Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Governo Lula’

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 07 de dezembro de 2010

Baseado no discurso do seu companheiro de partido, Vânio Salm, o vereador Vanderlei de Oliveira (PT) criticou a atual situação das escolas, centros de educação infantil e unidades de saúde na cidade. “Está de mal a pior, assim como também a segurança pública. E, apesar disso, os governantes continuam dizendo que está tudo bem. Bem aonde?”, questionou.

O petista disse que no próximo ano convidará os engenheiros do DNIT e os responsáveis pela secretaria municipal de obras e Deinfra para explicar o motivo pelo qual o Viaduto da Mafisa ainda não foi liberado. “O povo luta há anos por esta obra. O governo federal liberou R$7 milhões e nada foi feito. O problema é que Blumenau não faz o dever de casa”, afirmou.

Ainda comentou sobre a votação do orçamento da prefeitura para o próximo ano, que é superior a R$1 bilhão. “Até onde sei a cidade tem 76 credores com ordem judicial de pagamento. Já enviei requerimento à procuradoria do executivo perguntando como e quando o departamento faria os pagamentos, mas eles se negam a responder”, finalizou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau
Anúncios

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 26 de outubro de 2010

Os investimentos do governo federal em cursos profissionalizantes. Este foi o principal tema tratado pelo vereador Vanderlei de Oliveira (PT) na sessão desta terça-feira (26). O parlamentar ressaltou a obra do Instituto Federal de Santa Catarina (IF-SC) em Gaspar, onde cerca de 800 profissionais serão formados. “Temos que destacar ainda a vinda da reitoria da instituição aqui para Blumenau, mais especificamente para a rua das Missões”.

O petista também anunciou um novo campus do instituto em Blumenau, onde serão oferecidas 1200 vagas. “Apesar disso, ainda vamos continuar lutando por uma universidade pública e gratuita. Já tivemos vitórias como a Universidade Aberta do Brasil, para qualificação dos professores, instalada no Pedro II. Já o PróUni permitiu que 700 mil brasileiros acessassem a universidade. O governo federal está fazendo a sua parte, agora quem tem que agir é o governo estadual”.

Por fim, Vanderlei solicitou uma unidade da Universidade Estadual de Santa Catarina (UDESC) no Vale do Itajaí. “É inconcebível que ela não esteja aqui”, disse.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 21 de outubro de 2010

A redução do atendimento ao público feito pela Prefeitura Municipal, em função do horário de verão, não agrada ao vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). Entre os dias 18 de outubro de 2010 e 20 de fevereiro de 2011, o prédio do Executivo estará aberto das 7h30 às 13h30, com a justificativa de gerar economia.  Vanderlei acredita não valer a pena economizar desta forma e discorda do período em que é aplicada a medida. “O poder público não depende de economia e sim da gestão capaz de administrar os recursos. Se fosse de meados de janeiro até meados de fevereiro, tudo bem”, ressaltou. Ele enfatizou que a Prefeitura é paga para atender os mais de 300 mil habitantes com integralidade os 12 meses do ano. Também declarou que a comunidade está revoltada. “Não é uma contestação pessoal, além de ser também meu posicionamento”, assinalou.

Oliveira ainda citou que o discurso do vereador Deusdith de Souza também reforçou a incapacidade administrativa do Executivo. “Sou procurado constantemente pela comunidade porque as coisas que não acontecem”, compartilhou. O petista descreveu que quando os vereadores fazem criticas as soluções também são apontadas, “basta o outro lado ouvir e fazer diferente ou nos perguntar qual a solução administrativa para que a cidade funcione”.

Por fim, Vanderlei registrou que nos últimos oito anos no Brasil, o governo federal através dos programas sociais conseguiu salvar, com a redução da mortalidade infantil, 600 mil brasileiros de 0 a 01 ano.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau


Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 19 de outubro de 2010

A conquista do aumento do salário mínimo nos últimos anos foi destacada com satisfação pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). “Nos anos 90, os trabalhadores do Brasil sonhavam com um salário mínimo de 100 dólares. Hoje, chegamos à casa dos 300 dólares”, anunciou. O vereador comparou a antiga situação com a atual e concluiu que no período era possível comprar oito sacos de cimento; hoje é possível comprar 20 sacos. “Podemos também fazer referencia ao combustível. Com o salário mínimo em 2000 dava pra comprar cerca de 90 litros de gasolina e hoje é possível comprar 200 litros de gasolina”, relatou. O petista destacou que além das melhorias salariais os benefícios e a aposentadoria também tiveram reajustes. “Sabemos da importância desta conquista para o cidadão, que depende de um salário mínimo para sobreviver. Só temos a festejar com as conquistas do povo brasileiro dentro da última década em todas as áreas”, concluiu.

