Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Saúde’

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 30 de novembro de 2010

Em 2004 a passagem do transporte coletivo de Blumenau custava R$ 1, 65 e hoje está em R$ 2,57, o que representa um aumento de mais de 55%. A afirmação foi feita pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), ao defender os trabalhadores que estão em greve, reivindicando aumento salarial. “Este valor foi empurrado como verdade pelo Executivo e pelo Seterb na ‘montagem’ chamada de auditoria”, alegou. O parlamentar afirmou que o índice inflacionário do INPC não chegou a 30%. Oliveira ainda lamentou que quando o aumento de 11,47% é discutido, a decisão é rápida, mas em relação à diferença de 1,5% a mais no salário, os responsáveis pelo governo ‘desaparecem’ e não retornam a solicitação da comunidade. “Quando foi para buscar mais de R$ 10 milhões, que até hoje não prestaram contas, foram rápidos, agora quando é para dar mais dois terminais para as empresas de transporte coletivo, não acontece”, alegou, referindo-se ao governo municipal. O petista afirmou que o Executivo é omisso no cumprimento da legislação e mostra que não está preocupado com a população.

Em seguida, o vereador mostrou-se preocupado com a situação da segurança no município. “Hoje, temos um policial civil para mais de 25 mil habitantes. É a mesma coisa que botarmos um policial para cuidar de toda a população de Pomerode, que ainda não chegou aos 25 mil moradores”, comparou. Ele defendeu a necessidade da população cobrar respostas das autoridades responsáveis.

O parlamentar ainda registrou os “gastos” do poder Executivo. “O governo de Blumenau não investe, só gasta”, explicou. Segundo Oliveira, aproximadamente R$ 20 milhões serão utilizados na saúde durante o ano de 2010. “Não gastaram tudo, poderiam ter investido cerca de R$ 2 milhões e meio em unidade de pronto atendimento”, informou. O petista também anunciou que aproximadamente R$ 500 mil reais, dispostos pelo Ministério da Saúde, poderiam ser investidos no Centro de Zoonoses de Blumenau, que atenderia animais abandonados, feridos ou doentes. “Não aconteceu nada, não encontraram espaço para resolver o problema do desespero da comunidade e dos defensores dos animais, que encontram animais jogados por todos os cantos”, afirmou. Por fim, sugeriu que a instalação poderia ser feita no antigo terreno da Artex.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 14 de outubro de 2010

“Das cerca de 50 obras programadas no Asfalta Blumenau, apenas uma foi concluída”, afirmou o vereador Vanderlei de Oliveira (PT). Segundo o parlamentar, os moradores das vias onde as promessas não foram cumpridas, ainda tem esperança de que a camada asfáltica chegue em frente as suas casas.

O petista aproveitou a oportunidade para parabenizar aos bancários pela finalização da greve e pela conquista de um aumento histórico para a categoria. Na tribuna, Vanderlei ainda disse que ainda não perdeu a capacidade de se indignar. “Não consigo sorrir quando vejo meus iguais sofrendo”, destacou.

Para finalizar, voltou a pedir explicações a secretaria de saúde sobre a disponibilidade de medicamentos nas unidades, bem como a falta de profissionais.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 05 de outubro de 2010

Um relatório completo da situação de todas as unidades da Estratégia da Família de Blumenau. Este foi o pedido do vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) para o líder do governo Fábio Fiedler. Ele quer que seja apresentado aos parlamentares tudo que diz respeito a: médicos, auxiliares administrativos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde.

Vanderlei justificou a solicitação afirmando que há cerca de três meses o Executivo criou uma Lei que prometia resolver o problema dos profissionais de saúde do município e, de acordo com o petista, “a situação deles hoje é pior do que antes da Lei”. Segundo Vanderlei os problemas se agravaram porque o vínculo dos profissionais de saúde não é mais somente com o município. “O número determinado de consultas que o médico faz não é suficiente para demanda de Blumenau”, alegou. Ele contou o caso de uma criança de cinco anos que precisou de atendimento e foi ao posto de saúde, onde não tinha médico, mandaram ao ambulatório geral, onde ninguém podia atendê-la. “A criança chorava por não suportar mais a dor e a mãe não tinha dinheiro para ir a um médico particular”, relatou. Oliveira declarou que é preciso saber o que pode ser feito a respeito. “É necessário fazer algo porque do jeito que está não pode continuar”, salientou.

O parlamentar também solicitou ao vereador da base de governo, Beto Tribess, para circular na rua Pedro Krauss. “A população da Pedro Krauss está clamando por ajuda”, citou. Ele assinalou que uma empresa começou a abrir a rua e não há mais transporte coletivo passando na via. “A tarefa do vereador é fiscalizar”, reforçou.
Ainda envolvido nas eleições, Vanderlei registrou que em toda vida pública esta foi a eleição em que viu o maior número de material de campanha jogado no chão. “Infelizmente os apoiadores dos candidatos perderam a noção da coisa. Lamento este tipo de prática”, afirmou. Ele mencionou ser difícil arrecadar recursos para campanha e mesmo assim o dinheiro é “jogado fora” desta maneira.

