. “Não gastaram tudo, poderiam ter investido cerca de R$ 2 milhões e meio em unidade de pronto atendimento”, informou. O petista também anunciou que aproximadamente R$ 500 mil reais, dispostos pelo Ministério da Saúde, poderiam ser investidos no Centro de Zoonoses de Blumenau, que atenderia animais abandonados, feridos ou doentes. “Não aconteceu nada, não encontraram espaço para resolver o problema do desespero da comunidade e dos defensores dos animais, que encontram animais jogados por todos os cantos”, afirmou. Por fim, sugeriu que a instalação poderia ser feita no antigo terreno da Artex.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 25 de novembro de 2010

Ao anunciar que novas questões relacionadas a Empresa Foz do Brasil, Prefeitura e Samae deverão vir à tona em breve o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) aconselhou “pôr as barbas de molho”. Ele ainda declarou que a população está enfrentando diversos problemas com as obras de tratamento do esgoto e o atendimento da Foz do Brasil. O parlamentar citou algumas ruas que, de acordo com ele, ficaram em péssimas condições após a passagem da canalização de esgoto:  Pastor Oswaldo Hesse, Pedro Krause, Boa Vista, Oscar Holz, Frederico Jensen, Alameda Rio Branco e algumas ruas do bairro Vorstadt. “Deem uma olhada em como está a situação”, recomendou.

Em seguida, Oliveira falou a respeito do transporte coletivo. O vereador lembrou que a partir de 2005 quando João Paulo Kleinübing reduziu 299 horários de ônibus na cidade e as dificuldades começaram. Também recordou que em 2007 o Legislativo chamou atenção para a renovação do transporte coletivo e disse que em 2008 não foi esclarecido o que aconteceu com os R$ 10 milhões 123 mil. “E recentemente, antes das discussões sobre questões de trabalho e condições aos passageiros ainda chamávamos atenção para o fato do consórcio Siga ter ganhado de presente do prefeito os dois novos terminais que eram de sua responsabilidade”, afirmou.

Em outro momento, ele sugeriu que a Câmara de Vereadores encaminhe uma moção de apelo a Secretaria de Segurança Pública, ao governador do Estado e ao comando das polícias em Santa Catarina para que não permitam que a força policial que nos protege nos abandone durante a operação verão. “Está na hora dos Conselhos de Segurança fazerem o trabalho por Blumenau e por Santa Catarina”, observou.

O parlamentar também se mostrou indignado com a situação da saúde e destacou que o governo federal colocou a disposição de Blumenau dois milhões de reais para construção da unidade de pronto atendimento, inicialmente na região norte. “Blumenau recebeu autorização para construção, o governo estadual repassaria mais 175 mil por mês para manutenção e sabe o que aconteceu? O governo do estado negou-se a cumprir sua parte e o governo de Blumenau faz uma discussão meramente financeira”, salientou.

Vanderlei ainda solicitou ao representante da Prefeitura, Braz Roncáglio, que peça ao prefeito para acessar um requerimento enviado ao Executivo sobre um crime ambiental que ocorreu durante a execução de uma obra de reforma no pontilhão da rua Chipre, no Loteamento Caité, no bairro Progresso.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 23 de novembro de 2010

Quase dois anos após a tragédia que ocorreu em Blumenau e na região do Vale do Itajaí o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) apontou algumas dificuldades ainda enfrentadas no setor da educação. O parlamentar chamou atenção para o problema que a comunidade da rua Pedro Krauss enfrenta e relatou que mais de 300 estudantes são obrigados a se deslocar para unidade do Colégio Pedro II do Centro para ter aulas. Vanderlei também destacou que a comunidade do Zendron tem que trazer mais de 200 crianças para estudar quase no final da rua Amazonas. “São duas escolas afetadas pelas chuvas e se passaram dois anos e não receberam uma resposta definitiva do Executivo”, declarou.

