Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Pronunciamentos’ Category

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 23 de março de 2010

Ao mesmo tempo em que apresentava imagens feitas pela TVL, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) cobrou responsabilidade do Executivo Municipal. Primeiro mostrou uma de ponte de 12 metros de extensão na rua Euclides Antônio de Souza, no bairro Progresso, inaugurada há poucos dias, que custou mais de meio milhão de reais e já apresenta graves problemas.  “É uma obra inacabada, inaugurada com foguetório e que oferece grandes riscos à comunidade. Só a pintura custou mais de 33 mil reais”, disparou.

Habitação

Em seguida, o líder petista lembrou a assinatura no dia 11 de dezembro no salão nobre da Prefeitura, da ordem de serviço para mais 500 apartamentos na rua Santa Maria, próximo à ETA III. Ele mostrou imagens do local para dizer que apenas colocaram uma máquina para limpar o terreno, mas o equipamento não é adequado para realizar o serviço. “E o Governo Federal colocou à disposição mais de 100 milhões de reais”, lamentou. O vereador cobrou uma resposta definitiva da administração, porque esperava que antes do final do ano muitas habitações fossem liberadas.

Oliveira questionou outra obra que deveria ser iniciada no Progresso, cujo local virou depósito de entulho. “Embora o imóvel tenha sido pago, ainda não foi liberado para construção de moradias. São situações que nos deixam perplexos, porque é preciso ter um controle maior”, considerou.

Empreendedor Individual

Ao citar a lei que instituiu a figura do empreendedor individual, Vanderlei parabenizou o Sescon, a Ampe, o Sebrae, Acib e outros que trabalham para tirar cerca de 10 mil blumenauenses do mercado informal.  Ele registrou a promoção realizada na sexta-feira e no sábado que mobilizou representantes das entidades citadas. Existem centenas de profissões que podem sair da informalidade graças à nova legislação, apontou.

Congresso Estadual do PT

Ele também manifestou satisfação ao participar do Congresso do Partido dos Trabalhadores em São José. “Não imaginava um público tão grande”, disse Vanderlei, destacando a presença da senadora Ideli Salvati e da ministra Dilma Rousseff.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 18 de março de 2010

“Há alguns anos o que eu mais via em Blumenau, em Santa Catarina e no Brasil eram placas de ‘não há vagas’. A partir de 2003 eu comecei a ver o enorme crescimento do espaço para os trabalhadores do Brasil”. A observação partiu do líder do PT, VANDERLEI DE OLIVEIRA, ao recordar a promessa do presidente Lula de que seriam gerados 10 milhões de empregos. “Eu fico feliz porque essa meta foi ultrapassada”, afirmou o parlamentar.

No entanto, uma prática que ainda preocupa o parlamentar é a rotatividade da força de trabalho: “O empregador que tem esse alto índice de rotatividade acaba demitindo e contratando por um valor menor”. Vanderlei apontou que isso gera prejuízo social, pois até o trabalhador demitido se colocar num novo espaço de trabalho ele vai receber seguro desemprego.

Ao direcionar essa preocupação para o município de Blumenau, o petista utilizou como exemplo os empregos gerados em virtude do turismo. “Se Blumenau quer ser uma cidade turística, como imaginar que ainda não apresentaram alternativa para que seja aproveitado o espaço do Hotel Baviera?” indagou Vanderlei, que direcionou o mesmo questionamento ao Hotel Garden, que foi interditado enquanto hospedava pessoas. Ele ainda lamentou a interdição do Grande Hotel e se disse preocupado com o futuro da cidade: “Ao não movimentar essas estruturas, imagino quantos trabalhadores perdemos em Blumenau”.

Em outro momento, o vereador ainda lamentou o abandono do Vapor Blumenau. “Foi privatizado um espaço e aquilo tudo foi jogado ao léu. Fico preocupado com o silêncio da cidade em relação a esses espaços, a exemplo do Parque São Francisco”.

Por fim, mencionou o projeto de lei que pretende regulamentar os estacionamentos de ônibus de turismo em frente aos hotéis e afirmou que a proposta existe “porque existe uma perseguição a esses ônibus”.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 16 de março de 2010

O trabalho do Conselho Municipal de Saúde foi destacado pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), enaltecendo o enfoque dado a necessidade das unidades de pronto atendimento em Blumenau – UPA’s. “Na última semana tive a notícia que o deputado federal Claudio Vignatti garantiu a instalação de uma unidade na cidade”, informou. O petista observou que a medida teria como principal objetivo atender a comunidade que está localizada longe dos hospitais Santo Antônio e Santa Isabel, e evitar a sobrecarga destas casas de saúde. “O pronto atendimento deveria ser construído perto da BR-470 ou então junto ao espaço do Ambulatório Geral da Itoupava Central”, anunciou. Vanderlei lembrou que a necessidade vai além de apenas uma unidade, e que o ideal seriam outras para atender a região norte, distrito do Garcia e bairro Velha.

Em outro momento, o parlamentar solicitou respostas para a atual situação da escolinha de artes e do casarão das oficinas de artes em Blumenau. “São dois problemas que afetam a cultura, e gostaria que o Executivo resolvesse junto aos órgãos competentes, para que a verba seja bem investida e para que a população volte a ser atendida”, pediu. O petista citou a participação em eventos culturais, afirmando a importância de momentos como a apresentação do músico Luiz Vicentini no restaurante Park Blumenau, o lançamento do livro Pequeno Álbum, de Viegas Fernandes da Costa, no restaurante Farol e da apresentação do livro Desastre de 2008 no Vale do Itajaí, que fala sobre conseqüências e razões da catástrofe em Blumenau.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 11 de março de 2010

“Estamos apanhando feito ‘boi ladrão’ na comunidade porque o governo não faz nada”. A crítica partiu do vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) ao reclamar de obras prometidas pelo Governo Municipal que não foram cumpridas. Conforme apontou, esse é um dos motivos pelo elevado número de indicações apresentadas por alguns parlamentares. “São milhões de indicações dos vereadores que frequentam as suas comunidades. É muito cômodo para vereador que não tem relação com o povo achar que está tudo bem”, comparou. Ele contou que esteve no bairro Fortaleza e ouviu reclamações sobre as ruas Hermann Lange, Theodor Kleine e Guilherme Scharf, que não tiveram melhorias, conforme havia sido prometido.

Ao afirmar que “Blumenau virou a cidade do remendo”, o petista comentou a situação da rua Amazonas, cuja reurbanização não foi concluída até então. “A comunidade viu os prospectos da rua Amazonas e, de repente, desapareceu”. Vanderlei de Oliveira cobrou mais eficiência dos cargos comissionados da administração municipal: “Façam seus cargos políticos trabalharem, porque se eles trabalhassem os vereadores não seriam canais de reclamação da população”.

Em outro momento, o parlamentar comentou as reclamações sobre a falta de segurança em Blumenau, feitas por vereadores da tríplice aliança: “A base de governo aqui tem reclamado às paredes, porque a base da tríplice aliança em Santa Catarina é tão competente que nem consegue trazer o secretário de segurança pública a Blumenau”. Ao mesmo tempo, frisou as várias manifestações da deputada estadual Ana Paula Lima sobre a questão da insegurança e sugeriu aos parlamentares: “Quando os vereadores do DEM, PSDB e PMDB quiserem falar de segurança, falem com o governador, com o vice-governador, com o secretário regional e com o secretário de segurança”.

