Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Ética na Política’

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 14 de dezembro de 2010

Foto: Câmara de Vereadores

“Todas as nossas ações e posições adotadas no período tiveram como norte contemplar os anseios de mais de 300 mil habitantes de Blumenau”. A frase marcou a despedida de 2010 do petista VANDERLEI DE OLIVEIRA, observando que ainda podem surgir novidades antes do final do ano. Ele também pediu desculpas aos familiares pela ausência, em função do trabalho desenvolvido no mandato. Aos companheiros de plenário, disse que não os considera inimigos, mas adversários políticos, na luta por melhorias pela cidade. Também agradeceu a imprensa blumenauense, pela atenção dedicada aos trabalhos legislativos, aos servidores da câmara e aos colegas de gabinete. Da mesma forma lembrou sua participação na coordenação do fórum de vereadores de Santa Catarina e informou que será um dos oito representantes do poder legislativo no Conselho Nacional das Cidades. O líder petista adiantou que irá continuar realizando o mesmo trabalho no próximo ano.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau
Anúncios

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 09 de novembro de 2010

Foto: Câmara de Vereadores

A retirada da pauta do projeto de resolução que modifica o regimento interno, criando a comissão de ética e decoro parlamentar da câmara, foi considerada “uma medida prudente”, conforme o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). “O código de ética e decoro parlamentar apresentado veio para o plenário de forma antiética e com farta quebra de decoro parlamentar”, acrescentou o líder petista. Oliveira disse que espera que façam as correções porque não imaginava que a comissão mandasse para plenário da forma como fez. “Fizeram todas as tentativas de levar a casa legislativa a mais um erro. Felizmente nós percebemos e chamamos a atenção”, disparou.

Em outro momento, o líder petista disse que a história permitiu esclarecer no segundo turno das eleições gerais, acusações do primeiro turno. Conforme Vanderlei, “durante o primeiro apresentaram o chamado dossiê do PT contra o Serra e que não passou de um dossiê de tucano contra tucano. Nasceu das brigas internas de Aécio Neves e José Serra. Tentaram passar como se fosse montado pelo PT. Quis a história que o tempo permitisse e que a Polícia Federal fizesse o esclarecimento, deixando claro que o PT não tem a prática de fazer este jogo sujo, do primeiro turno, e que foi limpo no segundo”, completou.

Ele também elogiou a mudança do ponto de ônibus da frente do Shopping Neumarkt, para local mais adequado e outro que deixa da entrada para o Hospital Santa Isabel e passa para o banco Safra. “Espero que dê mais tranqüilidade aos cidadãos que utilizam o transporte coletivo”. Também fez um apelo para que a rua Gustavo Zimmermann seja concluída com urgência e que a rua Guilherme Scharf receba os passeios, conforme estabelece a legislação em vigor, para que a obra seja considerada pronta.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 21 de setembro de 2010

O apelo dos ambulantes de Blumenau aos vereadores, contra a decisão da prefeitura de retirar veículos das calçadas durante a noite, recebeu o apoio do petista VANDERLEI DE OLIVEIRA.  Ele lembrou leis sancionadas em governos anteriores, que beneficiaram os mototaxistas, carrinhos de cachorro quente e vendedores ambulantes. Para Oliveira, “com o reconhecimento destes profissionais por lei federal, imaginávamos que Blumenau atuaria para melhorar as condições de trabalho das categorias, mas não é o que está acontecendo”. Também citou projeto de sua autoria para garantir que todos os carrinhos fossem padronizados para garantir uma visão mais adequada, mas não foi atendido. De acordo com o líder petista, “antes das últimas eleições começaram um programa para remontar a legislação e acabaram descobrindo que era necessário apenas um programa de melhoria. Enganaram muitos artesãos, ambulantes e vendedores de cachorro quente. Agora, às vésperas de outra eleição, novamente voltam a tratar do problema. É possível, que alguém venha dizer que está tudo bem, mas na verdade não está”, disparou. Vanderlei considerou absurda a postura da prefeitura que notifica e dá um prazo de três dias para que os ambulantes se regularizarem ou, então, perderão os carrinhos, sem convocar uma audiência ou conversar com aqueles que precisam de apoio.