Em seguida, o vereador criticou a administração municipal por tentar levar a Escola Básica Municipal Margarida Freygang da Nova Rússia para outra localidade. “A comunidade da Nova Rússia não concorda com isso e não será favorável a retirada das crianças daquele espaço. Educação e saúde não são para ter lucro”, assinalou. Oliveira apontou que irá entrar em contato com a Procuradoria da Infância e Adolescência e com o Conselho Tutelar para fiscalizar a situação dos estudantes do município. “Embora depois de 2008 tenham dito que reformaram todas as unidades educacionais e de saúde temos unidades que não oferecem as condições mínimas a nossa população”, falou.

Num outro momento, ele disse ter analisado o relatório das receitas e despesas da 27ª Oktoberfest e informou que cada cidadão que entrou na Vila Germânica investiu na festa, segundo dados oficiais, R$9,94. “Dá para acreditar?”, questionou.

Por fim, Vanderlei denunciou que diversos servidores da Urbanizadora de Blumenau, que participaram da campanha eleitoral, estão sendo demitidos. “O presente de final do ano que estão ganhando é a demissão”, observou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 18 de novembro de 2010

As ruas que ainda não receberam pavimentação na cidade foram destaque no discurso do vereador Vanderlei de Oliveira (PT). Uma delas, a Domingos Bertoldi, localizada na Itoupava Central, espera há anos pela obra. “Além disso, vias de grande circulação, de barro, precisam urgentemente da visita de um caminhão pipa”.

Na oportunidade, o petista pediu que os cinegrafistas da TV Legislativa mostrassem os cartazes segurados por moradores da cidade e que ocupavam as galerias. As faixas pediam melhorias em seus bairros, diminuição do valor da passagem de ônibus e mais empregos.

O parlamentar ainda propôs uma reunião com os ambulantes para ver o que o legislativo pode fazer em defesa destes trabalhadores. “Acabaram com uma história de vida na calada da madrugada”.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 11 de novembro de 2010

O município vive em situação de insegurança de acordo com o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). Ele lamentou o que ocorre com a comunidade da rua Emílio Tallmann e recordou de uma reunião, na qual o prefeito e o vice-prefeito fizeram promessas de sinalização e melhorias para localidade. “Talvez para essa e outras comunidades não se tenha dinheiro”, disse ao mencionar que consta no Boletim do Município ter sido pago “com dinheiro dos impostos cobrados da população” a contratação de hotel para hospedar as bandas alemãs no valor de R$ 139, 7 mil. Também citou terem sido gastos mais de R$ 233 mil em coffee breaks e mais de R$ 806 mil com bandas marciais, fanfarras e outros grupos para Oktoberfest. . “Para isso tem dinheiro enquanto para políticas públicas não tem. Vejam o que é prioridade nesta cidade”, destacou.

Além disso, o parlamentar também ressaltou os constantes furtos e assaltos ocorridos na região norte de Blumenau. Ele contou ter comparecido a uma reunião feita pelos moradores do norte do município que estão desesperados com a falta de segurança. Vanderlei lembrou que o prefeito e o governador do Estado têm informações sobre a situação, mas nada é feito. “O governador do Estado e o prefeito tem sido muito parceiros enquanto a população de Blumenau continua sendo assaltada”, apontou. Oliveira falou ainda que já não se espera mais ações da Câmara de Vereadores e lembrou que parlamentares da situação já tentaram e nada ocorreu.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

 

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 09 de novembro de 2010

Foto: Câmara de Vereadores

A retirada da pauta do projeto de resolução que modifica o regimento interno, criando a comissão de ética e decoro parlamentar da câmara, foi considerada “uma medida prudente”, conforme o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). “O código de ética e decoro parlamentar apresentado veio para o plenário de forma antiética e com farta quebra de decoro parlamentar”, acrescentou o líder petista. Oliveira disse que espera que façam as correções porque não imaginava que a comissão mandasse para plenário da forma como fez. “Fizeram todas as tentativas de levar a casa legislativa a mais um erro. Felizmente nós percebemos e chamamos a atenção”, disparou.