Vanderlei ainda comentou o “desafio” de qual viaduto será concluído antes, o da Mafisa ou o da Via Expressa. Ele reafirmou que o Governo Municipal está entravando os trabalhos na Mafisa por problemas de desapropriação e consolidou: “Espero que o prefeito não atravanque ainda mais o viaduto da Mafisa e também que não atravanque o viaduto da Via Expressa”.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 09 de março de 2010

A falta de esclarecimento do Executivo em relação ao destino de mais de R$ 10 milhões pagos pelo consórcio Siga à Prefeitura voltou a ser comentada com insatisfação pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). O parlamentar informou que a verba provém do Contrato de Concessão do Transporte Coletivo em Blumenau, assinado entre o Siga e o Executivo. “Solicitei, através da Câmara, informações sobre a confirmação do recebimento do dinheiro e seu destino, mas não obtive resposta”, assegurou. O petista ainda insinuou a falta de transparência do Executivo em relação a aumentos na cidade. “Nem com ordem judicial o governo presta esclarecimentos. Fica difícil fiscalizar”, analisou.

Em outro momento o parlamentar falou sobre a construção do Residencial Hamburgo, no bairro Badenfurt. Segundo Vanderlei, a obra é uma parceria entre a Caixa Econômica e o Governo Federal. “Foram disponibilizados aproximadamente oito milhões de reais, para atender 160 famílias desabrigadas”, informou.

O líder da bancada petista também denunciou a situação do conjunto de apartamentos que deveria ser construído no Loteamento Libertadores. “A verba está liberada desde 2006 pelo Governo Federal, mas a obra está parada.”, alegou. O parlamentar lembrou que mais de mil pessoas continuam nos abrigos provisórios e chamou a atenção do Executivo para a importância do término da obra.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 04 de março de 2010

Em uma reunião, no bairro Badenfurt, articulada pelo Conselho Regional de Saúde, o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) tratou de problemas da área da saúde em Blumenau e questões do ribeirão do Testo. “Há necessidade de macro drenagens nos córregos e ribeirões da cidade, no ribeirão do Testo, das Itoupavas, da Velha, do Garcia. Há necessidade urgente de uma grande política para limpeza de tubulação na cidade”, declarou. O petista ainda enfatizou que em 2004 os recursos da Prefeitura para saúde em Blumenau ficaram em quase R$ 80,00 milhões, o orçamento de 2009 fechou em R$154,00 milhões, enquanto que o de 2010 é de mais de R$170,00 milhões para saúde. “E, no entanto observamos que as situações na saúde continuam inadequadas”, afirmou.

O vereador também mostrou algumas imagens da rua Sete de Setembro e contou ter feito encaminhamentos ao Executivo, Seterb, Conseblu em relação aos engarrafamentos que ocorrem nesta via um pouco antes da entrada com a rua Floriano Peixoto, em direção ao Hospital Santa Isabel. “A grande alternativa é transferir o ponto de ônibus que há ali para a rua Ângelo Dias, que fica adiante. Falo isso porque temos conhecimento que o Estado estava vendendo a preço de banana aquele prédio onde funciona o Deinfra”, avaliou.

Em seguida, Vanderlei salientou a complexidade do projeto de Lei nº 5914, que ‘Cria a agência reguladora do sistema de saneamento de Blumenau’ e disse que ainda não conseguiu fazer uma análise da proposta. “Precisamos de tempo. O vereador que disser sim a esta Lei está autorizando o aumento da tarifa de esgoto de 80% para 98%”, alertou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 02 de março de 2010

A matéria paga pelo consórcio Saneblu, publicada no Jornal de Santa Catarina dos dias 27 e 28 de fevereiro, foi comentada com insatisfação pelo parlamentar VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). Segundo o vereador, a empresa confirmou o contrato e a entrega do patrimônio público do saneamento, mesmo com leis a serem aprovadas. “Na publicação, era dada por concreta a concessão do esgoto à Saneblu. Achei um equívoco e informei ao Ministério Público, para que alguma providência fosse tomada”, informou. O petista comentou também a matéria publicada no Santa de hoje, afirmando que o município assinou o contrato com a empresa. “Como é que, sem ter a agência reguladora, sem ter autorização legislativa para assinar o contrato, eles assinam e em seguida o consórcio já faz campanha institucional”, questionou. Vanderlei defendeu ainda que o processo é ilegal, imoral e que a população está sendo enganada.

Em outro momento, o vereador voltou a apontar fraude no ISO 9001 do Samae. “Uma empresa que é regular não deveria colocar a cidade na situação em que está Blumenau em relação à água”, questionou. O parlamentar afirmou que o Samae está sendo precarizado para vender a água da cidade. “Não existe serviço de manutenção no Samae”, acusou.

Outra denúncia feita pelo petista foi em relação à tentativa de privatização da Celesc. “Todos os governos estaduais que passaram nas últimas décadas estão entregando para a iniciativa privada a maior empresa pública de Santa Catarina”, argumentou. O parlamentar salientou que a Celesc não atende mais por ter a maioria de seus serviços terceirizados. “A direção não está proporcionando condições de trabalho para os funcionários que estão disponíveis”, afirmou. Vanderlei defendeu ainda ser preciso informar a população, para que não “passe desavisada” e ache normal que a empresa seja vendida e privatizada.

O parlamentar também rechaçou as respostas dadas pelo poder público municipal para justificar o aumento do transporte coletivo. “O Executivo está brincando com a inteligência daqueles que manusearam o processo para dar a liminar e impedir o aumento”, analisou. Segundo o vereador, as planilhas apresentadas não justificam o  aumento.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 25 de fevereiro de 2010

“A luta não acabou. Esse foi o primeiro round, confirmando o nocaute do prefeito João Paulo em relação ao aumento abusivo no transporte público”. A definição partiu do vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) em relação à liminar que determinou a suspensão do aumento da tarifa de ônibus. Na opinião do petista, o valor fixado em fevereiro de 2010 não deve retornar: “Com a documentação e informações que o Ministério Público e o Judiciário já têm, com uma análise técnica e com as inconsistências que conseguimos apurar, com certeza essa tarifa não vai voltar ao que era”. Vanderlei ainda chamou a atenção para o “trabalho contra os cobradores” e defendeu que o transporte coletivo “deveria voltar à qualidade de antes”.

O parlamentar, em outro momento, criticou a nota de indignação publicada no jornal por parte de diversas entidades de Blumenau, entre elas a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A nota diz respeito à cobrança de juros de tributos nos meses após a catástrofe. “Suas assessorias falharam com vocês, tanto as políticas quanto as jurídicas. Dia 23, em reunião, a senadora Ideli e o deputado Décio já tinham encaminhado, junto ao ministro Guido Mantega, a adequação para evitar que a Receita Federal viesse a cobrar os juros”, esclareceu. Por se tratar de uma nota publicada dois dias após esta intervenção, Vanderlei de Oliveira afirmou que “as assessorias fizeram gastar dinheiro de seus associados gratuitamente”.

Sobre a questão habitacional, o petista mostrou indignação por receber a informação de que pessoas que foram atingidas na catástrofe estão sendo informadas para proceder, apenas em novembro de 2010, para ingressar no programa “Minha Casa, Minha Vida”. “Imaginei que o Gabinete da Reconstrução tivesse a capacidade de montar o relatório completo de pessoas inscritas no programa habitacional”, comentou Vanderlei.

Assessoria de Imprensa

Prefeitura Municipal de Blumenau

Read Full Post »

Protesto contra o aumento da tarifa do transporte coletivo chegou ao Plenário. Foto: Câmara de Vereadores

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 18 de fevereiro de 2010

O vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) lamentou não ter recebido do executivo a planilha de custos que determinou o aumento do transporte coletivo, e só obteve o documento através de um advogado está movendo ação civil pública, com a titularidade da Associação de Moradores da rua Coripós. Outra ação é assinada pela ACDC – Associação Catarinense de Direitos Constitucionais e ontem ele próprio protocolou denúncia junto ao Ministério da Defesa do Consumidor e da Promotoria da Moralidade Pública questionando vários pontos do documento. Ele criticou a falta de empenho dos lideres do bloco parlamentar e do governo em agilizar uma resposta do executivo. Após analisar a planilha, Vanderlei afirmou que a mesma está repleta de aberrações e concluiu que as empresas sequer pediram a revisão das tarifas. “Não encontrei nenhum documento de pedido de revisão por conta do consórcio. A dita planilha é toda composta de documentos do executivo. Deve ser um mero ato do executivo concedendo o aumento, salvo prova em contrário”, disparou.

