Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Asfalta Blumenau’

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 14 de outubro de 2010

“Das cerca de 50 obras programadas no Asfalta Blumenau, apenas uma foi concluída”, afirmou o vereador Vanderlei de Oliveira (PT). Segundo o parlamentar, os moradores das vias onde as promessas não foram cumpridas, ainda tem esperança de que a camada asfáltica chegue em frente as suas casas.

O petista aproveitou a oportunidade para parabenizar aos bancários pela finalização da greve e pela conquista de um aumento histórico para a categoria. Na tribuna, Vanderlei ainda disse que ainda não perdeu a capacidade de se indignar. “Não consigo sorrir quando vejo meus iguais sofrendo”, destacou.

Para finalizar, voltou a pedir explicações a secretaria de saúde sobre a disponibilidade de medicamentos nas unidades, bem como a falta de profissionais.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau
Anúncios

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 8 de dezembro de 2009

Mesmo mostrando imagens e solicitações da própria situação, que não foram atendidas, o vereador VADERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT), afirmou não ter conseguido que algo fosse feito pela rua Pastor Oswaldo Hesse. “Há aqui um conjunto de indicações da rua Pastor Oswaldo Hesse, até mesmo da bancada de governo”, mostrou. Vanderlei ainda lamentou que o governo não converse com a bancada de situação. Ele disse que as obras daquela via iniciaram na época do programa ‘Asfalta Blumenau’, antes das eleições de 2008, como mais de 40 obras e mencionou que “nenhuma foi concluída”. “Enganaram a população. Ano que vem é ano de eleição, quem sabe deste jeito as coisas saem. Peço a bancada do governo que repasse a João Paulo Kleinübing estas necessidades”, falou.

Ao voltar a salientar que os desabrigados continuam morando mal, o vereador mostrou imagens do Hotel Baviera, localizado no Centro da cidade, que está desativado e denunciou a precariedade da estrutura. Ele lembrou ainda que em outubro deste ano o “hotel da rede Barra Sul” foi temporariamente fechado, por determinação da Vigilância Sanitária, porque apresentava alguns problemas. “E as moradias provisórias que possuem problemões?”, questionou. Em seguida, Vanderlei ressaltou o mal que o ocorrido causou ao turismo do município. “Naquele período os turistas hospedados no hotel foram expulsos, o que prejudicou a imagem de Blumenau, como querem chamar turistas deste jeito?”, exaltou. Segundo Oliveira outro exemplo prejudicial a cidade é o Edifício América. “Há uma administração muito mal feita em Blumenau, que diz uma coisa e faz outra. Temos que lembrar que também dependemos de quem visita Blumenau”, observou.

Em outro momento, o parlamentar parabenizou todos os servidores que votaram nas eleições do Sindicato, ocorrida nos dias 3 e 4 de dezembro. Ele denunciou ter havido um movimentos “nos corredores da Prefeitura” para que os trabalhadores não se manifestassem. “Mais de 2.100 trabalhadores foram votar nas eleições e na Chapa 2, que acabou obtendo a maioria dos votos”, assinalou. Vanderlei desejou sorte aos eleitos. “Quando o resultado positivo vier para o trabalhador, virá para o povo”, declarou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

VANDERLEI: OBRAS E DESABRIGADOS

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 03 de setembro de 2009

Fotografias dos primeiros carros que passaram pela nova ponte da rua Bruno Schreiber foram mostradas pelo vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) na tribuna. Vanderlei agradeceu as empresas Sul Brasil e Paco Pedra, que trabalharam na obra. Além disso, ele registrou que esta obra só foi entregue “quase nove meses depois”, porque a comunidade se organizou para cobrar do Prefeito. Vanderlei comentou que a obra será inaugurada apenas no dia 12 de setembro. “Ela ainda tem alguns probleminhas a serem encaminhados, mas as lideranças sabem e esperam que até a inauguração se libere na totalidade, diferente da ponte da rua Itororó, que além da pintura dará muito o que falar, como diversas outras”, declarou. O vereador aproveitou também para mencionar várias obras, como da rua Arnoldo Beck no bairro Itoupava Central, e a rua Irapuru, que tiveram  placas do programa ‘Asfalta Blumenau’ instaladas pouco antes das eleições, mas permanecem inacabadas. “Após as eleições a placa desapareceu e a comunidade continua comendo pó”, ressaltou.

Em seguida, o parlamentar alfinetou os vereadores tucanos comunicando a notícia de que o senador Papaléu Paes requisitou a esposa de Agaciel Maia para o seu gabinete. “A bancada do PSDB que se explique”, declarou.