Ainda foi comentado pelo petista a lentidão nas obras do viaduto da Via Expressa, para ligar o acesso alternativo à Guilherme Jensen. “No mês de abril deste ano recomeçaram as obras e mesmo possuindo R$ 5 milhões garantidos para continuidade, continua do jeito que está. Vanderlei também afirmou que o complemento das alças e o viaduto da Mafisa são responsabilidades do governo municipal, mas que nada está sendo feito a respeito. O vereador comentou que a via alternativa da SC 474 já está no orçamento do estado, e que para isso, o viaduto da Via Expressa já deveria estar completo. “A promessa de conclusão da obra feita há mais de um ano ainda não aconteceu”, cobrou.

Em relação à mudança do horário do expediente do Legislativo, para acompanhar o executivo, o petista questionou a falta de contribuição na decisão por diversos vereadores. “Não tomamos conhecimento, apenas soubemos por decreto”, anunciou. O vereador ainda consolidou que não concorda com a decisão na forma e no tempo que foi feita.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 13 de maio de 2010

“Parece que jogaram alguns baldes de moralidade no PP e tem gente que sente urticária com isso”. A ironia foi usada pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) para comentar a saída de membros do primeiro escalão do Governo Municipal do Partido Progressista, após a votação do projeto alterando a lei do saneamento. Aos que acompanharam a sessão que discutiu a questão, o petista lembrou que cada parlamentar responde por seu mandato e acrescentou:

“Também é verdade que cada parlamentar responde pelo entorno do mandato. Quem costuma levar consigo agregados para, meramente, usurpar o recurso público, acaba ficando preso mesmo”.

Oliveira também contrariou a máxima de que “é o partido que manda. Estou há 13 anos nesta casa e nunca o PT determinou que votasse contra a legalidade, a moralidade ou contra o povo. Então cada parlamentar tem o partido que procurou ao longo de sua vida e vai se curvar, por vezes, às suas determinações”. Recomendou que a população procure acompanhar as votações de outras épocas para analisar o comportamento dos membros do Legislativo. O líder petista também frisou que o assunto não está vencido, anunciando mais batalhas no Ministério Publico, na Controladoria da União e no Tribunal de Contas da União, e lançou dúvidas em relação ao Tribunal de Contas do Estado, que “tornou-se cúmplice desta situação”, conforme disse.

Em outro momento, Vanderlei desmentiu denúncia feita na semana passada pelo democrata Marcelo Schrubbe, de que algumas famílias desabrigadas em 2008 poderiam ficar sem casa por culpa do Governo Federal. “Tem vereador nesta Câmara que não conhece o programa “Minha Casa, Minha Vida”, ou não conhece o salário mínimo nacional. O mínimo nacional hoje é de R$ 510 reais. Por isso cabe à Prefeitura parar com choradeira e fazer as adequações que ninguém vai questionar. Se antes o valor da renda familiar era de R$ 1.395, agora é de R$ 1.530 reais. As pessoas têm que saber e não acusar o Governo Federal. Cabe a prefeitura tomar as providencias”, ratificou.

O petista também saudou a decisão do governo João Paulo de fazer um projeto bom para a cidade, ao falar da segunda parte da Beira Rio. ”Era o que mais criticaram na primeira campanha. Espero que a segunda parte fique tão bonita quanto ficou a primeira. Tanto criticaram o prefeito Décio Lima e agora resolveram tomar para si um projeto decidido pela população há muito tempo. E há que se registrar que a obra está sendo feita com recursos federais”, completou.