Em outro momento, o líder petista disse que a história permitiu esclarecer no segundo turno das eleições gerais, acusações do primeiro turno. Conforme Vanderlei, “durante o primeiro apresentaram o chamado dossiê do PT contra o Serra e que não passou de um dossiê de tucano contra tucano. Nasceu das brigas internas de Aécio Neves e José Serra. Tentaram passar como se fosse montado pelo PT. Quis a história que o tempo permitisse e que a Polícia Federal fizesse o esclarecimento, deixando claro que o PT não tem a prática de fazer este jogo sujo, do primeiro turno, e que foi limpo no segundo”, completou.

Ele também elogiou a mudança do ponto de ônibus da frente do Shopping Neumarkt, para local mais adequado e outro que deixa da entrada para o Hospital Santa Isabel e passa para o banco Safra. “Espero que dê mais tranqüilidade aos cidadãos que utilizam o transporte coletivo”. Também fez um apelo para que a rua Gustavo Zimmermann seja concluída com urgência e que a rua Guilherme Scharf receba os passeios, conforme estabelece a legislação em vigor, para que a obra seja considerada pronta.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 26 de outubro de 2010

Os investimentos do governo federal em cursos profissionalizantes. Este foi o principal tema tratado pelo vereador Vanderlei de Oliveira (PT) na sessão desta terça-feira (26). O parlamentar ressaltou a obra do Instituto Federal de Santa Catarina (IF-SC) em Gaspar, onde cerca de 800 profissionais serão formados. “Temos que destacar ainda a vinda da reitoria da instituição aqui para Blumenau, mais especificamente para a rua das Missões”.

O petista também anunciou um novo campus do instituto em Blumenau, onde serão oferecidas 1200 vagas. “Apesar disso, ainda vamos continuar lutando por uma universidade pública e gratuita. Já tivemos vitórias como a Universidade Aberta do Brasil, para qualificação dos professores, instalada no Pedro II. Já o PróUni permitiu que 700 mil brasileiros acessassem a universidade. O governo federal está fazendo a sua parte, agora quem tem que agir é o governo estadual”.

Por fim, Vanderlei solicitou uma unidade da Universidade Estadual de Santa Catarina (UDESC) no Vale do Itajaí. “É inconcebível que ela não esteja aqui”, disse.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 21 de outubro de 2010

A redução do atendimento ao público feito pela Prefeitura Municipal, em função do horário de verão, não agrada ao vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). Entre os dias 18 de outubro de 2010 e 20 de fevereiro de 2011, o prédio do Executivo estará aberto das 7h30 às 13h30, com a justificativa de gerar economia.  Vanderlei acredita não valer a pena economizar desta forma e discorda do período em que é aplicada a medida. “O poder público não depende de economia e sim da gestão capaz de administrar os recursos. Se fosse de meados de janeiro até meados de fevereiro, tudo bem”, ressaltou. Ele enfatizou que a Prefeitura é paga para atender os mais de 300 mil habitantes com integralidade os 12 meses do ano. Também declarou que a comunidade está revoltada. “Não é uma contestação pessoal, além de ser também meu posicionamento”, assinalou.

Oliveira ainda citou que o discurso do vereador Deusdith de Souza também reforçou a incapacidade administrativa do Executivo. “Sou procurado constantemente pela comunidade porque as coisas que não acontecem”, compartilhou. O petista descreveu que quando os vereadores fazem criticas as soluções também são apontadas, “basta o outro lado ouvir e fazer diferente ou nos perguntar qual a solução administrativa para que a cidade funcione”.

Por fim, Vanderlei registrou que nos últimos oito anos no Brasil, o governo federal através dos programas sociais conseguiu salvar, com a redução da mortalidade infantil, 600 mil brasileiros de 0 a 01 ano.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau


Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 19 de outubro de 2010

A conquista do aumento do salário mínimo nos últimos anos foi destacada com satisfação pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). “Nos anos 90, os trabalhadores do Brasil sonhavam com um salário mínimo de 100 dólares. Hoje, chegamos à casa dos 300 dólares”, anunciou. O vereador comparou a antiga situação com a atual e concluiu que no período era possível comprar oito sacos de cimento; hoje é possível comprar 20 sacos. “Podemos também fazer referencia ao combustível. Com o salário mínimo em 2000 dava pra comprar cerca de 90 litros de gasolina e hoje é possível comprar 200 litros de gasolina”, relatou. O petista destacou que além das melhorias salariais os benefícios e a aposentadoria também tiveram reajustes. “Sabemos da importância desta conquista para o cidadão, que depende de um salário mínimo para sobreviver. Só temos a festejar com as conquistas do povo brasileiro dentro da última década em todas as áreas”, concluiu.