Em outro momento, lembrou que o preço do combustível não justifica a iniciativa governamental, porque houve redução de preço, o mesmo ocorrendo com a remuneração da força de trabalho. “Já o lucro sofreu uma majoração de 13,5% no período de um ano”, disse. Ele espera que sejam tomadas providências por parte do Ministério Público, por entender que muita coisa deve ser esclarecida.

Em relação ao protesto realizado no plenário da Câmara, o líder petista criticou a falta de calma da Mesa Diretora durante a manifestação. “Tem que ter muito jogo de cintura e perdemos a oportunidade de conversar com muitas pessoas que estavam pela primeira vez na Câmara Municipal e sentiram-se escorraçadas”.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 11 de fevereiro de 2010

“A dita planilha de custos que serviu de base para que o prefeito autorizasse o aumento do transporte coletivo não é um documento público”. A reclamação partiu do vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), ao comentar a visita do presidente do Seterb Rudolf Clebsch para falar do assunto.  “Imaginei que, com a vinda do presidente, a planilha completa viria, mas não veio, continua secreta”, alfinetou o líder petista. Oliveira justifica o protesto com a alegação de que “na última vez que solicitou a planilha para analisar, recebeu apenas parcialmente”. Para o vereador, o assunto deve ser discutido para que a população saiba as dificuldades em fiscalizar o que é publico em Blumenau e, dirigindo-se à bancada governista, disse que “essa transparência deve ser garantida pela base umbilical do governo”. Quanto à presença de Rudolf Clebsch, considerou que “ele veio unicamente defender-se dos ataques que recebeu da imprensa e de alguns vereadores”.

As crateras existentes nas ruas de Blumenau estão fazendo a alegria das empresas de amortecedores, de acordo com Vanderlei de Oliveira, criticando a falta de manutenção por parte da prefeitura.  

Em relação aos aterros feitos com autorização de órgãos governamentais, o petista citou o episódio ocorrido em Florianópolis e que ficou conhecido como “o caso da moeda verde”, com envolvimento de membros da Câmara, prefeitura e instituto do meio ambiente. “Espero que, se a Polícia Federal ainda não está fazendo nada a respeito, comece a fazer. Existem sérias dúvidas sobre a situação. Na capital do estado, Santa Catarina foi manchete nacional pelos maus exemplos dados”, disse.

O pouco caso com a comunidade também foi citado em relação à obra rua Hermann Barthel, “piqueteada antes das eleições de 2008 e até agora não realizada. A comunidade acreditou, mas os piquetes caíram fora e obra não foi realizada”, disparou.

Em outro momento, Vanderlei lembrou que a Medida Provisória que liberou recursos para obras de drenagem dos ribeirões da Velha, Garcia e Itoupava é apenas uma ponta dos R$ 300 milhões destinados à execução de grandes obras em Blumenau. “O que não pode acontecer é o mesmo ocorrido com o programa Asfalta Blumenau, que concluiu apenas uma das mais de 40 ruas prometidas”, disse.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 09 de fevereiro de 2010

Os 30 anos do Partido dos Trabalhadores serão celebrados amanhã à noite em Blumenau. O anúncio foi do líder da bancada do PT na Câmara, VANDERLEI DE OLIVEIRA, que aproveitou para convidar os companheiros de partido e os simpatizantes para um evento nesta quarta-feira, a partir das 19h30, no Clube 25 de Julho. “O Partido dos Trabalhadores construiu uma história respeitada no mundo, na América Latina e, principalmente, respeitada no Brasil”, definiu o parlamentar. Vanderlei ainda informou que amanhã, durante o evento, tomará posse a nova direção do Partido. Ainda será prestada homenagem ao chefe de gabinete do vereador, Daniel Gonçalves, que faleceu na última semana.

Em outro momento, ele registrou a posse do novo Conselho Municipal de Cultura na manhã de hoje. Além de elogiar as duas últimas gestões, encabeçadas por Noemi Kellermann, Vanderlei adiantou que alguns membros já enviaram pedidos de mudanças nas políticas municipais voltadas à cultura.

O petista ainda denunciou que “alguns convênios feitos através da Secretaria Municipal de Assistência Social não estão sendo cumpridos desde o final do ano passado”. Conforme apontou, entidades como a Associação Blumenauense de Amparo ao Menor (Abam) estão passando por dificuldades porque “a prefeitura recebe os recursos e não repassa os valores”.

Em relação ao transporte coletivo, Vanderlei de Oliveira pediu que os líderes das bancadas governistas apresentem a planilha de custos utilizadas pelo Seterb para calcular o novo valor da passagem. “Não concordo com os percentuais, mas só vou fazer a avaliação definitiva com os dados em mãos”, garantiu.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 04 de fevereiro de 2010

“Na última terça-feira mostrava a esperança de que a medicina poderia resgatar a vida de Daniel. Infelizmente não aconteceu. Era como o meu quarto filho”, disse VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), ao registrar com emoção a morte do assessor. “Ele começou a frequentar a pré-escola junto com o meu filho mais velho e, desde então, passei a acompanhar a vida de Daniel. Em 2003, para custear o segundo grau, trabalhava como lavador de carros num posto e tive a oportunidade de convidá-lo para ser estagiário. Terminou os estudos, cursou relações internacionais, e galgou o posto de chefe de gabinete”, relatou o petista.

Vanderlei agradeceu a todos que tiveram sentimento positivo com Daniel e que acompanharam o velório, manifestando apoio à família. Para o vereador “velório de uma criança, de um jovem é sempre fora da normalidade”. Em nome do Partido dos Trabalhadores, do qual o Daniel sempre foi militante, membro da executiva e secretário de organização, agradeceu ao apoio recebido. Desde 2003 atuava no gabinete petista, “sempre com muita competência, e uma pessoa como Daniel não conseguiremos substituir”, revelou Oliveira. “Acompanhou a minha primeira eleição e todas as nossas lutas do dia a dia. Todo mundo perdeu, porque era o companheiro de todas as horas. Quando ele sabia que eu estava com problemas, ele sempre tinha uma palavra de conforto”, citou.

Em outro momento, o líder petista voltou a criticar a administração municipal, classificando a privatização do esgoto como o maior crime da história de Blumenau. “Para tentar reverter a situação, o comitê contra a privatização realizará um ato na Catedral amanhã às 10h” e Vanderlei convocou a comunidade a participar.

A decisão do Executivo de conceder reajuste de 34,1% ao transporte coletivo também foi atacada por Vanderlei. Disse que o aumento chega a mais de 100% da inflação ocorrida no período, dificultando ainda mais a vida da população blumenauense.

Por fim agradeceu ao radialista Armindo Vogue pelo troféu Vereador Destaque recebido no final de 2009. “Espero que todas as emissoras possam fazer este trabalho para que se possa conversar sobre política. Me sinto ainda mais comprometido a continuar trabalhando pela comunidade”, assinalou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 02 de fevereiro de 2010

Mesmo durante o recesso o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) garantiu ter acompanhado o que acontece na cidade. Entre os aspectos citados pelo parlamentar a reconstrução foi destacada. Vanderlei apontou que a administração municipal recebeu ‘carta branca’ do governo federal para investir quase R$100 milhões em novas obras de drenagem. “Desta forma será possível recuperar as Itoupavas, a região do Testo, o Garcia, a Velha e a Fortaleza. Espero que estes R$ 100 milhões sejam bem aplicados na cidade”, salientou.