Por fim, registrou a destinação de R$ 17,3 milhões para obras no Ribeirão Garcia, R$ 9,3 milhões para o ribeirão da Velha, R$ 7,7 milhões para ribeirão  Itoupava e R$ 19,7 milhões para o PI-5, ribeirão Fortaleza e rio Itajaí e lamentou a falta de audiência pública ou estudo de impacto de vizinhança. “São recursos federais, mas parece que não conhecem a lei 11.445”, criticou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 15 de abril de 2010

O novo regramento para que a população acesse as moradias do programa Minha Casa, Minha Vida tem causado desconfiança no líder da bancada do PT, vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA. O parlamentar anunciou que nos próximos 15 dias vai analisar a questão e buscar parecer a respeito, pois considera que “o Município colocou os bois na frente da carroça”. Ele explicou o porquê: “Pela natureza do decreto, ele não poderia ter acontecido, porque o Conselho Municipal de Habitação não foi chamado para discutir”. Vanderlei ainda disse que o Governo Federal colocou à disposição 80% dos recursos para as moradias e, portanto, devem ser observadas e cumpridas regras básicas nacionais estabelecidas pelas conferências e conselhos nacionais. “No Diário Oficial saiu todo um regramento com base em um decreto que nasceu antes da hora e sem a deliberação de um conselho competente”.

Em outro momento, o petista anunciou que vai fazer um requerimento questionando o que está acontecendo com o Centro de Ensino Profissionalizante (CEP). Conforme afirmou, o CEP, “que vinha prestando bom serviço na qualificação da força de trabalho para a cidade”, está eliminando alguns cursos. A situação preocupa o parlamentar, pois a cidade conta com força de trabalho nos serviços mais elementares: “Esses trabalhadores, logo que conseguirem sair da construção civil, vão querer se qualificar para o mercado de trabalho”.

Ainda sobre ensino profissionalizante, o vereador mencionou a construção do Instituto Federal de Educação Tecnológica em Gaspar e anunciou que vai convidar o reitor da instituição para vir à Câmara. Ele disse que há algum tempo o reitor Cláudio Koller veio à Câmara pedir que fosse aprovada a cessão de parte de um terreno da Furb para a construção do IFET em Blumenau, assunto que foi esquecido.

Sobre a pintura de sinalização na rua Amazonas, Vanderlei de Oliveira disse que isso não basta, pois ainda existem crateras nas vias da cidade. Ele mencionou que o Município só fez a sinalização após uma ação do Ministério Público e disse que não sabe “se querem enganar novamente a população”. Ele se referiu à reurbanização da rua Amazonas que, mesmo na parte reformada, ainda não existem passeios públicos.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 06 de abril de 2010

Ao falar sobre a educação infantil em Blumenau, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) informou a sentença imposta ao município em 14 de dezembro de 2009, que obriga a garantia de vagas para todas as crianças que necessitarem. “Na época, eram necessárias cinco mil vagas na educação infantil e, a partir da sentença, essas vagas devem ser garantidas”, apontou. A decisão decorreu de uma ação do Ministério Publico com a intervenção dos Conselhos Tutelares para que o direito à educação seja cumprido. O parlamentar falou ainda sobre a atual situação das creches, onde o número de educandários é pequeno para a quantidade de crianças. ”É preciso garantir a educação infantil e espero que o município apresente uma política correta para o acolhimento e atendimento devido às crianças na pré-escola e nos demais níveis”, cobrou.

O petista comentou ainda discursos feitos sobre o PAC, sem o conhecimento completo do programa. “Estão dizendo que são projetos eleitoreiros. Realmente são, pois são projetos que o povo elegeu para comandar o Brasil”, alegou. Ao falar sobre as criticas em relação à BR-470, Vanderlei destacou outras obras que o PAC engloba e que não são comentadas. “É importante que todos tomem conhecimento que parte da BR-470 já foi duplicada pelo programa. Em Blumenau há projetos para drenagem de ribeirões e melhorias das margens do Rio Itajaí-Açu. Em Santa Catarina temos a obra da ferrovia que liga o estado de Leste a Oeste”, esclareceu. O vereador declarou ainda estar satisfeito com a atuação do Governo Federal e dos articuladores políticos do estado. “Todos eles tiveram capacidade de fazer em Santa Catarina o que os governantes do estado não tiveram capacidade de colocar na pauta”, concluiu.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

Older Posts »