Por fim, Oliveira parabenizou os eleitos e disse esperar que eles trabalhem e cumpram com os compromissos.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 28 de setembro de 2010

O vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) utilizou a tribuna para criticar o Governo Municipal por promessas não cumpridas. O parlamentar citou soluções prometidas no Plano de Governo em relação às ruas de placas amarelas, às filas nos postos de saúde e a redução dos cargos comissionados. “O governo prometeu que iria trabalhar para regularizar as 546 ruas de placas amarelas, mas não regularizou nenhuma”, alegou.

Outra situação exposta pelo petista foi a área da saúde. Segundo Vanderlei, foi afirmado que seria montada uma central de agendamento de consultas por telefone e que a partir de 2005 ninguém mais enfrentaria filas nos postos. “70% da população que depende deste atendimento sabe que isso não foi cumprido”, reforçou. Ele afirmou ainda que muitos pacientes precisam ir à Itajaí e esperam aproximadamente oito horas para receber atendimento. “Sem falar dos cargos comissionados, que deveriam ser 140, sendo destes 70 servidores de carreira e 70 de fora. Hoje são 402 cargos comissionados”, denunciou.

Em outro momento o vereador comentou a intenção do Executivo de fechar a Escola Básica Municipal Margarida Freygang, na Nova Rússia, pelas más condições de acesso. Vanderlei alegou que as ruas devem ser reestruturadas, pois não possuem condições de tráfego. Vanderlei afirmou que a escola é histórica, e que mesmo com o repasse do Governo Federal para a educação, não foram tomadas medidas corretas.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 31 de agosto de 2010

Novamente a área da saúde foi alvo de criticas do vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). Apesar de comemorar a chegada de um médico ao Estratégia de Saúde da Família Arthur Riedel, – “depois de alguns anos sem médicos regulares aparentemente a comunidade da Bruno Schreiber recebe um médico” -, lamentou que o ESF esteja sem auxiliar administrativo, sem três dos seis agentes comunitários e com péssima manutenção. Ele ressaltou que o médico só foi encaminhado após reportagens veiculadas nos meios de comunicação. Vanderlei denunciou ainda que diversos agentes comunitários trabalham em desvio de função.
Em seguida, o vereador anunciou que a comunidade do Loteamento Canto do Rio, localizada no distrito do Garcia, recebeu a notícia de que o governo decidiu “sob pressão” que não irão multar os moradores daquela região. Vanderlei explicou que a população daquela região sofre com mau encaminhamento dentro de algumas questões no município. “Vamos trabalhar para solucionar uma conduta inadequada da Prefeitura de Blumenau”, falou.
Outro assunto abordado pelo parlamentar foi o aumento das passagens de ônibus. Vanderlei ironizou o fato do valor, que passará para R$ 2,57, exigir que o usuário ande com moedas para pagar o transporte coletivo. “A população reclamaria se fosse 2,60, mas pelo menos haveria mais inteligência na decisão”, argumentou. Ele denunciou que a planilha foi uma montagem. “Poderiam ter aumentado ou abaixado um pouquinho a planilha para que nós não tivéssemos que tocar neste assunto”, apontou.
Oliveira ainda comentou sobre a Audiência Pública Itinerante ocorrida ontem, na Escola Básica Municipal Francisco Lanser. A reunião discutiu as condições de infraestrutura do bairro Tribess para receber os novos moradores que irão habitar o residencial Novo Lar. “As reclamações mais freqüentes foram referentes à segurança e contratação de professores”, salientou. Vanderlei fez ainda um alerta sobre o “estado lastimável” em que se encontra o ginásio de esportes do colégio.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 24 de agosto de 2010

Mesmo que Blumenau tenha algumas equipes de ESF completas “a cidade sofre na saúde”, segundo o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). “Temos prova, algumas comunidades há muito tempo sofrem”, salientou. Como exemplo, o parlamentar citou a unidade de saúde Arthur Ridel, no Progresso. “Há alguns anos aquela unidade de saúde tem dor. Há alguns anos faltam materiais, agentes administrativos, agentes comunitários de saúde e médicos, constantemente”, declarou. E afirmou ser assim com diversas outras. “Terminamos 2004 com R$ 80 milhões para saúde em Blumenau, vamos fechar 2010 com R$ 180 milhões. Então um aumento de 125%, enquanto a inflação deu qualquer coisa em torno de 40%”, assinalou. Ele questionou “onde estão os outros cerca de R$ 80 milhões, que é sobra da inflação neste período”.

O parlamentar lamentou ainda que este seja o cenário da comemoração dos 160 anos do município e citou também o aumento na passagem do transporte coletivo urbano com todos os problemas que estão ocorrendo.

Outra crítica de Vanderlei foi ao corte da irrigação de todas as ruas da cidade. “É lastimável”, salientou. Em seguida, Oliveira assinalou que a promessa do prefeito, quando liberou a ordem de serviço para fazer a pavimentação da segunda parte da rua Jordão, de que a obra não pararia não foi cumprida.