Ao falar sobre segurança pública, o líder do PT na câmara, afirmou que “Santa Catarina vai de mal a pior nesta área, porque faz menos de quatro meses que o estado que aderiu ao Programa Nacional de Segurança Cidadã – PRONASC. Espero que a partir de agora, o estado e os municípios tenham habilidade de fazer os projetos para garantir os recursos para segurança”.

Ele lamentou que mais uma vez a Rodovia Guilherme Jensen foi palco de acidente grave com vítimas fatais. Disse que “o governador, o secretário de estado de desenvolvimento regional e vários parlamentares prometeram a solução há seis meses e apenas enrolaram”.

Também apoiou o movimento dos moradores da rua Professor Jacob Ineichein para cobrar a promessa do prefeito de que a obra não pararia antes da conclusão. “Infelizmente parou, como ocorre em outras ruas da cidade”, disse.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 26 de agosto de 2010

O líder do PT, VANDERLEI DE OLIVEIRA, voltou a disparar contra a administração municipal, mostrando o número de pedidos encaminhados através do legislativo. “Os três verbos que norteiam o mandato do vereador são legislar, fiscalizar e julgar, mas nós vamos ter que acrescentar orientar e propor”, assinalou. “Nos idos da década de 1980, certamente as proposições dos vereadores não passavam de 365 por ano. Hoje já ultrapassamos a marca de seis mil indicações feitas ao executivo em todas as áreas. Isso tudo, sem falar no que passa pelas ouvidorias do município, o que deve elevar o número para 10 mil solicitações”, disse.

Oliveira aproveitou para criticar o prefeito que, a partir de 2007, passou a contar com mais de 50 gerentes para cuidar da cidade. “O que estes gerentes estão fazendo, se de cada três cidadãos, dois tem reclamações”, indagou. O parlamentar considerou inconcebível que estes gerentes comissionados estejam apenas voltados a atuação política.

Depois de vasculhar o Boletim Oficial do Município o vereador disse ter encontrado algumas pérolas, mas uma chamou sua atenção: “Uma licitação de mais de meio milhão de reais para a compra de “cuca”, doce tradicional da culinária alemã. O petista tirou cópias do material e agora quer saber o que a prefeitura de Blumenau vai fazer com mais de meio milhão de reais de cuca, adquiridas de uma determinada padaria da cidade.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 17 de junho de 2010

“A lei que vai ratificar a revisão ou reajuste para os servidores, vai ter que passar por esta Casa. Vamos conversar com cada vereador e garantir que não haja a possibilidade de incluir qualquer dispositivo que venha em prejuízo da luta dos trabalhadores”. A observação foi feita pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), ao mesmo tempo em que recomendou aos colegas que tomem conhecimento da lei 7783 de 1989, antes de aprovar qualquer nova proposta. Também sugeriu ao pedetista Zeca Bombeiro, que está à frente da Comissão de Negociação criada na Câmara, que provoque a discussão durante os encontros com o Executivo. Para mostrar que a administração pode melhorar a proposta feita aos servidores, Vanderlei lembrou que “o Brasil a partir de 2005, e Blumenau também, vive um novo momento. O nível de empregabilidade é muito maior e os avanços econômicos e sociais estão vindo para todos os municípios”.

O líder petista também pediu compreensão à população, ao lembrar que a justiça corretamente determinou a suspensão do contrato com a Foz do Brasil e que o Samae passasse a cumprir a sua função. Ao mesmo tempo, lamentou que o prefeito e o presidente do Samae não estejam dando condições de atendimento na parte térrea da sede da rua Floriano Peixoto. “Além disso, na parte superior, existem apenas duas pessoas fazendo o atendimento com muita dificuldade”, criticou. O vereador pediu que o prazo para pagamento das faturas, seja prorrogado. 

Por fim, aplaudiu a decisão do presidente Lula, de conceder aumento de 7,72% aos aposentados e pensionistas. Quanto a queda do fator previdenciário, vetada pelo presidente, disse que a questão, criada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, deve ser discutida com mais profundidade.  

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 15 de junho de 2010

De posse da liminar que suspendeu o contrato de concessão de tratamento de esgoto a empresa Foz do Brasil, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) foi duro com a bancada governista: “Que a tropa de choque do governo nesta Casa morra de vergonha, ao ouvir um pouco da verdade que interessa ao povo de Blumenau”. Para o líder petista a decisão judicial mostra que houve desvio de finalidade no processo, “o que não é atributo somente de João Paulo em Blumenau, mas do governo do Estado de Santa Catarina, quando tem assuntos que lhe interessa na Assembléia”, disparou.