Vanderlei também disse que irá cobrar respostas do poder público sobre a situação dos que perderam a moradia na tragédia de novembro. “Agora o auxilio reação, dinheiro do povo, está acabando, qual a política de proteção a estas pessoas? O auxilio aluguel, auxílio moradia, muito pouco apareceu. E nenhuma moradia nova foi entregue no município de Blumenau”, constatou. O parlamentar questionou o que irá acontecer com a população, pois segundo ele, a Prefeitura não passa informações nem repostas à comunidade. “Nenhum apartamento será entregue antes do final do ano a não ser que aquela empresa privada que está fazendo o projeto com o governo federal dos 160 apartamentos lá no Badenfurt consiga entregar”, anunciou. Vanderlei ainda reclamou que o Executivo não tenha atendido a sugestão feita pela Comissão de Acompanhamento de criar uma “cartilha orientativa” para os atingidos pela catástrofe.

Assessoria de Comunicação
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

VANDERLEI: PREFEITO NEGA COMPROMISSO COM ESTUDANTES

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 1º de setembro de 2009

Pasmo com a matéria da Folha de Blumenau, em que o prefeito diz que não vai cumprir a lei do crédito educativo, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) conclamou o DCE e vereadores vinculados ao movimento estudantil a tomarem alguma atitude. “Eu vou continuar denunciando, porque acompanhei as mudanças feitas em 2005 e em 2008, com a promessa de repassar os valores”, observou. O líder petista disse ter acompanhado a história da venda do patrimônio de Blumenau, o Moinho do Vale, para a consolidação do fundo de apoio aos estudantes. “E agora, embora reconstruído o Moinho, o prefeito diz que não vai cumprir o que prometeu”.

Ao analisar os registros da Prefeitura do sistema informatizado do Projeto Asfalta Blumenau, Vanderlei de Oliveira encontrou outros problemas graves. Ele destacou a realização de gastos de R$ 230 mil para a pavimentação com lajotas da rua Hermann Lange, quando a obra foi asfaltada. Além disso, a obra consta no sistema com pagamento em duplicidade. Ele sugeriu a realização de uma visita à rua. Da mesma forma, mostrou estranheza com os registros que garantem a conclusão da pavimentação da rua Pastor Osvaldo Hess e pediu para que ela também fosse visitada. Vanderlei registrou ainda participação em reunião na rua Henrique Griebel, na Itoupava Central, que foi piqueteada para pavimentação e cujos moradores continuam esperando. Oliveira reforçou igualmente a preocupação com as denúncias sobre desmandos na obra da ponte da rua Carlos Pagel, sem que haja uma manifestação oficial do Deinfra. “Infelizmente o Deinfra não dá respostas para o dinheiro que está sendo jogado fora”, disparou. E alertou que o Ministério Público Federal está investigando: “Quem tem rabo preso que tenha cuidado”. Uma advertência também foi feita ao atual presidente da Companhia Urbanizadora de Blumenau, Célio Dias, para “não querer dar explicações sobre o que não conhece”.

Em outro momento, Oliveira comemorou que o Governo Federal continua trabalhando para Santa Catarina, ao citar o projeto da ferrovia entre Imbituba e São Francisco do Sul, e a ferrovia da integração que vai ligar Dionísio Cerqueira a Itajaí. “Tudo isso é possível porque, quando da campanha de José Fritsh ao senado, os projetos foram apresentados e já estão andando. Tudo está acontecendo porque tem um governo que pensa no povo catarinense”, consolidou. Ao citar a discussão do piso salarial regional, o representante do PT disse que o partido apoia dois pontos da matéria: a inclusão dos servidores públicos estaduais e municipais e que o estado de Santa Catarina faça discussão do assunto. “São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul já possuem os seus salários regionais”, disse.

Assessoria de Comunicação 
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

Após balanço, Vereador Vanderlei constata:

Programa “Asfalta Blumenau” foi eleitoreiro

Essa é a conclusão do líder da bancada petista depois de realizar um estudo sobre a situação das ruas e obras previstas no programa “Asfalta Blumenau”, lançado em 2007 pela prefeitura em convênio com o Governo do Estado.

Com investimentos previstos na ordem de R$ 20 milhões, o programa ficou caracterizado pelo empréstimo a fundo perdido de R$ 15 milhões pelo Estado, com contrapartida de R$ 5 milhões do município. A previsão – e a promessa – era que as obras de pavimentações de ruas, construção de rotatórias e obras no PI 5 – Dique da Fortaleza seriam concluídas até o final de 2008.

Além de constatar que algumas obras não foram realizadas ou que não foram concluídas na sua totalidade (veja quadro), Vanderlei mostra sua indignação com o excessivo gasto publicitário realizado. “Já solicitei informações da prefeitura sobre os gastos com a propaganda deste programa. Mas o governo faz questão de esconder estas informações”, sentenciou. Após a assinatura do convênio no dia 14 de maio de 2007, a prefeitura iniciou uma ampla campanha publicitária em rádios, jornais e tv´s, além de farto material gráfico, como cartazes e panfletos.