Vanderlei registrou ainda que a cidade recebeu a visita do senador Belini Meurer, suplente de Ideli Salvatti, dia 20 de agosto. O senador encontrou o vice-prefeito para tratar de interesses de Blumenau junto ao senado e governo federal, reuniu-se também com dirigentes e depois com os vereadores do Partido dos Trabalhadores, acompanhou o andamento das eleições para reitoria da Furb. O petista contou que Meurer colocou-se a disposição de Blumenau para continuar acompanhando as demandas que estão em andamento e os atendimentos das futuras.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

Artigo

Por Vanderlei de Oliveira, Vereador – PT

O recente debate sobre um aumento diferenciado para os médicos da rede pública em Blumenau é a manifestação de dois problemas graves que atingem a gestão da saúde em nossa cidade. O primeiro: a incapacidade do governo municipal em melhorar a qualidade da rede, mesmo diante do substancial aumento real de recursos para a saúde em Blumenau.

Durante os últimos seis anos o aporte de verbas subiu de cerca de 80 milhões de reais (2004) para 180 milhões (2010). Um aumento de 125%, superior em 60%, aos cerca de 40% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (avaliado pelo IBGE) do mesmo período. Diante disto é inexplicável o sucateamento da rede pública de saúde, claramente manifesto em números como o de redução da cobertura pelos ESFs, entre a população registrada junto ao Ministério da Saúde, de 37% em 2004 para 35,5% em 2010.  Soma-se a isto, cronicamente, a falta de Profissionais da Saúde, de Agentes Comunitários de Saúde, Administrativos e toda natureza de materiais e serviços.

Esta precarização da saúde, e de sua estrutura, é um dos motivos mais sérios de evasão dos médicos. Não bastasse isto o projeto apresentado como solução cria uma fórmula que prejudica o vínculo exclusivo público dos médicos com o atendimento na saúde da família, transferindo-se para outras unidades.

O outro grave problema que enfrentamos é resultado do desmonte do ensino público superior pelos governos até recentemente. O acesso ao curso de medicina era restrito aos que podiam obter as poucas vagas federais ou pagar altíssimas mensalidades em universidades privadas. Por gerações formou-se um número reduzido de médicos para a saúde pública. A incrível expansão do ensino público superior, construída nos dois últimos governos, levará, ainda, por motivos cronológicos óbvios, algum tempo para suprir a histórica falta de profissionais da medicina pública em nosso país.

Cabe-nos então cobrar uma gestão mais eficiente da saúde em Blumenau e contar com todos os médicos que, fiéis ao juramento que fizeram quando de sua diplomação, permaneçam dedicando seus esforços aos que precisam do saber de que são depositários.

Matéria publicada no Jornal Folha de Blumenau do dia 23/08/2010

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 19 de agosto de 2010

O vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) utilizou a tribuna nesta quinta-feira (19) para questionar a falta de profissionais e materiais de trabalho nas unidades de saúde da cidade. Segundo o parlamentar, o orçamento da área neste ano é de R$180 milhões.

Vanderlei também questionou o corte do repasse financeiro aos sindicatos que prestam atendimento médico e odontológico aos trabalhadores do município. “Estas instituições, na verdade, desafogam os postos de saúde. Quem necessita hoje ir a uma unidade precisa levantar de madrugada e disputar uma vaga na fila. Este é mais um grave e duro golpe a população de Blumenau”.

O petista também abordou o aumento da passagem de ônibus, que foi para R$ 2,57, preço que será praticado a partir de 04 de setembro. “A auditoria, para mim, é fraudulenta”, disse. De acordo com Vanderlei, a empresa responsável pelo serviço presta  serviços somente as empresas permicionárias de Santa Catarina. “E para quem ainda não sabe, o diretor presidente deste instituto de auditagem, foi secretário de Estado de segurança do ex-governador de Santa Catarina, Vilson Kleinübing, pai do prefeito João Paulo Kleinübing”, finalizou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau



 

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 05 de agosto de 2010

A notícia sobre o possível aumento da tarifa no transporte público de Blumenau mereceu destaque do vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). “Nós sabemos dos complicadores que foi e ainda é esta história da tarifa do transporte coletivo”, observou. O parlamentar citou a matéria “Ônibus. Preço em estudo é de R$ 2,57”, publicada hoje, no Jornal de Santa Catarina. Vanderlei também afirmou acompanhar o site da Prefeitura Municipal onde consta a seguinte manchete: “Resultado da auditoria dos cálculos tarifários foi apresentado na reunião do Comtranblu na tarde desta quarta-feira” e declarou não ter havido reunião com o Conselho Municipal de Trânsito e Transportes de Blumenau (Comtranblu) ontem à tarde. Oliveira contou ter recebido um e-mail do Conselho, com declarações do presidente do Seterb, que prova que o encontro não ocorreu. “E o governo de Blumenau manda colocar no site estas informações”, citou.