Além disso, Vanderlei observou que o governo federal já autorizou cerca de 2.500 novas moradias. “Basta Blumenau se organizar e direcionar para o povo. Infelizmente, três dos terrenos que a Prefeitura comprou ainda não estão liberados pelo Executivo”, avaliou. O vereador ainda anunciou que continuará cobrando da Prefeitura a apresentação de um programa de reutilização de ocupação dos imóveis que se tornaram inadequados para moradia, e de uma política habitacional para as famílias cuja renda seja superior a três salários mínimos. “Independente de quanto ganham estas famílias foram prejudicas e perderam todo seu patrimônio”, falou.

Em seguida, o petista analisou que Lula estava correto ao declarar que a crise mundial não passaria de uma “marolinha” e elogiou as medidas tomadas pelo presidente. Vanderlei também exaltou o prêmio de estadista global recebido por Luís Inácio Lula da Silva. Ele ainda disse estar orgulho com a pesquisa que demonstra que 81,7% do povo brasileiro avalia positivamente o presidente.

O parlamentar também anunciou ter recebido da Rádio Blumenau o troféu de ‘Vereador Destaque de 2009’, com 49,87% dos votos. “Quero agradecer a população de Blumenau e espero dar o retorno também em 2010”, disse.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

Artigo:

O ano de 2009 marca o início do segundo mandato de João Paulo Kleinübing (DEM) na prefeitura e é a prova de que o povo de Blumenau sofreu um “estelionato eleitoral”. A ausência do governo nas soluções dos problemas da cidade foi sentida pela população, principalmente aqueles segmentos atingidos pela catástrofe de 2008. A demora na proposição e no encaminhamento de projetos e ações para a reconstrução causou ainda mais prejuízos.

Centenas de famílias estão vivendo em abrigos provisórios inadequados, que nem sequer foram vistoriados pelo Crea. Além disso, o desperdício de recursos na reforma destes prédios também foi denunciado ao Ministério Público. As obras de infraestrutura estão com sérios indícios de irregularidades, todas denunciadas ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas do Estado e à Controladoria Geral da União. Com uma maioria subserviente no Legislativo, o governo conseguiu aprovar projeto para obras já executadas e/ou que já receberam recursos. Só não sabemos ainda se foi por incompetência ou leviandade.

Obras como as do programa Asfalta Blumenau, propagandeadas na eleição, não foram concluídas. Os serviços de saúde foram precarizados mesmo recebendo o dobro de recursos federais. O governo municipal virou as costas para a sociedade, preferindo decisões de gabinete, como a pretensa privatização do esgoto.

A oposição petista foi sabotada constantemente – com respostas tardias e/ou vazias – no seu dever de fiscalizar os atos do Executivo. Precisou buscar na Justiça o direito de participar das comissões da Câmara. Foi ela também que garantiu o direito constitucional à informação pública e que determinou ao prefeito que responda sobre o destino de R$ 10,1 milhões do contrato do transporte coletivo. O problema não é ser vereador de governo ou da oposição. É fechar os olhos para as irregularidades, não exercendo a função fiscalizadora do Legislativo.

Se por um lado Blumenau não teve prefeito, teve um presidente que olhou com carinho para a nossa cidade e região. As ações do governo Lula na reconstrução, liberando recursos para obras e serviços, não possuem comparação em sua história. Essa foi a sorte do nosso povo, empresas e instituições.

Vanderlei Paulo de Oliveira
Vereador do PT em Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 15 de dezembro de 2009

No último pronunciamento de 2009, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) não fugiu à regra e fez críticas ao governo municipal. Denunciou que a estrutura oficial da prefeitura foi despejada do terminal do Aeroporto Quero-Quero, por conta de atos irresponsáveis da administração de Blumenau e lamentou os prejuízos causados ao setor. Também fez novas reclamações sobre demora no atendimento na área da saúde, mostrando um documento datado de 18 de agosto de 2006 e que não aconteceu. “Por isso vou continuar batendo e cobrando, porque esse tipo de falta de serviço ocorre em várias regiões de Blumenau”, prometeu.

Ao comentar a decoração natalina da cidade, Oliveira lamentou o abandono do entorno da prefeitura, “desde o piso até a iluminação. Há cada chuva se formam 130 poças d’água nas calçadas em volta da prefeitura, por isso o governo deve levar em conta estas melhorias”, afirmou.

O líder petista também fez apelo para que a vegetação que toma conta da rua Ipiranga, no Distrito do Garcia, seja retirada e apresentou a reclamação de uma cidadã de São José, que se confessou “envergonhada com as condições do trevo do Sesi, onde plantaram flores mas não taparam o buraco”. O vereador citou ainda a iluminação do desvio da rua Dois de Setembro e alertou para a situação desesperadora do trevo da Ponte do Salto, próximo ao Jornal de Santa Catarina. “Não podemos fechar o ano sem fazer estes registros, e cumprimentar a imprensa por acompanhar e desvendar os problemas da cidade” salientou.

Por fim, saudou os “conhecidos e desconhecidos” que o estão ajudando a fazer o mandato, com sugestões e propostas que tem apresentado. Vanderlei apontou o total de 9.100 indicações que passaram pela Câmara este ano, sustentando que o numero mostra como Blumenau tem problemas. Também lembrou que foram apresentados 1.200 requerimentos no mesmo período e que mais de 300 projetos de lei passaram pela CCJ e a maioria pelo plenário. “Isso tudo acontece porque temos um conjunto de companheiros que ajudam o vereador a cumprir o mandato. Todas as posições adotadas este ano seguiram a concepção de que estávamos fazendo o melhor para a população e para a cidade”, disse. Oliveira também apontou que, apesar do recesso, a maioria dos vereadores não estará em férias, pois continuará correndo pelo município. “Continuaremos sendo vereadores 24 horas por dia”, asseverou.

Completou fazendo um agradecimento ao Executivo. “Após muita choradeira e desespero, descobriram que o palanque instalado perto do Banco do Brasil impedia o acesso da população. Resolveram desmontá-lo, finalmente, pois o local é inapropriado”, completou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 10 de dezembro de 2009

Os vereadores Vânio Salm e Vanderlei de Oliveira agradecem a senadora Ideli pelo trabalho realizado.

Ao criticar o desempenho da representação de Santa Catarina no Congresso Nacional, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) poupou a senadora Ideli Salvatti e os deputados federais Décio Lima, João Pizzolatti e Claudio Vignati: “É um quarteto muito forte, capitaneado pela senadora Ideli e que efetivamente tem conseguido resultados”, assinalou. Oliveira citou a repercussão pelo corte de R$ 50 milhões para obras de prevenção no orçamento do ano que vem, lembrando que estão confirmados mais R$ 65 milhões para o setor e grande parte para nossa região. “Tudo isso porque temos um quarteto que está sintonizado, a partir da base”, sustentou o líder petista.

Vanderlei também comentou a liberação dos 540 apartamentos para a rua Santa Maria e lembrou que, “com o investimento de mais de 30 milhões de reais, o Governo Federal já abriu as portas para mais de 200 milhões de reais para a habitação em Blumenau”. Também registrou que o ocupante do imóvel irá pagar até R$ 6 mil, em dez anos. “Este é o governo dos trabalhadores que está dando retorno aos trabalhadores, sem prejudicar. Todos os municípios catarinenses têm recebido recursos federais de grande monta, porque temos um governo federal que não persegue”, analisou Oliveira.

Em outro momento, citou a capa da revista Carta Capital, que ironiza o episódio envolvendo o governador de Brasília, com a reportagem “o conto de natal acabou em panetone”. Segundo Oliveira, “José Arruda é o mesmo que violou o painel da Câmara Federal” e aproveitou para lembrar alguns episódios ocorridos em Santa Catarina e ainda sem solução: “Apenas para não perder o foco, temos o caso Aldinho – Aldo Hey Neto, o encontro de Itá, o caso Nei Silva – dos outdoors por Santa Catarina, o caso Paulo Bauer, o caso das passagens do Congresso e o caso Pavan em combustíveis”, assinalou.