Segundo o vereador, o resultado deste balanço “comprova mais uma vez o estelionato eleitoral ocorrido em nossa cidade”. Ele quer explicações sobre a aplicação dos recursos e de quais medidas serão tomadas para a conclusão efetiva das obras.

Vanderlei ainda chama a atenção para a Lei Complementar nº 399/2003, que obriga a previsão e a construção de passeios (calçadas) nas obras de pavimentação de vias. “É preciso cumprir as leis. Inaugurar obras inacabadas e fazer propaganda delas é um desrespeito com a população”.

Obra Valor – R$ Situação
Rua Gustavo Zimmermann – Bairro: Itoupava Central – Serviços: Terraplenagem, drenagem e pavimentação asfáltica. Ext.= 1.550,00m 1.000.000,00 Fizeram muito buraco, alguns metros de asfalto e tudo ficou parado. Obra não concluída.
Rua Silvano Candido da Silva Sênior – Bairro: Ponta Aguda – Serviços: Terraplenagem, drenagem e pavimentação asfáltica. Ext.= 2.190,00m 2.100.000,00 Pavimentação asfáltica realizada. No entanto, faltam meio fio e passeios, além dos buracos que surgiram no leito da via.
Rua Prof. Hermann Lange – Bairro: Fidélis – Serviços: Terraplenagem, drenagem e pavimentação asfáltica. Ext.= 2.438,50m 2.500.000,00 Andou em parte, aos trancos e barrancos. No lançamento da obra, teve político chorando e jurando que ela não pararia. Parou por diversas vezes. Obra não concluída.
Reurbanização da Rua Amazonas – Bairro:Garcia – Ext.= 5.038,00m 2.000.000,00 Cantada em versos e prosa, depois de quatro reuniões, começaram as obras. Era máquina para todos os cantos. Obra não concluída. Muito menos as ciclovias e os passeios.
Obras do Polder PI-5 – Bairro: Fortaleza 2.300.000,00 Acabou sendo a grande responsável pela histórica inundação, e por várias vezes, nas chuvas de novembro de 2008. Obra não concluída.
Rotatória Trevo do Tomio – Bairro: Velha 144.000,00 Concluída. Porém, ainda faltam serviços complementos.
Rua Bernardo Scheidemantel – Bairro: Badenfurt/Testo Salto – Terraplenagem, drenagem e paviment. asfáltica. Ext.=1.800,00m 1.000.000,00 Piquetearam, cavaram, enterraram alguns tubos, jogaram brita. Sem pavimentação asfáltica. Obra não concluída.
Rua Guilherme Scharf – Bairro: Fortaleza Alta, Fidélis, Itoupavazinha, Itoupava Central – Serviço:Terraplenagem, drenagem e paviment. asfáltica. Ext.= 2.583,50m 1.450.000,00 É pó para todos os lados. Obra não concluída.
Rotatória Ponte do Salto – Bairro: Ponte do Salto 350.000,00 Negligência: Postes estão no leito da via. Obra não concluída.
Rua Hermann Kratz – Bairro: Velha Grande – Serviço: Terraplenagem, drenagem e pavimentação asfáltica. Ext.= 1.442,50m 1.000.000,00 Pavimentação concluída, com péssima qualidade. Rua cheia de buracos. Nada de meio fio e passeios decentes.
Rua Johann Sachse – Bairro: Salto do Norte, Itoupavazinha, Badenfurt – Serviço: Reperfilagem e capa asfáltica sobre lajotas existentes. Ext.= 970,00m 280.000,00 Recebeu uma camada asfáltica. Faltam os serviços complementares.
Rua Bernardo Reiter – Bairro: Passo Manso – Serviços: Terraplenagem, drenagem e paviment. asfáltica. Ext.= 850,00m 1.070.000,00 Iniciada agora em 2009. Mais já com problemas. Falta alargar a ponte. Obra não concluída.
Rua José Reuter – Bairro: Velha Central – Serviços: Reperfilagem e capa asfáltica sobre paralelepípedos existentes. Ext.= 315,00m. 150.000,00 Até colocaram a placa –  que sumiu – e o asfalto Inexistente. Obra não realizada.
Rua Prof. Max Humpl – Bairro: Salto do Norte – Serviços: Reperfilagem e capa asfáltica sobre paralelepípedos exist. Ext.= 420,00m. 120.000,00 Executada em parte. Faltam os complementos. Obra não concluída.
Rua Arnoldo Beck – Bairro: Itoupava Central – Serviços: Terraplenagem, drenagem e pavimentação asfáltica. Ext.= 940,00m 430.000,00 Pavimentação asfáltica inexistente. Obra não concluída.
Rotatória Rua São João – Bairro: Itoupava Norte) 190.000,00 Inexistente. Obra não realizada.
Rua Franz Volles – Bairro: Itoupava Central – Serviço: Reperfilagem e capa asfáltica sobre paralelepípedos existentes. Ext.= 2.140,00m 780.000,00 Parte da via com  reperfilagem. Parte com camada asfáltica. Obra não concluída.
Rua Araranguá Bairro: Garcia – Serviço: Reperfilagem e capa asfáltica sobre paralelepípedos existentes.Ext.= 865,00m 350.000,00 Até recebeu uma camadinha de asfalto. No entanto, é só desnível e buracos. Faltam os complementos. Obra não concluída.
Rotatória Dep.Antônio Heil – Bairro: Ponta Aguda 220.000,00 Obras existentes realizadas em anos passados. Obra não concluída.
Rua Pastor Oswaldo Hesse – Bairro: Ribeirão Fresco – Serviço: Reperfilagem e capa asfáltica sobre paralelepípedos existentes. Ext.= 2.000,00m 670.000,00 Passaram, na véspera de eleição, uma camadinha de asfalto. Dias depois, foi toda esburacada. O asfalto quase desapareceu. Obra não concluída.
Rua Irapuru – Bairro: Glória 276.000,00 Chegou a receber placa indicativa de obra, que desapareceu. Obra não realizada.
Rua Prof. Jacob Ineichen – Bairros: Itoupavazinha, Itoupava Central 1.000.000,00 Realizado um pequeno trecho. Falta do nº 3435 ao 7250. Obra não concluída.
Rua Éclair Martins da Silva – Bairro: Fortaleza 200.000,00 Obra executada com pavimentação asfáltica de baixa qualidade. Ausência de passeio.

……………………………………………………………………………………

Vereador lista outras obras prometidas

e iniciadas antes das eleições

O líder da Bancada do PT cobra ainda as promessas feitas às vésperas das eleições de 2008. Mesmo levando em consideração a catástrofe ocorrida em novembro do ano passado, Vanderlei quer explicações do governo municipal sobre as ações e os gastos realizados com estas obras – Veja o quadro. Segundo o parlamentar, muitas delas também alardeadas como inclusas no programa “Asfalta Blumenau”. Lamenta também a falta de governo na cidade e a não aplicação de recursos federais disponibilizados para diversas obras.

“Cadê a observância dos princípios da eficiência, da eficácia, da efetividade? Começam obras antes da eleição e param depois?” Vanderlei afirma que estes problemas merecem e precisam ser analisados a luz do que determina a Lei de Licitações (8666/93), pela Constituição Federal em seu Art. 37, pelo Decreto-Lei 201/67, pelas Leis Federais 8027/90; 8429/92 e pela Lei de Responsabilidade Fiscal. “A incompetência e o desrespeito às leis tem sido a marca do governo João Paulo Kleinübing”, destacou o vereador.

Ele chama atenção também para a ausência de transparência nas informações. Segundo Vanderlei, vários requerimentos foram aprovados na Câmara solicitando informações e esclarecimentos e que não recebem respostas do executivo. “O governo simplesmente finge que não é com ele e a Câmara não toma providências”.

Obra Situação
Rua Theodor Kleine – Bairro: Fortaleza Alta Passaram máquina e piquetearam. Passadas as eleições os piquetes sumiram. Obra não foi executada.
Rua Theodoro Pasold – Bairro: Fortaleza Alta Passaram máquina.Obra não executada.
Rua Hermann Barthel – Bairro: Velha Colocaram piquetes, que já não existem. Obra não executada.
Rua Erwin Manske – Bairro: Vila Itoupava Fizeram uma parte, mal feita, entre os nºs 1550 e 2100. A obra parada.
Rua Paulo Zingel – Bairro: Itoupava Central Obra não executada.
Rua Paulo Zingel Filho – Bairro: Itoupava Central Obra não executada.
Rua Anchieta Bairro – Bairro: Valparaíso Dita como inclusa no “Asfalta Blumenau”. Recebeu alguns caminhões de asfalto. Não concluída.
Rua Centenário – Bairros: Valparaíso/Progresso Dita como inclusa no “Asfalta Blumenau” Recebeu alguns caminhões de asfalto. Não concluída.
Rua Antônio Zendron – Bairro: Valparaíso Dita como inclusa no “Asfalta Blumenau”. É só buraco e praticamente nada de obra. Não concluída.
Rua Jordão – Bairro: Progresso Prometida em meio à cerveja, linguicinha e discursório, promessa do prefeito de dar seqüência no asfalto até o ponto final. Não executada.

………………………………………………………………………………………….

Confira matéria do Jornal de Santa Catarina,

“ASFALTO FICA PARA JULHO DE 2010”, clicando Aqui!

Read Full Post »