Em outro momento, Vanderlei comentou problemas relacionados à área da saúde no município. Ele contou ter sido convocado para reunião do conselho de saúde do ESF Arthur Riedel e denunciou que a unidade está há oito meses sem médico, há alguns anos sem os seis agentes comunitários de saúde necessários e por alguns períodos sem o auxiliar administrativo, obrigando o desvio de função. “Embora todos os meses o Executivo receba os valores referentes à saúde. Estas unidades têm que fazer malabarismos para tentar encontrar espaço para atender os pacientes do Sistema Único de Saúde”, ressaltou. Ele ainda disse que no final de 2004 o governo fechou o ano com cerca de R$80 milhões para saúde de Blumenau e no final deste ano fechará com mais de R$ 170 milhões para o setor. “O que está acontecendo?”, questionou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

Foto: Câmara de Vereadores

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 01 de junho de 2010

A retirada da candidatura a deputado Estadual foi anunciada pelo vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). “Devo trabalhar neste período na forma em que tenho trabalhado”, declarou. Ele relatou que a decisão de manter-se na oposição da Câmara de Vereadores foi uma decisão tomada em conjunto. “Devo permanecer cuidando das coisas da aldeia e deixar que outros tomem cuidado do reino e penso que o Partido dos Trabalhadores está bem representado na região”. Oliveira ainda agradeceu aos setores e pessoas que empenharam solidariedade no processo. “Registro minha satisfação por ter tido meu nome prontamente inscrito, a meu pedido, como pré-candidato pelo PT”, destacou.

Em outro momento, o Vanderlei afirmou não ter ficado satisfeito com a Audiência Pública sobre a construção dos corredores de ônibus em Blumenau, ocorrida ontem, no plenário da Câmara. “Até agora efetivamente o projeto não foi apresentado a nós”, disse. Ele solicitou ao líder do governo que traga os documentos referentes ao tema para que os parlamentares apreciem e explicarem o que será feito à comunidade. “Espero que não tenha que ir ao Poder Judiciário para pedir isto”, salientou.

O vereador ainda registrou o café da manhã com a direção do Hospital Santo Isabel no qual foram apresentados projetos atuais e futuros da unidade hospitalar. “Quero agradecer esta oportunidade”, citou. Vanderlei aproveitou para falar a respeito da luta para melhorias na área da saúde e defendeu a necessidade da regulamentação da emenda constitucional 29.  Segundo o petista, o repasse que traria um maior percentual de recursos da União, Estado e Município para a saúde, não acontece porque os governadores “puxam os cabrestos e impedem que os senadores e deputados aprovem a lei”. “São estes que vem agora nas campanhas e dizem que querem o bem do povo”, mencionou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Para ter acesso ao Documento de Retirada da Pré-candidatura Clique Aqui

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 29 de abril de 2010

Foto: Sebastião Salgado

O Dia dos Trabalhadores deve ser lembrado pela luta dos direitos dos trabalhadores brasileiros ao invés de uma mera data comemorativa. A afirmação partiu do líder da bancada do PT VANDERLEI DE OLIVEIRA, que fez uma reflexão sobre o verdadeiro significado do dia 1º de maio. O parlamentar afirmou que a data é cercada de incompreensão desde a ditadura militar. Ele ponderou que a Revolução Industrial trouxe muitos avanços tecnológicos e os próprios trabalhadores também tiveram evoluções: “Avançamos em algumas questões sociais, mas não avançamos o suficiente no que diz respeito à produtividade da ação do homem e da mulher junto à máquina”. Ele destacou que uma das principais conquistas dos trabalhadores brasileiros foi a redução de 48h semanais para 44h. Atualmente, “ainda não se conseguiu um consenso na redução da carga horária para 40h”, mencionou o petista.

Vanderlei, em outro momento, pediu explicações sobre as medidas provisórias sobre os trabalhadores da saúde que seriam votadas na Assembleia Legislativa na tarde de ontem. Ele recordou o caso e contou que, “quando as medidas provisórias estavam prestes a ser votadas, o líder do PSDB, que lamentavelmente também é médico, Serafim Venzon, foi à Assembleia e retirou a MP e os direitos de muitos trabalhadores”. O vereador argumentou ainda que, enquanto houver prejuízo na saúde pública, existe alguém se beneficiando e definiu: “Estão querendo criar uma cortina de fumaça em torno de um desgoverno no estado de Santa Catarina”.

Ele aproveitou para relembrar a assembleia dos funcionários públicos de Blumenau, que encaminharam solicitações de projetos de lei ao Executivo. “Espero que os projetos cheguem a essa Casa e não seja preciso criar nenhuma comissão para isso”, comentou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 16 de março de 2010

O trabalho do Conselho Municipal de Saúde foi destacado pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), enaltecendo o enfoque dado a necessidade das unidades de pronto atendimento em Blumenau – UPA’s. “Na última semana tive a notícia que o deputado federal Claudio Vignatti garantiu a instalação de uma unidade na cidade”, informou. O petista observou que a medida teria como principal objetivo atender a comunidade que está localizada longe dos hospitais Santo Antônio e Santa Isabel, e evitar a sobrecarga destas casas de saúde. “O pronto atendimento deveria ser construído perto da BR-470 ou então junto ao espaço do Ambulatório Geral da Itoupava Central”, anunciou. Vanderlei lembrou que a necessidade vai além de apenas uma unidade, e que o ideal seriam outras para atender a região norte, distrito do Garcia e bairro Velha.