Ainda foi comentado pelo petista a lentidão nas obras do viaduto da Via Expressa, para ligar o acesso alternativo à Guilherme Jensen. “No mês de abril deste ano recomeçaram as obras e mesmo possuindo R$ 5 milhões garantidos para continuidade, continua do jeito que está. Vanderlei também afirmou que o complemento das alças e o viaduto da Mafisa são responsabilidades do governo municipal, mas que nada está sendo feito a respeito. O vereador comentou que a via alternativa da SC 474 já está no orçamento do estado, e que para isso, o viaduto da Via Expressa já deveria estar completo. “A promessa de conclusão da obra feita há mais de um ano ainda não aconteceu”, cobrou.

Em relação à mudança do horário do expediente do Legislativo, para acompanhar o executivo, o petista questionou a falta de contribuição na decisão por diversos vereadores. “Não tomamos conhecimento, apenas soubemos por decreto”, anunciou. O vereador ainda consolidou que não concorda com a decisão na forma e no tempo que foi feita.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 14 de outubro de 2010

“Das cerca de 50 obras programadas no Asfalta Blumenau, apenas uma foi concluída”, afirmou o vereador Vanderlei de Oliveira (PT). Segundo o parlamentar, os moradores das vias onde as promessas não foram cumpridas, ainda tem esperança de que a camada asfáltica chegue em frente as suas casas.

O petista aproveitou a oportunidade para parabenizar aos bancários pela finalização da greve e pela conquista de um aumento histórico para a categoria. Na tribuna, Vanderlei ainda disse que ainda não perdeu a capacidade de se indignar. “Não consigo sorrir quando vejo meus iguais sofrendo”, destacou.

Para finalizar, voltou a pedir explicações a secretaria de saúde sobre a disponibilidade de medicamentos nas unidades, bem como a falta de profissionais.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 07 de outubro de 2010

A greve dos agentes bancários em todo o país foi comentada pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). “Infelizmente quase todos os bancos estão fechados, a população está com dificuldades e os donos de bancos não estão oferecendo o aumento real esperado pelos funcionários”, considerou. O vereador relacionou o caso com a paralisação dos servidores públicos e afirmou que eles também não obtiveram o aumento desejado. “Quase 90% das categorias conseguiram aumento real no Brasil e entre estes estão os trabalhadores têxteis e os metalúrgicos”, esclareceu. O petista lembrou ainda que os trabalhadores de transporte coletivo também estão na data base. “Espero que eles não precisem ir aos meios, parando a cidade na busca de melhorias das condições de trabalho, como em vezes passadas”, observou.

Sobre a falta de iluminação no trevo da rua Ari Barroso, o petista lembrou que o assunto já foi comentado no Jornal de Santa Catarina. “Não queria mais ter que voltar a este assunto, pois já foi objeto de muita discussão. Cabe a prefeitura, em parceria, com o DENIT fazer um convênio para garantir iluminação no local”, alegou. Vanderlei afirmou ainda que, caso o assunto não seja solucionado, os parlamentares irão voltar a cobrar respostas.

Em relação ao início da 27ª Oktoberfest, Vanderlei solicitou aos moradores de Blumenau que tenham paciência com o trânsito e com os turistas. “Devemos manter a calma e buscar tratar os visitantes com receptividade”, defendeu. Ele afirmou ainda que caso algum turista ou cidadão pratique atos irresponsáveis, há o telefone 190, da polícia. “A cidade vai receber reforço de segurança, barrando a entrada com quem vem para praticar atos que não são recomendáveis e compatíveis com a cultura da cidade”, analisou. O petista finalizou afirmando que a festa tem o objetivo de confraternização e fortalecimento da cultura alemã. “É um momento para angariar benefícios e esperamos que continue sendo cidade referência para o Brasil”, desejou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 05 de outubro de 2010

Um relatório completo da situação de todas as unidades da Estratégia da Família de Blumenau. Este foi o pedido do vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) para o líder do governo Fábio Fiedler. Ele quer que seja apresentado aos parlamentares tudo que diz respeito a: médicos, auxiliares administrativos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde.