Em relação ao Parque Nacional da Serra do Itajaí, Vanderlei disse que esperava mais atenção de Fábio Faraco na administração do local e informou ter protocolado requerimento solicitando audiência publica para discutir os problemas. “Devemos trazer à tona todas as situações apresentadas com a criação do parque”, disse.

O vereador também elogiou a proposta do Samu, para que os proprietários de celulares acrescentem a sua lista de endereços o número de pessoa a contatar em caso de acidente, para garantia de socorro imediato. Os usuários deverão colocar a inscrição AA Emergência, seguida do nome de um parente ou conhecido, que aparecerá sempre em primeiro lugar. Oliveira acha que a proposta deveria ser transformada em lei no Estado.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 8 de dezembro de 2009

Mesmo mostrando imagens e solicitações da própria situação, que não foram atendidas, o vereador VADERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT), afirmou não ter conseguido que algo fosse feito pela rua Pastor Oswaldo Hesse. “Há aqui um conjunto de indicações da rua Pastor Oswaldo Hesse, até mesmo da bancada de governo”, mostrou. Vanderlei ainda lamentou que o governo não converse com a bancada de situação. Ele disse que as obras daquela via iniciaram na época do programa ‘Asfalta Blumenau’, antes das eleições de 2008, como mais de 40 obras e mencionou que “nenhuma foi concluída”. “Enganaram a população. Ano que vem é ano de eleição, quem sabe deste jeito as coisas saem. Peço a bancada do governo que repasse a João Paulo Kleinübing estas necessidades”, falou.

Ao voltar a salientar que os desabrigados continuam morando mal, o vereador mostrou imagens do Hotel Baviera, localizado no Centro da cidade, que está desativado e denunciou a precariedade da estrutura. Ele lembrou ainda que em outubro deste ano o “hotel da rede Barra Sul” foi temporariamente fechado, por determinação da Vigilância Sanitária, porque apresentava alguns problemas. “E as moradias provisórias que possuem problemões?”, questionou. Em seguida, Vanderlei ressaltou o mal que o ocorrido causou ao turismo do município. “Naquele período os turistas hospedados no hotel foram expulsos, o que prejudicou a imagem de Blumenau, como querem chamar turistas deste jeito?”, exaltou. Segundo Oliveira outro exemplo prejudicial a cidade é o Edifício América. “Há uma administração muito mal feita em Blumenau, que diz uma coisa e faz outra. Temos que lembrar que também dependemos de quem visita Blumenau”, observou.

Em outro momento, o parlamentar parabenizou todos os servidores que votaram nas eleições do Sindicato, ocorrida nos dias 3 e 4 de dezembro. Ele denunciou ter havido um movimentos “nos corredores da Prefeitura” para que os trabalhadores não se manifestassem. “Mais de 2.100 trabalhadores foram votar nas eleições e na Chapa 2, que acabou obtendo a maioria dos votos”, assinalou. Vanderlei desejou sorte aos eleitos. “Quando o resultado positivo vier para o trabalhador, virá para o povo”, declarou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 3 de dezembro de 2009

Logo após a liberação do novo complexo da Vila Germânica, o poder público conseguiu resolver o problema das altas temperaturas no interior dos pavilhões. Diante disso, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) solicitou que, com igual agilidade, seja resolvido o problema das altas temperaturas no interior das moradias provisórias. “As condições são insuportáveis. Essas pessoas estão em situação pior do que os nossos criadouros de galinha, onde morrem por causa do calor”, comparou. Na opinião do parlamentar, esse fator já deveria ter sido levado em consideração antes de levarem as famílias aos locais: “É inconcebível que mais de mil pessoas, permanentemente, sejam prejudicadas em seus direitos mais elementares e colocadas nesta situação constrangedora”.

Preocupações no que diz respeito à moradia em Blumenau também foram apresentadas por Vanderlei. Além das recomendações da Defesa Civil quanto à instabilidade do solo, o parlamentar frisou que é necessário levar em consideração as coberturas das novas casas, tendo em vista o aumento da velocidade dos ventos ultimamente.

Por fim, argumentou que “há a necessidade de se pensar muito bem o plano de cargos e salários dos profissionais da saúde”. Conforme recomendou o parlamentar, deve ser feito um amplo debate com a sociedade e com os profissionais da saúde.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 1º de dezembro de 2009

Ao dizer que todas as indicações sobre limpeza de córregos e ribeirões, receberam resposta de que foram executadas pela Prefeitura, sem corresponder à realidade, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), tornou a criticar a administração. Ele citou relatório oficial com mais de 100 obras realizadas, e lamentou que moradores da Fortaleza, Itoupava Central, Itoupava Norte e outros continuem sem receber o atendimento. “Até os abrigos foram atingidos novamente e tem coragem de dizer que os locais foram aprovados pela Cruz Vermelha. É uma fraude o que fizeram aqui. A própria base do governo está desesperada porque as coisas não acontecem em Blumenau”, sustentou o lider petista.

Vanderlei fez convite para todos os servidores para participar nos dias 3 e 4 de dezembro, das eleições para definir os rumos do Sindicato da categoria. “Os trabalhadores vão dizer se querem a continuação da atual diretoria ou se querem uma nova cara”, apontou.

Sobre a baixa participação na conferência das cidades realizada em Blumenau, Vanderlei de Oliveira, atribuiu o fato a falta de capacidade de articulação do governo municipal. Ele lembrou na primeira edição do evento, quase 500 pessoas participaram por dois dias do encontro em Blumenau.

Oliveira voltou a reforçar as queixas da Associação de Engenheiros e  pessoas que perderam suas moradias, pela demora na aprovação de novos projetos no município. “Todos reclamam das coisas que não andam na Prefeitura, tanto para novos loteamentos ou novas casas. Tem havido apenas a intensificação da fiscalização nas obras de reconstrução”, disparou. Oliveira voltou a cobrar da Prefeitura a implantação do Programa de Engenharia Pública, em convênio com o governo federal, que permitirá a entrega de planta gratuita para a população que precisa de moradia. “Entretanto o governo municipal não tem feito a sua parte”, lamentou.

Por fim, Vanderlei disse que pretendia responder a acusações de “um dos vereadores mais atrapalhados desta Casa. Fala sem conhecimento de causa, não sabe que a lei 9.876, que tem que ser derrubada, é da época de FHC. Não sabe que ele foi por um determinado tempo, um funcionário quase fantasma do Congresso Nacional. Também não sabe muita coisa feita no Brasil. Das contribuições de mais de 200 milhões, que a cidade recebeu do governo federal. Quando quiser fazer critica, que faça consulta ao seu padrinho político Pizzolatti, que sabe como funcionam as coisas em Brasília”, completou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 26 de novembro de 2009

“Além de chorar as perdas naturais, nós temos chorado perdas idiotas, de entes caros, por acidente de trânsito”. Assim, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) lamentou a violência crescente no trânsito e conclamou a população a refletir sobre a questão. “São mortes inexplicáveis, pessoas que morrem de repente desta forma”, disse Oliveira, apelando para a necessidade de melhorar o comportamento no trânsito, para o cuidado no uso de celulares e de bebida alcoólica. “Temos sofrido muito, pois este tipo de perda não é o caminho natural da vida”, salientou. O líder petista lembrou que no último ano foram registradas 22 mortes de motociclistas em Blumenau e dez em outros acidentes de trânsito, o que, em sua opinião, é inaceitável.

O vereador também encaminhou indicação ao Executivo cobrando o envio à Câmara de projeto de lei criando o Programa de Engenharia Pública e Gratuita na cidade de Blumenau. Ao mesmo tempo, lamentou que um dos homens mais fortes do governo Luiz Henrique tenha praticado o que a imprensa tem noticiado. “O arrogante deputado Paulo Bauer se utilizava de dinheiro público para pagamento de cabos eleitorais”, disparou.