Em outro momento, o parlamentar solicitou respostas para a atual situação da escolinha de artes e do casarão das oficinas de artes em Blumenau. “São dois problemas que afetam a cultura, e gostaria que o Executivo resolvesse junto aos órgãos competentes, para que a verba seja bem investida e para que a população volte a ser atendida”, pediu. O petista citou a participação em eventos culturais, afirmando a importância de momentos como a apresentação do músico Luiz Vicentini no restaurante Park Blumenau, o lançamento do livro Pequeno Álbum, de Viegas Fernandes da Costa, no restaurante Farol e da apresentação do livro Desastre de 2008 no Vale do Itajaí, que fala sobre conseqüências e razões da catástrofe em Blumenau.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 04 de março de 2010

Em uma reunião, no bairro Badenfurt, articulada pelo Conselho Regional de Saúde, o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) tratou de problemas da área da saúde em Blumenau e questões do ribeirão do Testo. “Há necessidade de macro drenagens nos córregos e ribeirões da cidade, no ribeirão do Testo, das Itoupavas, da Velha, do Garcia. Há necessidade urgente de uma grande política para limpeza de tubulação na cidade”, declarou. O petista ainda enfatizou que em 2004 os recursos da Prefeitura para saúde em Blumenau ficaram em quase R$ 80,00 milhões, o orçamento de 2009 fechou em R$154,00 milhões, enquanto que o de 2010 é de mais de R$170,00 milhões para saúde. “E, no entanto observamos que as situações na saúde continuam inadequadas”, afirmou.

O vereador também mostrou algumas imagens da rua Sete de Setembro e contou ter feito encaminhamentos ao Executivo, Seterb, Conseblu em relação aos engarrafamentos que ocorrem nesta via um pouco antes da entrada com a rua Floriano Peixoto, em direção ao Hospital Santa Isabel. “A grande alternativa é transferir o ponto de ônibus que há ali para a rua Ângelo Dias, que fica adiante. Falo isso porque temos conhecimento que o Estado estava vendendo a preço de banana aquele prédio onde funciona o Deinfra”, avaliou.

Em seguida, Vanderlei salientou a complexidade do projeto de Lei nº 5914, que ‘Cria a agência reguladora do sistema de saneamento de Blumenau’ e disse que ainda não conseguiu fazer uma análise da proposta. “Precisamos de tempo. O vereador que disser sim a esta Lei está autorizando o aumento da tarifa de esgoto de 80% para 98%”, alertou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 26 de novembro de 2009

“Além de chorar as perdas naturais, nós temos chorado perdas idiotas, de entes caros, por acidente de trânsito”. Assim, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) lamentou a violência crescente no trânsito e conclamou a população a refletir sobre a questão. “São mortes inexplicáveis, pessoas que morrem de repente desta forma”, disse Oliveira, apelando para a necessidade de melhorar o comportamento no trânsito, para o cuidado no uso de celulares e de bebida alcoólica. “Temos sofrido muito, pois este tipo de perda não é o caminho natural da vida”, salientou. O líder petista lembrou que no último ano foram registradas 22 mortes de motociclistas em Blumenau e dez em outros acidentes de trânsito, o que, em sua opinião, é inaceitável.

O vereador também encaminhou indicação ao Executivo cobrando o envio à Câmara de projeto de lei criando o Programa de Engenharia Pública e Gratuita na cidade de Blumenau. Ao mesmo tempo, lamentou que um dos homens mais fortes do governo Luiz Henrique tenha praticado o que a imprensa tem noticiado. “O arrogante deputado Paulo Bauer se utilizava de dinheiro público para pagamento de cabos eleitorais”, disparou.

Ao analisar a situação difícil do Caic da Velha pela falta de apoio do poder público, Vanderlei lembrou que, do outro lado da cidade, uma área que era usada pela juventude da rua Bruno Schreiber está abandonada. “Enquanto isso a Praça da Gaitas e o parque Ramiro Ruediger estão muito bonitos. Mais uma prova de que o centro recebe atenção e os cantos ficam abandonados”, disse.

Ao comentar pronunciamento do progressista Deusdith de Souza, sobre a não inclusão de verbas para a região no orçamento federal, Vanderlei de Oliveira apresentou outra explicação: “Quem foi inteligente fez uso dos recursos colocados pelos deputados Décio Lima e João Pizzolatti, como o Hospital Santo Antônio, o Hospital Universitário da Furb, a Abludef, a Apae e outros. Além disso, os recursos que vieram para a saúde estão sendo utilizados em unidades de saúde e, para a educação, estão sendo utilizados na construção de ginásios de esportes. Já os recursos para obras, segundo informações, os processos licitatórios foram abertos dia 15 de setembro”, assinalou. Oliveira criticou a administração ao dizer que o projeto de apartamentos do Loteamento Libertadores está parado desde o ano passado.