Vanderlei justificou a solicitação afirmando que há cerca de três meses o Executivo criou uma Lei que prometia resolver o problema dos profissionais de saúde do município e, de acordo com o petista, “a situação deles hoje é pior do que antes da Lei”. Segundo Vanderlei os problemas se agravaram porque o vínculo dos profissionais de saúde não é mais somente com o município. “O número determinado de consultas que o médico faz não é suficiente para demanda de Blumenau”, alegou. Ele contou o caso de uma criança de cinco anos que precisou de atendimento e foi ao posto de saúde, onde não tinha médico, mandaram ao ambulatório geral, onde ninguém podia atendê-la. “A criança chorava por não suportar mais a dor e a mãe não tinha dinheiro para ir a um médico particular”, relatou. Oliveira declarou que é preciso saber o que pode ser feito a respeito. “É necessário fazer algo porque do jeito que está não pode continuar”, salientou.

O parlamentar também solicitou ao vereador da base de governo, Beto Tribess, para circular na rua Pedro Krauss. “A população da Pedro Krauss está clamando por ajuda”, citou. Ele assinalou que uma empresa começou a abrir a rua e não há mais transporte coletivo passando na via. “A tarefa do vereador é fiscalizar”, reforçou.
Ainda envolvido nas eleições, Vanderlei registrou que em toda vida pública esta foi a eleição em que viu o maior número de material de campanha jogado no chão. “Infelizmente os apoiadores dos candidatos perderam a noção da coisa. Lamento este tipo de prática”, afirmou. Ele mencionou ser difícil arrecadar recursos para campanha e mesmo assim o dinheiro é “jogado fora” desta maneira.

Por fim, Oliveira parabenizou os eleitos e disse esperar que eles trabalhem e cumpram com os compromissos.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 28 de setembro de 2010

O vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) utilizou a tribuna para criticar o Governo Municipal por promessas não cumpridas. O parlamentar citou soluções prometidas no Plano de Governo em relação às ruas de placas amarelas, às filas nos postos de saúde e a redução dos cargos comissionados. “O governo prometeu que iria trabalhar para regularizar as 546 ruas de placas amarelas, mas não regularizou nenhuma”, alegou.

Outra situação exposta pelo petista foi a área da saúde. Segundo Vanderlei, foi afirmado que seria montada uma central de agendamento de consultas por telefone e que a partir de 2005 ninguém mais enfrentaria filas nos postos. “70% da população que depende deste atendimento sabe que isso não foi cumprido”, reforçou. Ele afirmou ainda que muitos pacientes precisam ir à Itajaí e esperam aproximadamente oito horas para receber atendimento. “Sem falar dos cargos comissionados, que deveriam ser 140, sendo destes 70 servidores de carreira e 70 de fora. Hoje são 402 cargos comissionados”, denunciou.

Em outro momento o vereador comentou a intenção do Executivo de fechar a Escola Básica Municipal Margarida Freygang, na Nova Rússia, pelas más condições de acesso. Vanderlei alegou que as ruas devem ser reestruturadas, pois não possuem condições de tráfego. Vanderlei afirmou que a escola é histórica, e que mesmo com o repasse do Governo Federal para a educação, não foram tomadas medidas corretas.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 21 de setembro de 2010