Ao analisar a situação difícil do Caic da Velha pela falta de apoio do poder público, Vanderlei lembrou que, do outro lado da cidade, uma área que era usada pela juventude da rua Bruno Schreiber está abandonada. “Enquanto isso a Praça da Gaitas e o parque Ramiro Ruediger estão muito bonitos. Mais uma prova de que o centro recebe atenção e os cantos ficam abandonados”, disse.

Ao comentar pronunciamento do progressista Deusdith de Souza, sobre a não inclusão de verbas para a região no orçamento federal, Vanderlei de Oliveira apresentou outra explicação: “Quem foi inteligente fez uso dos recursos colocados pelos deputados Décio Lima e João Pizzolatti, como o Hospital Santo Antônio, o Hospital Universitário da Furb, a Abludef, a Apae e outros. Além disso, os recursos que vieram para a saúde estão sendo utilizados em unidades de saúde e, para a educação, estão sendo utilizados na construção de ginásios de esportes. Já os recursos para obras, segundo informações, os processos licitatórios foram abertos dia 15 de setembro”, assinalou. Oliveira criticou a administração ao dizer que o projeto de apartamentos do Loteamento Libertadores está parado desde o ano passado.

Sobre a prestação de contas apresentada pela atual diretoria do Sintraseb, Oliveira alertou para a necessidade de conhecer as duas histórias da entidade, após a unificação. “De 94 a 98, quando foi comandado por Valdir Amorin, foi entregue com as contas em dia. No período de 98 em diante, até o final de 2006, passou por sérias dificuldades, por conta das diretorias comandadas pelo Agenor, pelo Pedro Linhares, pelo Silvio de Souza, pelo Ivo Antonio de Farias. Depois passou o companheiro Hilário Serpa, que faleceu, e agora pela Dione. Portanto, quando fizer relatório deve fazer pós 2008 e buscar os malefícios praticados ao movimento sindical durante este período”.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 24 de novembro de 2009

Os baixos salários oferecidos pela prefeitura de Blumenau aos profissionais do setor, mostram a falta de compromisso com a saúde, segundo o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). “Em 2004, Blumenau tinha R$ 70 milhões para a saúde e em 2009 deveremos ultrapassar a casa dos R$ 170 milhões, mas mesmo assim a população tem reclamado, nos conselhos e na imprensa, de cirurgias que não são feitas, de consultas, falta de medicamentos, falta de profissionais e de incentivo profissional”, apontou Oliveira.

O líder petista citou reportagem do JSC anunciando a abertura de vagas por algumas prefeituras e fez um comparativo com Brusque para mostrar que “o governo de Blumenau não tem compromisso com a saúde”. De acordo com o jornal, para contratar um psicólogo, a Prefeitura de Blumenau oferece R$ 981, enquanto em Brusque o mesmo profissional pode ganhar R$ 2.400.

Para um enfermeiro a proposta é de R$ 1.487. Em Brusque, o mesmo receberá mais do que o dobro, R$ 2.900. Já o salário de um assistente social não passa de R$ 1.487, enquanto em Brusque o valor chega a R$ 2.400 reais. Os profissionais médicos, contratados por 20 horas, têm o salário base de R$ 1.597, enquanto em Brusque, o mesmo profissional vai ser contratado por R$ 7.500 reais. “Qual é o compromisso do governo local em segurar os bons profissionais?”, indagou Vanderlei, lembrando que Brusque tem um terço da população de Blumenau, mas também um terço da arrecadação. “Para quem é defensor da política de saúde do governo é uma demonstração clara e evidente de que esta administração, não tem nenhum compromisso com a saúde pública e com o servidor em condições de atender a população”.

Por fim, Oliveira disse ter recebido denúncia de desvio de atribuições na área da saúde, quanto à aplicação dos recursos enviados a Blumenau. De acordo com petista, “profissionais contratados e pagos com recursos do ESF, estão sendo desviados para atuar no Samu de Blumenau”. Ele também cobrou o plano de carreira anunciado para o setor e até hoje não implantado.

O vereador também registrou a realização das eleições para os diretórios do Partido dos Trabalhadores, afirmando que em Blumenau o PT será conduzido pelo advogado Odair Andreani. “Mais de 500 companheiros participaram deste processo democrático”, citou. No Estado foi escolhido o ex-ministro José Fritsch, enquanto José Eduardo Dutra deverá se confirmar o novo presidente nacional. “Cerca de 300 mil filiados participaram da eleição do PT no país, representando mais um recorde”, explicou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau
 

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 19 de novembro de 2009

Ao apoiar o pronunciamento de Larissa Constantino e Vilmar Carl, que se manifestaram esta tarde na tribuna sobre a falta de segurança no trânsito e saúde pública respectivamente, o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) exaltou novamente sua indignação com a administração municipal. “Não é o fato de ser oposição ou situação, o município precisa de governo para saúde, segurança pública, questões estruturais e não para propaganda”, disse.

Vanderlei criticou o adiamento da inauguração da unidade regional do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc), que começou a ser construído em 2004. O vereador chamou a obra de ‘monumento ao desperdício’. Ele ainda fez a leitura da matéria “Inauguração do Hemosc é adiada pela terceira vez”, publicada hoje no Jornal de Santa Catarina. “Este governo que está em Santa Catarina desde 2003, que buscou recurso federal, projetou o Hemosc para Blumenau e todos nós imaginávamos que estaria pronto e aí está o Hemosc ainda não concluído”, analisou.

Em outro momento, o parlamentar anunciou que no domingo acontecerá a eleição nacional, Estadual e municipal para direção do PT. Ele convidou todos os filiados para comparecerem na Casa Amarela, das 9h às 17h. “Este é um partido que pratica democracia em suas instancias internas”, falou.

Vanderlei aproveitou ainda para agradecer ao povo catarinense que elegeu o presidente Luís Inácio Lula da Silva e a senadora Ideli Salvati. Ele elogiou o trabalho da senadora e também dos deputados Décio Lima, Cláudio Vinhati e Jorge Boeira.  O petista ainda demonstrou gratidão a todos os companheiros de gabinete. “Um mandato de vereador é feito com o auxilio de quem pode trabalhar com liberdade no gabinete”, citou. Ele agradeceu também aos que procuram o gabinete, as criticas construtivas e aqueles que o auxiliaram a fazer o mandato ao longo de sua vida pública. “Todos tem me ajudado a fazer o trabalho propositivo e fiscalizatório”, afirmou.

Por fim, o vereador comentou que apesar de morar no Progresso tem sido procurado pela comunidade dos 35 bairros de Blumenau. “Peço desculpa se não tenho conseguido atender a todos”, finalizou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 17 de novembro de 2009

A 21ª Romaria da Terra e da Água, realizada no último domingo, no Braço do Baú, foi comentada com entusiasmo pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), que participou do evento. “Era um mar de gente, impossível contabilizar a quantidade de pessoas. Parabéns aos envolvidos”. A escolha do local também foi elogiada pelo petista, já que foi realizado às margens dos deslizamentos que ocorreram no Morro do Baú. O parlamentar ainda enalteceu o sentimento comunitário da romaria: “Lá você pode ir sem um centavo no bolso que eles não nos deixam voltar com fome. Lá temos a oportunidade de receber e partilhar”.
Em outro momento, Vanderlei se mostrou satisfeito com o aumento de pessoas empregadas no estado, mencionando que Blumenau registrou 997 novos empregos no último mês. Para ele, isso se deve ao bom trabalho desempenhado pelo Partido dos Trabalhadores no Governo Federal.
A tentativa de “privatizar a água” no município de Chapecó chamou a atenção do parlamentar, que classificou o fato como “uma tentativa de complicar a vida do povo”. Segundo ele, Blumenau está no mesmo caminho: “Blumenau caminha para privatizar o esgoto, precarizar a água, para, depois, privatizar a água”.
Por fim, convidou os filiados do PT para comparecerem às eleições gerais, que serão realizadas no próximo domingo, dia 22, das 9h às 17h.

Assessoria de Imprensa
Câmara Muninicpal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 10 de novembro de 2009

A contratação de profissionais admitidos em caráter temporário (ACT) para cargos definidos num concurso público de 2006 levou o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) a cobrar explicações do Executivo. Conforme apontou o petista, após a aprovação de projeto da Câmara, a Secretaria de Saúde lançou edital para contratar ACTs, no entanto, as atividades são as mesmas designadas no concurso público realizado há três anos: “Os cidadãos pagaram, passaram e a prefeitura não está chamando”, acusou. O parlamentar ainda classificou o ato de “desrespeito” aos que prestaram a prova: “É inadmissível que se use concurso público para fazer caixa na prefeitura”.

Em outro momento, afirmou que “ontem foi batizada a Universidade Federal do Vale do Itajaí”. Para Vanderlei, a federal já está em Blumenau, “basta compreender o que foi dito ontem e o que está acontecendo na região com ensino superior”. Ao mesmo tempo, o vereador reforçou o anúncio de que, a partir do ano que vem, o Instituto Federal de Educação e Tecnologia abrirá vagas em Blumenau.

Ao mencionar o jogo do Metropolitano na noite de amanhã, Vanderlei de Oliveira relembrou as dificuldades de atuar fora do município. Ele reforçou que a dificuldade não é enfrentada somente no futebol: “O handebol de Blumenau é a única modalidade que nos representa nacionalmente. Mas quando quis fazer a disputa aqui, teve que jogar em Brusque”. O petista aproveitou para criticar a falha na reforma do Galegão: “Ficou bonito, mas no handebol não serve para a cidade por causa das medidas”. O parlamentar ainda disse que “falta envolvimento público e empresarial”, além de haver despreparo e falta de planejamento.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 05 de novembro de 2009

O vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) fez mais uma vez uma análise crítica, da segurança pública no Estado. O parlamentar esteve em Balneário Camboriú, com o ministro Tarso Genro, para uma discussão sobre o tema e ressaltou que na margem direita de Balneário está a cidade com maior índice de criminalidade de Santa Catarina, que é o município de Camboriú. “Nem em sua base o vice-governador consegue uma solução para violência no Estado”, disparou. Ele ainda recordou as imagens de policiais cometendo agressões contra adolescentes em Timbó, divulgadas na mídia; a violência praticada no presídio de Tijucas e no presídio de São Pedro de Alcântara. Vanderlei argumentou que após estes casos ao invés das autoridades como: governador, vice-governador, Secretário de Segurança Pública, Ronaldo Benedett e o Secretário de Justiça, Justiniano Pedroso, darem uma resposta positiva “lavaram as mãos e a corda arrebentou do lado mais fraco. Lamento e vamos continuar clamando por segurança”, salientou.

Vanderlei assinalou ainda que para as obras do viaduto da Mafisa continuarem em andamento é necessário que os blumenauenses mantenham a pressão. Também afirmou estar acompanhando a duplicação da BR 470 e comemorou que em breve a ponte da Ilhota será realizada. “São situações que iremos continuar lutando para acontecer”, declarou.

Vanderlei defendeu ainda a ferrovia da integração. Ele disse esperar que a frente parlamentar que luta pela ferrovia da integração volte a Blumenau. “Queremos que a ferrovia da integração passe por Blumenau e pela região do Vale, e não seja desviada a região norte como é a intenção de alguns”, apontou. Oliveira argumentou que esta ferrovia significa a ligação do Porto de Itajaí com o Oceano Pacífico no Chile, além da retirada de milhares de caminhões que circulam pelas rodovias.

O vereador ainda destacou a Audiência Pública a respeito da federalização da Furb, que irá acontecer segunda-feira, dia 9, a partir das 14h, no plenário da Câmara. Ele enfatizou que a promoção da reunião é da senadora Ideli Salvati, que é relatora da comissão pró-federalização da Furb. “Tenho a compreensão de que a federalização da Furb só depende de alguns caminhos que o tempo há de nos permitir”, argumentou. Vanderlei observou os caminhos que estão sendo tomados para auxiliar na federalização como, por exemplo; a Universidade Aberta em Blumenau, a construção do campus do Instituto Federal de Ensino Tecnológico (Infet) em parceria com a Furb. “Temos que mostrar a força de nossa região neste assunto que é a federalização da Furb”, citou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 03 de novembro de 2009

A lei das filas dos bancos, que tanta polemica já provocou, não está sendo obedecida. A reclamação foi feita pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), afirmando que “o Procon faz muita propaganda, mas não tem exigido o seu cumprimento e um dos bancos que mais burla a lei é altamente ligado à prefeitura”. A crítica do petista atingiu a Praça do Cidadão, onde o tempo mínimo de espera também não está sendo respeitado. “Além disso, há notícias de maus tratos a pessoas que procuram a Praça do Cidadão, que não recebem os esclarecimentos e são esculachadas”, denunciou.

Vanderlei também agradeceu ao presidente da Associação de Engenheiros, considerando que as observações confirmam a falta de governo em Blumenau. “A população nem sabe que poderia reclamar à associação e ao próprio Crea e continua buscando os gabinetes dos vereadores para resolver seus problemas”, disse. Ele citou que as pessoas não recebem respostas da administração municipal.

Sobre as atas de reuniões que “não aconteceram”, questionou a participação da população na discussão do Plano Diretor. Ele alertou ao prefeito a não mentir por escrito, ao dizer que várias audiências públicas foram realizadas para discutir o projeto. “Não é assim que funciona o parlamento, por isso vamos continuar trabalhando para dar publicidade ao que está acontecendo”, confirmou.

Ele citou outro exemplo de “como não se governa”, mostrando decreto do prefeito alterando outro decreto. “Ao pesquisar a justificativa, descobri a forma secreta da medida. E na página de esportes do Jornal, a publicação do reencaminhamento da privatização do sistema de esgoto de Blumenau, com abertura dos envelopes para o dia 18 de dezembro”. Oliveira alertou que a população está atenta.

Faixa privatizacao[1]Assessoria de Imprensa

Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

Vanderlei anuncia benefícios feitos com recursos federais

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 29 de outubro de 2009

minhacasaminhavida“O governo do presidente Lula tem atendido a todos os municípios”, argumentou o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) ao anunciar benefícios destinados para região através do governo federal. Oliveira destacou que amanhã, Blumenau receberá da Caixa Econômica a autorização para construção de 1028 apartamentos, do Programa Minha Casa Minha Vida, sendo que 160, do Residencial Hamburgo continuam acontecendo. “Estes 1028 apartamentos representam qualquer coisa em torno de R$ 40 milhões iniciais para habitação. São as primeiras 1028, espero que o governo de Blumenau tenha capacidade de arranjar espaço e projetos adequados para no mínimo as cinco mil moradias que foram afetadas”, declarou. Ele apontou que também nesta sexta-feira, a Caixa irá autorizar a liberação de mais R$ 9,5 milhões e para o PAC drenagem no município. “Não é só Blumenau, logo em seguida Gaspar recebe autorização para investimento de cerca de 6,5 milhões e depois Itajaí receberá em torno de 32 milhões a mais do governo federal”, ressaltou. Vanderlei agradeceu a senadora Ideli Salvati e aos deputados federais Décio Lima, Cláudio Vinhati e João Pizzolatti, pelos recursos enviados à cidade. “Tem vindo muito dinheiro e Blumenau tem sido muito incompetente para investir o dinheiro à disposição”, disparou. E como exemplo, ele citou a ponte da rua Capinzal.

Num outro momento, Vanderlei exaltou as modificações positivas na educação no Brasil que aconteceram a partir de 2007, quando houve a mudança do Fundef para o Fundeb. “Só no ano de 2008 o aumento foi na ordem de três bilhões de reais investidos na educação. Em 2009 deveremos fechar o ano com cerca de 9 bilhões a mais de recursos para educação”, afirmou. Ele registrou que inclusive, a região da Itoupavazinha irá ganhar uma nova creche. “Algo em torno de R$ 4,5 milhões  que foram liberados pelo governo federal só para melhorias no setor da educação em Blumenau”, falou.

Em seguida, ele comemorou o andamento do Centro Federal de Ensino e Tecnologia (Cefet), de Gaspar. Ele ressaltou que a reitoria do Instituto Federal de Ensino Tecnológico (Infet) foi instalada em Blumenau, e que junto com a Furb trabalha na implantação de um campus Infet. “A previsão inicial do investimento é na ordem de R$ 6 milhões. É o ensino federal acontecendo em Blumenau. A previsão do campus é para abertura de 1.200 vagas”, anunciou.

O vereador ainda relatou a abertura da Universidade Aberta do Brasil, que está funcionando na Escola Pedro II. “São 280 vagas de ensino superior gratuito na nossa região”, salientou.

Por fim, ele registrou que dia 9 de novembro haverá uma Audiência Pública, trazida pela senadora Ideli Salvati, para discutir o projeto de federalização da Furb. “Já convido a todos para participar”, anunciou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 27 de outubro de 2009

metropolitano-sc-escudoUm apelo para a construção do estádio de futebol em Blumenau foi realizado na tarde desta terça-feira pelo vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). Torcedor do Metropolitano, Vanderlei contou ter acompanhado os jogos do campeonato e relatou os resultados obtidos pelo time. “Esta é sua quarta partida e o Metropolitano volta a jogar novamente fora, na verdade agora porque não é mais o mandante, vai jogar com o Brusque, quarta-feira a partir das 20h30”, anunciou. O vereador declarou que todos que apreciam a cultura do futebol esperam que nas próximas rodadas o Metropolitano tenha oportunidade de jogar em Blumenau. “Esperamos que o tão sonhado estádio de Blumenau seja resolvido, porque é um problema. As pessoas tendo que se deslocar para fora de Blumenau tem dificuldades e o próprio projeto do Metropolitano encontra dificuldades”, afirmou. Ele ressaltou que também os patrocinadores e apoiadores do esporte têm problemas para se deslocar. “A cidade tem grandes estruturas e trabalhos no esporte amador, mas no que diz respeito ao esporte profissional encontra entraves. Esta Casa já realizou Audiências Públicas e várias reuniões, no entanto o estádio de Blumenau precisa ser resolvido. Todo o nosso entorno com uma estrutura a disposição e em Blumenau persiste esta dificuldade há pelo menos uma década”, afirmou.

Vanderlei ainda comemorou o comunicado do Denit de que a obra da ponte que liga a BR 470 a SC 470 está “a todo vapor”. “Uma obra de mais de R$ 30 milhões para trabalhar com a lógica de desafogar o trânsito de nossa região. Fico feliz, porque este é mais um passo para duplicação da BR 470”, disse. Outro motivo de contentamento para o parlamentar são os empenhos no valor de mais de R$ 8 milhões e 400 mil, para macro drenagem na cidade. Ele ressaltou o esforço do governo federal. “Fico satisfeito e espero que os recursos sejam aplicados a exemplo do ribeirão Garcia, espero que seja aplicado lá, pois a comunidade continua cobrando”, anunciou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 22 de outubro de 2009

Faixa privatizacao[1]Ao citar nota do Jornal de Santa Catarina informando que o prefeito foi ao Tribunal de Contas do Estado, acompanhado do presidente do Samae, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), lamentou que a administração queira dar continuidade à implantação do sistema de esgoto. Ele prometeu voltar ao assunto, por considerar que mais uma vez ultrapassou as barreiras da Câmara: “As matérias têm sido plantadas na imprensa, antes da Câmara tomar conhecimento, como foi o caso do transporte intermunicipal”, criticou. O líder petista analisa que “pelo menos parte da bancada do governo deveria ser chamada para trazer algumas explicações sobre o que fizeram com os problemas encontrados no edital de licitação”.

Oliveira, que ocupa interinamente a presidência da Comissão de Constituição e Justiça, esclareceu sobre o projeto que introduz mudanças na Área Azul. “A matéria está sendo analisada pela CCJ e não será despachada antes de se reunir e receber as informações solicitadas ao Conselho de Planejamento, Conselho de Desenvolvimento Econômico, Seterb e da própria Assessoria Jurídica”. O vereador anunciou que a comissão vai se reunir somente na próxima terça-feira, às 13h30, “e o despacho acontecerá se as respostas vierem a contento”, frisou.

Vanderlei também chamou atenção para coisas que parecem corriqueiras, mas de grande alcance. “Imaginem uma mãe que precisa usar o transporte coletivo com uma criança de colo e tem que passar pela catraca. Infelizmente não existe nenhuma proposta para evitar acidentes”, disse.  Ao mesmo tempo, lembrou que “enquanto se fala tanto em descentralização, as pessoas que têm dificuldade de locomoção são obrigadas a irem ao Shopping para fazer a carteira do cartão Siga. Quando se trabalha para tirar do centro, algumas ações são feitas justamente no sentido inverso”, disse. Ele sugeriu a prestação deste serviço nos terminais urbanos do transporte coletivo.

Acompanhando as obras do viaduto da Mafisa, disse que o governo federal fez a sua parte e não completou ainda porque o municipal e o estadual não cumpriram sua responsabilidade. “Esperamos que isso ocorra para que a obra seja liberada ainda este ano e possamos acabar com o transtorno provocado”, observou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 20 de outubro de 2009

O cancelamento do último desfile da Oktoberfest e a revolta da população na rua XV no domingo de manhã surpreenderam o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). “Espalharam uma botaria pela rua XV, dizendo que era porque os sem moradia faziam sua manifestação. No entanto, a decisão havia sido tomada muito antes pela organização da festa”, explicou o petista. Outra crítica de Vanderlei foi sobre a falta de esclarecimento dos motivos que levaram ao cancelamento: “Com toda essa boataria espalhada eu sou obrigado a ficar na dúvida de qual foi a verdadeira razão. Espalharam informações incorretas e não podemos acreditar em qualquer justificativa”.

Sobre a restrição dos ônibus intermunicipais em Blumenau, Vanderlei explicou que, até agora, “não pousou nenhuma iniciativa legal sobre a proibição do transporte dos ônibus”. O petista também contou que todos os vereadores de Pomerode estão revoltados com a situação, que ainda não foi esclarecida. “Vamos buscar explicações. Sabemos que não há nada decidido e sabemos que há pessoas com interesses nesta história”.

Outra proposta que recebeu críticas do parlamentar é a que modifica a Área Azul. “É inadmissível que esse projeto venha para a Câmara da forma que veio. Vamos tratar de retirar o regime de urgência porque a questão deve ser discutida”. Além disso, ele apontou que este e o dos ônibus intermunicipais são assuntos complexos “que pousam na cidade justamente quando se discute Oktoberfest e as reformas”.

A questão das moradias definitivas também foi abordada por Vanderlei, que indagou o que está sendo feito a respeito de creches, que serão necessárias nas proximidades destas construções. Ele apontou que os bairros Itoupavazinha e Progresso são exemplos de locais que irão precisar de creches. “Há a necessidade de o Governo Municipal apresentar uma resposta conclusiva e não deixar as coisas simplesmente acontecerem”, desafiou.

Por fim, mostrou imagens das condições da rua Julio Alpen, que possui uma cratera, representando perigo para quem transita pela via. “Enquanto algumas ruas na parte central recebem toda a manutenção, as comunidades que precisam não recebem atenção”, comparou Vanderlei. Ele ainda argumentou que não se trata de uma rua de placa amarela e, mesmo se fosse, deveria receber melhorias: “Não interessa qual a cor da placa, tratam-se de ruas do povo de Blumenau”.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »