Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Dia da Paz’

Personalidades que se destacaram na promoção da paz em Blumenau foram honradas na tarde do dia 02, durante a sessão solene alusiva ao Dia Municipal da Paz, celebrado em 10 de dezembro. As quatro pessoas indicadas foram: Alfredo José Gonçalves, através do vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT); Ivo Hadlich, através do suplente ELIOMAR RUSSI (PMDB); Honorina da Silva e Armando Luiz Ferrari, indicados pela ex-vereadora MARIA EMÍLIA DE SOUZA (PT).

Foto: Câmara de Vereadores

Em nome da ex-vereadora Maria Emília, Vanderlei de Oliveira enalteceu que a cientista social Honorina da Silva “construiu uma referência nacional na luta pela paz”. A atuação da homenageada se concentra na inclusão social, conforme apontou o parlamentar. Para Honorina, a homenagem representa mais uma responsabilidade. Ainda citou personalidades que fizeram revoluções de forma pacífica, a exemplo de Gandhi e Madre Tereza de Calcutá. “Quero acreditar que a paz ainda é possível através de palavras”.

Também representando a ex-vereadora, Vânio Salm (PT) enalteceu a participação do comerciante Armando Luiz Ferrari nos movimentos sociais, principalmente como coordenador da última edição da Romaria da Terra. As lutas da ONU e da Igreja Católica foram enaltecidas por Ferrari, que se dedicou a trabalhos de pastorais e de grupos de jovens. Ele anunciou que ano que vem o tema da Campanha da Fraternidade será “Se queres cultivar a paz, preserve a criação”, que visa à preservação do meio ambiente.

As lutas na defesa dos animais, das crianças e dos idosos receberam destaque do suplente de vereador Eliomar Russi ao honrar o escritor Ivo Hadlich. “O Ivo diz que quem ama os animais é muito mais feliz, mas eu digo que quem segue os seus passos é muito mais humano”, defendeu. Diversas situações conflituosas foram enumeradas por Ivo Hadlich conclamar a luta pela paz: “Não podemos pensar em paz quando o Nobel da Paz é concedido a um presidente americano que envia 35 mil soldados ao Afeganistão”. Ele também mencionou que utiliza a literatura na defesa de um mundo melhor.

O episódio da ditadura militar foi mencionado pelo petista Vanderlei de Oliveira ao explicar que Alfredo José Gonçalves foi preso no período. “Ele, que era funcionário do governo, tinha informações privilegiadas e não podia ficar silencioso. Também foi um dos precursores da retomada do movimento popular em Blumenau”. Conforme esclareceu o homenageado, a prisão foi uma punição por ter recusado a “oferta de corrupção” para que desmontasse uma chapa de oposição no sindicato. Alfredo também recomendou que as pessoas promovam a paz a partir de pequenas ações no seu cotidiano.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau
Anúncios

Read Full Post »