Sobre a prestação de contas apresentada pela atual diretoria do Sintraseb, Oliveira alertou para a necessidade de conhecer as duas histórias da entidade, após a unificação. “De 94 a 98, quando foi comandado por Valdir Amorin, foi entregue com as contas em dia. No período de 98 em diante, até o final de 2006, passou por sérias dificuldades, por conta das diretorias comandadas pelo Agenor, pelo Pedro Linhares, pelo Silvio de Souza, pelo Ivo Antonio de Farias. Depois passou o companheiro Hilário Serpa, que faleceu, e agora pela Dione. Portanto, quando fizer relatório deve fazer pós 2008 e buscar os malefícios praticados ao movimento sindical durante este período”.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 24 de novembro de 2009

Os baixos salários oferecidos pela prefeitura de Blumenau aos profissionais do setor, mostram a falta de compromisso com a saúde, segundo o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). “Em 2004, Blumenau tinha R$ 70 milhões para a saúde e em 2009 deveremos ultrapassar a casa dos R$ 170 milhões, mas mesmo assim a população tem reclamado, nos conselhos e na imprensa, de cirurgias que não são feitas, de consultas, falta de medicamentos, falta de profissionais e de incentivo profissional”, apontou Oliveira.

O líder petista citou reportagem do JSC anunciando a abertura de vagas por algumas prefeituras e fez um comparativo com Brusque para mostrar que “o governo de Blumenau não tem compromisso com a saúde”. De acordo com o jornal, para contratar um psicólogo, a Prefeitura de Blumenau oferece R$ 981, enquanto em Brusque o mesmo profissional pode ganhar R$ 2.400.

Para um enfermeiro a proposta é de R$ 1.487. Em Brusque, o mesmo receberá mais do que o dobro, R$ 2.900. Já o salário de um assistente social não passa de R$ 1.487, enquanto em Brusque o valor chega a R$ 2.400 reais. Os profissionais médicos, contratados por 20 horas, têm o salário base de R$ 1.597, enquanto em Brusque, o mesmo profissional vai ser contratado por R$ 7.500 reais. “Qual é o compromisso do governo local em segurar os bons profissionais?”, indagou Vanderlei, lembrando que Brusque tem um terço da população de Blumenau, mas também um terço da arrecadação. “Para quem é defensor da política de saúde do governo é uma demonstração clara e evidente de que esta administração, não tem nenhum compromisso com a saúde pública e com o servidor em condições de atender a população”.

Por fim, Oliveira disse ter recebido denúncia de desvio de atribuições na área da saúde, quanto à aplicação dos recursos enviados a Blumenau. De acordo com petista, “profissionais contratados e pagos com recursos do ESF, estão sendo desviados para atuar no Samu de Blumenau”. Ele também cobrou o plano de carreira anunciado para o setor e até hoje não implantado.

O vereador também registrou a realização das eleições para os diretórios do Partido dos Trabalhadores, afirmando que em Blumenau o PT será conduzido pelo advogado Odair Andreani. “Mais de 500 companheiros participaram deste processo democrático”, citou. No Estado foi escolhido o ex-ministro José Fritsch, enquanto José Eduardo Dutra deverá se confirmar o novo presidente nacional. “Cerca de 300 mil filiados participaram da eleição do PT no país, representando mais um recorde”, explicou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau
 

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 19 de novembro de 2009

Ao apoiar o pronunciamento de Larissa Constantino e Vilmar Carl, que se manifestaram esta tarde na tribuna sobre a falta de segurança no trânsito e saúde pública respectivamente, o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) exaltou novamente sua indignação com a administração municipal. “Não é o fato de ser oposição ou situação, o município precisa de governo para saúde, segurança pública, questões estruturais e não para propaganda”, disse.

Vanderlei criticou o adiamento da inauguração da unidade regional do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc), que começou a ser construído em 2004. O vereador chamou a obra de ‘monumento ao desperdício’. Ele ainda fez a leitura da matéria “Inauguração do Hemosc é adiada pela terceira vez”, publicada hoje no Jornal de Santa Catarina. “Este governo que está em Santa Catarina desde 2003, que buscou recurso federal, projetou o Hemosc para Blumenau e todos nós imaginávamos que estaria pronto e aí está o Hemosc ainda não concluído”, analisou.

Em outro momento, o parlamentar anunciou que no domingo acontecerá a eleição nacional, Estadual e municipal para direção do PT. Ele convidou todos os filiados para comparecerem na Casa Amarela, das 9h às 17h. “Este é um partido que pratica democracia em suas instancias internas”, falou.

Vanderlei aproveitou ainda para agradecer ao povo catarinense que elegeu o presidente Luís Inácio Lula da Silva e a senadora Ideli Salvati. Ele elogiou o trabalho da senadora e também dos deputados Décio Lima, Cláudio Vinhati e Jorge Boeira.  O petista ainda demonstrou gratidão a todos os companheiros de gabinete. “Um mandato de vereador é feito com o auxilio de quem pode trabalhar com liberdade no gabinete”, citou. Ele agradeceu também aos que procuram o gabinete, as criticas construtivas e aqueles que o auxiliaram a fazer o mandato ao longo de sua vida pública. “Todos tem me ajudado a fazer o trabalho propositivo e fiscalizatório”, afirmou.