Oliveira também desafiou o presidente do Samae Luiz Ayr, o prefeito João Paulo e o “Seu Jucá, que se apresenta como administrador da Foz do Brasil, que usaram a mídia para falar mal dos vereadores e do comitê contra a privatização, que apareçam e digam que o Juiz Osmar Tomazzoni não conhece a legislação”. Para Oliveira “todos tem que prestar contas sobre a decisão judicial, porque a tropa de choque foi alertada sobre os malefícios que estavam causando a população quando encaminharam a privatização. Todos nós queríamos que os mais de 50 milhões enviados pelo governo federal fossem investidos em benefício da população e não de uma empresa privada”.

O petista também disse que o vereador responde por seu voto e advertiu: “Esta é uma batalha que não está conclusa, vão responder por ação ou por omissão, e todos por improbidade administrativa”. Oliveira cumprimentou a todos pela mobilização observando que todos querem o esgoto tratado, mas não da forma como João Paulo e Luiz Ayr fizeram. “O prefeito teve a cara de pau de ir aos meios de comunicação fazer um ‘mea culpa’, mas isso não justifica porque a sua assinatura está lá”. Ao mesmo tempo apontou outros problemas da atual administração envolvendo o projeto Asfalta Blumenau e a merenda escolar.

Por fim citou observações sobre a última ata dos conselhos municipais de saúde para mostrar que o setor também está com problemas em Blumenau. “Vereadores da tropa de choque não acompanham as reuniões e mentem da Tribuna”, fustigou. Ao encerrar, Vanderlei de Oliveira denunciou que os valores pagos aos agentes da Dengue em Blumenau, representam a metade do que é repassado aos mesmos profissionais de Joinville.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

Artigo

Por Vanderlei de Oliveira, Vereador – PT

Ficha falsa de Dilma Roussef

Recebi, recentemente, uma mensagem eletrônica que seria a reprodução da ficha criminal da pré-candidata à presidência Dilma Roussef. O documento lista ações de Dilma quando participou da luta armada contra a Ditadura que governou o Brasil entre 1964 e 1984. Pergunto; é crime conspirar contra uma tropa de choque que derrubou um governo democraticamente eleito e o substituiu por uma gestão de generais ao mesmo tempo em que determinou o silêncio absoluto da sociedade diante de suas práticas?

Dilma não lutou contra um governo legítimo, não sabotou um estado de direito, ela enfrentou bárbaros que substituíram a democracia pela força bruta. A ação contra um Estado desta natureza não é crime, e sim obrigação de qualquer um que compreenda o que está acontecendo. Crimes cometeram, e isto está provado historicamente, os governantes que Dilma enfrentava.

Não bastasse ser vítima de uma ditadura criminosa, não bastasse ser brutalmente torturada por portar sonhos de justiça e liberdade, não bastassem seus algozes livres, Dilma tem que assistir seus torturadores, escondidos na covardia do anonimato, novamente levá-la, inocente, ao banco dos réus.

O que a guerrilheira Dilma diz da candidata Dilma? A explicação pede a leitura de ao menos duas características históricas do Estado no Brasil, à primeira, distribuiu a riqueza de forma desigual, gerando uma quantidade enorme de pobres. Esta organização societária resultou em tensão social e conflitos de classe. A segunda característica é a administração da tensão e dos conflitos através da violência, expressa na tortura, na criminalização dos movimentos sociais e na discriminação de pobres e diferentes.

Foi preciso Lula, uma das muitas vítimas da natureza excludente do Estado, para enfrentar a produção deliberada da desigualdade e engendrar um modelo de Estado que reduziu os abismos que dividiam nosso povo. É certa que Dilma, duramente atingida pela violência do Estado, seja a pessoa apropriada para superar o autoritarismo estatal e propor uma forma de gestão que aprofunde a participação popular e amplie a liberdade presente na vida.

Artigo publicado no Jornal Folha de Blumenau, no dia 28/05/2010.

Read Full Post »

Older Posts »