O apelo dos ambulantes de Blumenau aos vereadores, contra a decisão da prefeitura de retirar veículos das calçadas durante a noite, recebeu o apoio do petista VANDERLEI DE OLIVEIRA.  Ele lembrou leis sancionadas em governos anteriores, que beneficiaram os mototaxistas, carrinhos de cachorro quente e vendedores ambulantes. Para Oliveira, “com o reconhecimento destes profissionais por lei federal, imaginávamos que Blumenau atuaria para melhorar as condições de trabalho das categorias, mas não é o que está acontecendo”. Também citou projeto de sua autoria para garantir que todos os carrinhos fossem padronizados para garantir uma visão mais adequada, mas não foi atendido. De acordo com o líder petista, “antes das últimas eleições começaram um programa para remontar a legislação e acabaram descobrindo que era necessário apenas um programa de melhoria. Enganaram muitos artesãos, ambulantes e vendedores de cachorro quente. Agora, às vésperas de outra eleição, novamente voltam a tratar do problema. É possível, que alguém venha dizer que está tudo bem, mas na verdade não está”, disparou. Vanderlei considerou absurda a postura da prefeitura que notifica e dá um prazo de três dias para que os ambulantes se regularizarem ou, então, perderão os carrinhos, sem convocar uma audiência ou conversar com aqueles que precisam de apoio.

Ao falar sobre segurança pública, o líder do PT na câmara, afirmou que “Santa Catarina vai de mal a pior nesta área, porque faz menos de quatro meses que o estado que aderiu ao Programa Nacional de Segurança Cidadã – PRONASC. Espero que a partir de agora, o estado e os municípios tenham habilidade de fazer os projetos para garantir os recursos para segurança”.

Ele lamentou que mais uma vez a Rodovia Guilherme Jensen foi palco de acidente grave com vítimas fatais. Disse que “o governador, o secretário de estado de desenvolvimento regional e vários parlamentares prometeram a solução há seis meses e apenas enrolaram”.

Também apoiou o movimento dos moradores da rua Professor Jacob Ineichein para cobrar a promessa do prefeito de que a obra não pararia antes da conclusão. “Infelizmente parou, como ocorre em outras ruas da cidade”, disse.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 16 de setembro de 2010

Para o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) se os investimentos do executivo com propagandas e viagens fossem feitos nas vias de Blumenau não haveria dificuldades de circular pela cidade. “Só de passagens aéreas com empresa de turismo em Blumenau foram contratados mais de um milhão de reais este ano e de propaganda, ‘para propagar’ inverdades na cidade e divulgar algumas verdades, embora com um orçamento de R$ 4 milhões o prefeito contratou mais de R$10 milhões”, denunciou. Ele recordou que quando a comunidade da rua Arnoldo Beck recebeu a notícia de que a via estava no programa ‘Asfalta Blumenau’ ficaram felizes, mas nada foi feito. “Só com o que foi gasto com a propaganda deste programa daria para resolver o problema da rua”, disse.

Segundo o vereador, a população das ruas Irapuru, Theodoro Passold, Theodoro Kleine e de outras vias na região do bairro Velha está revoltada. Também ressaltou que o povo cobra a conclusão da rua Jacob Ineichen. “Gostaria de mostrar imagens das famílias que moram as margens das ruas empoeiradas de Blumenau. Antes das eleições passadas estas obras foram prometidas e não apareceram até agora e estas comunidades estão revoltadas”, declarou.

Vanderlei ainda fez questão de esclarecer que os parlamentares não são responsáveis pela retirada do serviço dos caminhões pipas. “O povo da Vila Itoupava pede caminhão pipa e até agora não foi atendido, o prefeito determinou a suspensão deste serviço em Blumenau”, descreveu.

Em outro momento ele criticou a falta de comunicação dentro do governo e citou como exemplo as confusões que ocorrem entre a empresa Foz do Brasil, Samae e prefeitura. “E a população fica sem resposta”, declarou.

Por fim, ele lamentou o “tempo perdido” com a criação de Comissões no Legislativo, já em 2005, para apoiar a criação de um estádio de futebol em Blumenau. Vanderlei mencionou que desde a década de 1980 foi apresentada uma maquete que ficou exposta na entrada da prefeitura. E mencionou que antes das eleições de 2008 foi ainda apresentado um projeto para construção de um campo esportivo. “Blumenau teria um estádio de primeiro mundo que não aconteceu e o futebol na nossa região continua sendo tratado como um esportezinho”, assinalou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

Older Posts »