Por fim, o vereador comentou que apesar de morar no Progresso tem sido procurado pela comunidade dos 35 bairros de Blumenau. “Peço desculpa se não tenho conseguido atender a todos”, finalizou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

VANDERLEI: DINHEIRO DA SAÚDE GASTO EM PROPAGANDA

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 10 de setembro de 2009

“Mais de 1.400 pessoas aguardam por uma cirurgia de catarata desde 2007, enquanto a prefeitura gasta milhões de reais em propaganda da Policlínica na televisão para dizer que está tudo bem com a saúde”. O protesto foi feito pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT), acrescentando que muita gente está ficando cega, perdendo o direito de dirigir e ter uma vida normal. O líder petista lembrou que o próprio Secretário de Saúde veio à Câmara para dizer que estava tudo bem, “mas não acreditei quando fui procurado por um metalúrgico de 60 anos, que está prestes a perder a visão e não pode mais dirigir”. Ele adiantou que o cidadão irá buscar na justiça o seu direito ao atendimento médico. Ele apresentou documentos para mostrar que “a saúde de Blumenau dispõe de R$ 150 milhões para serem aplicados somente este ano”. Para Oliveira “esta situação é inconcebível. Abriram concurso para contratar um profissional da área e mais de 1.400 blumenauenses estão esperando na fila, enquanto gastam milhões de reais em propaganda”, disparou.

O vereador manifestou satisfação com aprovação do piso salarial estadual, de R$ 587 reais e a aplicação de quatro faixas. Entretanto, criticou a não inclusão dos servidores públicos estaduais e municipais. “Espero que o governador sancione para começarmos a trabalhar pela inclusão de servidores municipais e estaduais. Em Blumenau o piso está na casa dos 500 reais”, assinalou.

Vanderlei também dirigiu críticas ao Samae pela deficiência no atendimento a algumas áreas da cidade. “A certificação ISO 9001 que o Samae conseguiu era falsa e já está denunciada no Ministério Público. A confirmação se dá quando subimos as ruas Colatina e Sidio Russi, nos altos do Progresso. Como é que uma empresa obtém uma certificação com tantos problemas?”, indagou. Ele ainda sugeriu uma visita a rua Fritz Koegler na Fortaleza, para verificar o estado em que a via se encontra, e à imprensa, que busque os motivos que levaram o último Secretário da Defesa Civil a deixar o cargo em Blumenau. “A Secretaria de Defesa Civil já teve um administrador, um tenente coronel, passou por um tenente e nem um general deu conta de resolver a balburdia que é o atendimento no setor”, afirmou Oliveira.

Por fim, convidou a comunidade a prestigiar a entrega de moções a dirigentes do Clube Atlético Metropolitano, no próximo dia 16, na Câmara Municipal, quando apresentarão resultados e projetos para o futuro.

FERROVIA DA INTEGRAÇÃO

O líder do PT, também convidou para a reunião de segunda-feira, às 19h, no plenário do Legislativo, quando o deputado estadual Pedro Uczai, presidente da Frente Parlamentar para Instalação da Ferrovia da Integração de Santa Catarina, fará uma exposição sobre o projeto. “Vamos conhecer as perspectivas e expectativas da implantação da ferrovia da integração, ligando o litoral à Argentina e Paranaguá ao Rio Grande do Sul”, disse.

Assessoria de Comunicação
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 13 de agosto de 2009

Ao relembrar a audiência pública sobre saúde, realizada há duas semanas na Câmara, o vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) afirmou que a Secretaria de Saúde apresentou, na ocasião, “um conjunto de informações que não condizem com a realidade em Blumenau”. Ele contou que os recursos para o Fundo Municipal de Saúde somam R$ 149.367.855 e que, depois de suplementado, ultrapassa os R$ 150 milhões.

Ao mesmo tempo, o petista citou casos de famílias que não veem seus parentes devidamente atendidos na Policlínica, além de mostrar uma solicitação de cirurgia de catarata datada de 7 de maio de 2008, que ainda não foi atendida. “Se virmos a quantia de requerimentos que enviamos à Secretaria de Saúde, há casos em que as pessoas aguardam atendimento por mais de três anos”, apontou Vanderlei.

Ao levar estes dois fatores em consideração, o parlamentar criticou os colegas que cobram a votação da emenda 29, que destina mais recursos para a saúde pública: “Mais dinheiro pra quê? Se de 2004 até agora dobramos os recursos”, indagou Vanderlei ao mesmo tempo em que alegou que em Blumenau existe “falta de vontade política para atender a população através da saúde pública”. Ele ainda aproveitou para apontar que nem as pessoas protegidas pelo estatuto do idoso estão recebendo tratamento digno. “Não é por falta de dinheiro. Quem saiu de R$ 70 milhões e chegou a R$ 150 milhões não pode reclamar da falta de recursos”.

Por fim, Vanderlei mencionou a 10a Copa Lance, um campeonato de futebol suíço amador organizado por Rubens Benvenutti, o Binho, que envolve os municípios de Gaspar, Ilhota e Blumenau e conta com o apoio da Fundação Municipal de Desportos de Gaspar. Ele contou que participam também da disputa quatro equipes blumenauenses e que o campeonato envolve mais de 500 jogadores.

Assessoria de Comunicação
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

VANDERLEI DENUNCIA “APADRINHAMENTO POLÍTICO”

Pronunciamento na sessão do dia 06 de agosto de 2009

“É fácil arranjar vaga em creches no município, para isso basta procurar o político correto”, denunciou hoje o vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT). O parlamentar classificou este político como “o que passa por cima e busca através de quem manda abrir vagas”. O petista enfatizou a burocracia existente quando se procura percorrer o caminho correto para obter vaga. Primeiro ele disse ser preciso ir até a creche pegar a negativa de matrícula, procurar um dos Conselhos Tutelares, que encaminhará para Promotoria da Infância e da Juventude, que entrará com processo pedindo vaga. Ele continuou explicando que a Prefeitura irá negar a vaga, mas o juiz determinará abertura. “A Prefeitura não aumenta a estrutura e entulha as crianças dentro das creches, mas mesmo assim recorre, dizendo que a responsabilidade das creches não é dela. São tantos passos para percorrer dentro do poder judicial para garantir vaga nas creches, um direito Constitucional, que depois acaba sendo garantido numa sentença confirmatória em uma apelação”, declarou.

O vereador denunciou que o “apadrinhamento político”, acontece também para pular fila na Secretaria da Saúde. “Isto é lamentável, porque gostaríamos que os políticos soubessem a sua finalidade”, disparou. Além disso, ele lembrou que o orçamento ordinário da educação em Blumenau ultrapassa R$ 120 milhões de reais, com recursos federais, parte da contribuição Estadual e Municipal. “Enquanto isso mais de R$ 50 milhões de reais vazaram de Blumenau por conta da privatização da merenda”, acusou.

Em outro momento, ele mencionou a Audiência Pública popular ocorrida no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, onde se discutiu “os malefícios que o projeto de privatização de esgoto trará para Blumenau”. O vereador anunciou que o próximo passo será a realização de um plebiscito popular para saber se o povo deseja esta prática. “A população vai ter o direito de opinar, porque até agora não teve”, argumentou.

Vanderlei ainda comunicou que hoje à noite, no Hotel Himmelblau haverá uma reunião com a presença da senadora, Ideli Salvati, a deputada Ana Paula Lima, deputado Décio Lima, deputado Claudio Vinhatti e do ex–ministro, Antônio Palocci. “Serão discutidas questões da nossa região, as mudanças tributárias e o reflexo no mundo do trabalho”, destacou. Oliveira solicitou ainda que seja finalizado com urgência o asfaltamento da rua Arthur Mantau. “As obras iniciaram no período das eleições”, recordou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

VANDERLEI: “FALTA DE GOVERNO NA CIDADE DE BLUMENAU”

Pronunciamento na Sessão do dia 25 de Junho.

O fato de a população recorrer aos veículos de comunicação para buscarem soluções para os problemas da comunidade foi classificado pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) como “falta de governo na cidade de Blumenau”. Ele disse que é constrangedor para os vereadores saberem das reclamações pela imprensa, mas disse que é mais constrangedor ainda ver anúncios da Prefeitura de que, apesar dos problemas, estão solucionando os problemas da saúde. “É constrangedor a pessoa chegar no balcão de medicamentos com a receita médica e não terem metade dos remédios, apesar do anúncio dizer que tem”, apontou. Um dos principais problemas causados pela “falta de gestão”, na opinião do parlamentar, diz respeito justamente à saúde.

O petista contou que há algumas reuniões do Conselho Municipal de Saúde, o secretário Marcelo Lanzarin insinuou que a pasta estava trabalhando para melhorar as condições de trabalho dos médicos, mas que isso dependia da aprovação da Câmara. Segundo Vanderlei, não consta nas tramitações legislativas tal documento. Ao apresentar a lista de unidades de saúde que não contam com profissionais médicos, o vereador voltou a afirmar que o problema se dá pela falta de gestão: “Não é por falta de dinheiro. Somente para o ano de 2009, Blumenau poderá ter R$ 140 milhões para aplicar na saúde. No final de 2004 eram apenas R$ 60 milhões. A receita quase dobrou, mas não foi a remuneração dos médicos e nem a quantidade de profissionais que aumentou.

O sistema de saúde foi precarizado por falta de governo”. Ao mesmo tempo, mencionou que os vereadores de Pomerode aumentaram para R$ 7,8 mil o salário dos médicos da rede pública. Em outro momento, Vanderlei citou a “campanha feita contra a política no país”. Ele lembrou que “a cara do parlamento é dada por quem comanda o parlamento”. Citou que um senador “de alto coturno” chegou a afirmar, nas entrelinhas, “dane-se o país, pois a intenção é prejudicar ao máximo o governo Lula, para que ele não faça sucessor”. Diante disso, pediu atenção das pessoas: “Temos que tentar entender quem está colocando o parlamento em situação constrangedora”, disse ao citar casos de senadores envolvidos em escândalos e atitudes questionáveis.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »