Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Transporte Coletivo’

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 29 de junho de 2010

Cada dia que passa a preocupação do vereador VANDERLEI PAULO DE OLIVEIRA (PT) com a rua Amazonas aumenta. “Fico preocupado não só com esta, mas também com a cidade inteira. Temos dificuldade em fiscalizar as obras deste governo, pois ele tem se valido da morosidade do poder judiciário e omitido essas informações de Blumenau, mas vamos acompanhar as obras da rua Amazonas e outras. Vamos esperar que o tribunal de contas de Santa Catarina tome providências”, apontou. Ele declarou ainda não ser somente esta via motivo de inquietação e citou como exemplo a rua José Reuter como uma “obra mal acabada”. Também afirmou estar difícil compreender a “lambança” que fazem na rua Sete de Setembro. “Começaram e fizeram um ‘tapa buraco’ mal feito que, se transformarem em corredor exclusivo ficará muito feio”, analisou.

Num outro momento, ele argumentou que por incompetência da administração municipal, Blumenau “perdeu algumas mega-senas”. Ele afirmou que quem criticou o veto do presidente Lula ao projeto que previa uma extração especial da Mega-Sena, destinando recursos aos municípios catarinenses atingidos pela catástrofe de 2008, na tribuna não sabe nada sobre como são distribuídos estes recursos. Vanderlei declarou que agora as obras da margem direita do rio Itajaí-Açu foram paralisadas e o cancelamento dos recursos. “E aí a tropa de choque do governo vem para tribuna reclamar do recurso da Mega-Sena. Não sabiam os desinformados que por incompetência do governo de Blumenau eles perderam momentaneamente ou para sempre, não sei, algumas mega-senas para Blumenau”, afirmou. Ele exaltou ainda que a capacidade técnica e política que possui o Comitê da Bacia do Rio Itajaí foi ignorada. “É difícil pensar o quanto de recursos que Blumenau perde”, falou.

Vanderlei ainda afirmou não entender como o Consórcio Siga consegue trabalhar um projeto para aumentar em 15% o transporte coletivo em Blumenau se este assunto está sendo discutido no poder judiciário. “Isso que estão propondo em Blumenau é um atentado ao processo”, assinalou.

O parlamentar lamentou ainda que no ano passado o Prefeito tenha aumentado 11,66% a taxa de água e esgoto e que este ano João Paulo Kleinübing tenha lançado no Diário Oficial mais 7,92% na tarifa de água e outros insumos de serviços. “Tudo muito acima da inflação. Expliquem-se”, salientou.

Vanderlei comentou ainda sentir-se envergonhado por, no Brasil, somente Santa Catarina e Goiás não possuir Defensoria Pública. “Vamos acompanhar este projeto na Assembleia Legislativa”, citou.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau
Anúncios

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 20 de maio de 2010

Paralisação não era surpresa.

“Afirmo à população que os motoristas, cobradores e dirigentes sindicais não queriam a paralisação”. A frase partiu do líder da bancada do PT, VANDERLEI DE OLIVEIRA, ao se referir à mobilização dos profissionais do transporte coletivo na manhã de hoje. Conforme o parlamentar, há muito tempo a categoria apresenta suas reivindicações ao Consórcio e ao poder público, “mas nem os pedidos de banheiros atenderam”. Vanderlei também alegou que o Município não foi pego de surpresa, pois há mais de um mês sabia das intenções de paralisação. “A população paga o pato e paga o preço pela irresponsabilidade do governo e do consórcio, que fazem acordos e não cumprem”.

Ao mesmo tempo, o vereador aproveitou para questionar novamente o que a Prefeitura fez com os R$ 10.123.000 que recebeu na última renovação do contrato do transporte coletivo. “Está fácil ter uma empresa permissionária, porque cobra da população o preço da passagem, a multa cobra dos trabalhadores, para a empresa só o bônus”, ironizou.

Ao citar as lutas por melhorias nos acessos da região, a exemplo da duplicação da BR-470 e da Ferrovia da Integração, Vanderlei de Oliveira chamou a atenção para o fato de que os acessos de Blumenau a municípios vizinhos estão há duas décadas deixando a desejar, com a exceção da Via Expressa. “Se queremos uma Blumenau mais pujante precisamos pensar e trabalhar nessas questões”.

O petista ainda aproveitou para agradecer o convite da ABC Ciclovias, Acib, Ampe e Intersindical para a realização de uma audiência, na próxima segunda-feira, no auditório da Acib, para discutir a Ferrovia da Integração Bioceânica, que vai ligar os três estados da região sul. A reunião irá contar com a presença do coordenador da Frente Parlamentar das Ferrovias, deputado Pedro Uczai.

Vanderlei ainda aproveitou para comemorar a aprovação do projeto “Ficha Limpa” no Senado. Ele enalteceu o fato de ser uma proposta de iniciativa popular.

Ainda, em outro momento, anunciou que nesta sexta-feira os pré-candidatos do PT ao Governo do Estado, Ideli Salvatti, e ao Senado, Cláudio Vignatti, estarão em Blumenau discutindo o programa de governo.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 09 de março de 2010

A falta de esclarecimento do Executivo em relação ao destino de mais de R$ 10 milhões pagos pelo consórcio Siga à Prefeitura voltou a ser comentada com insatisfação pelo vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). O parlamentar informou que a verba provém do Contrato de Concessão do Transporte Coletivo em Blumenau, assinado entre o Siga e o Executivo. “Solicitei, através da Câmara, informações sobre a confirmação do recebimento do dinheiro e seu destino, mas não obtive resposta”, assegurou. O petista ainda insinuou a falta de transparência do Executivo em relação a aumentos na cidade. “Nem com ordem judicial o governo presta esclarecimentos. Fica difícil fiscalizar”, analisou.

Em outro momento o parlamentar falou sobre a construção do Residencial Hamburgo, no bairro Badenfurt. Segundo Vanderlei, a obra é uma parceria entre a Caixa Econômica e o Governo Federal. “Foram disponibilizados aproximadamente oito milhões de reais, para atender 160 famílias desabrigadas”, informou.

O líder da bancada petista também denunciou a situação do conjunto de apartamentos que deveria ser construído no Loteamento Libertadores. “A verba está liberada desde 2006 pelo Governo Federal, mas a obra está parada.”, alegou. O parlamentar lembrou que mais de mil pessoas continuam nos abrigos provisórios e chamou a atenção do Executivo para a importância do término da obra.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 02 de março de 2010

A matéria paga pelo consórcio Saneblu, publicada no Jornal de Santa Catarina dos dias 27 e 28 de fevereiro, foi comentada com insatisfação pelo parlamentar VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT). Segundo o vereador, a empresa confirmou o contrato e a entrega do patrimônio público do saneamento, mesmo com leis a serem aprovadas. “Na publicação, era dada por concreta a concessão do esgoto à Saneblu. Achei um equívoco e informei ao Ministério Público, para que alguma providência fosse tomada”, informou. O petista comentou também a matéria publicada no Santa de hoje, afirmando que o município assinou o contrato com a empresa. “Como é que, sem ter a agência reguladora, sem ter autorização legislativa para assinar o contrato, eles assinam e em seguida o consórcio já faz campanha institucional”, questionou. Vanderlei defendeu ainda que o processo é ilegal, imoral e que a população está sendo enganada.

Em outro momento, o vereador voltou a apontar fraude no ISO 9001 do Samae. “Uma empresa que é regular não deveria colocar a cidade na situação em que está Blumenau em relação à água”, questionou. O parlamentar afirmou que o Samae está sendo precarizado para vender a água da cidade. “Não existe serviço de manutenção no Samae”, acusou.

Outra denúncia feita pelo petista foi em relação à tentativa de privatização da Celesc. “Todos os governos estaduais que passaram nas últimas décadas estão entregando para a iniciativa privada a maior empresa pública de Santa Catarina”, argumentou. O parlamentar salientou que a Celesc não atende mais por ter a maioria de seus serviços terceirizados. “A direção não está proporcionando condições de trabalho para os funcionários que estão disponíveis”, afirmou. Vanderlei defendeu ainda ser preciso informar a população, para que não “passe desavisada” e ache normal que a empresa seja vendida e privatizada.

O parlamentar também rechaçou as respostas dadas pelo poder público municipal para justificar o aumento do transporte coletivo. “O Executivo está brincando com a inteligência daqueles que manusearam o processo para dar a liminar e impedir o aumento”, analisou. Segundo o vereador, as planilhas apresentadas não justificam o  aumento.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 25 de fevereiro de 2010

“A luta não acabou. Esse foi o primeiro round, confirmando o nocaute do prefeito João Paulo em relação ao aumento abusivo no transporte público”. A definição partiu do vereador VANDERLEI DE OLIVEIRA (PT) em relação à liminar que determinou a suspensão do aumento da tarifa de ônibus. Na opinião do petista, o valor fixado em fevereiro de 2010 não deve retornar: “Com a documentação e informações que o Ministério Público e o Judiciário já têm, com uma análise técnica e com as inconsistências que conseguimos apurar, com certeza essa tarifa não vai voltar ao que era”. Vanderlei ainda chamou a atenção para o “trabalho contra os cobradores” e defendeu que o transporte coletivo “deveria voltar à qualidade de antes”.

O parlamentar, em outro momento, criticou a nota de indignação publicada no jornal por parte de diversas entidades de Blumenau, entre elas a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A nota diz respeito à cobrança de juros de tributos nos meses após a catástrofe. “Suas assessorias falharam com vocês, tanto as políticas quanto as jurídicas. Dia 23, em reunião, a senadora Ideli e o deputado Décio já tinham encaminhado, junto ao ministro Guido Mantega, a adequação para evitar que a Receita Federal viesse a cobrar os juros”, esclareceu. Por se tratar de uma nota publicada dois dias após esta intervenção, Vanderlei de Oliveira afirmou que “as assessorias fizeram gastar dinheiro de seus associados gratuitamente”.

Sobre a questão habitacional, o petista mostrou indignação por receber a informação de que pessoas que foram atingidas na catástrofe estão sendo informadas para proceder, apenas em novembro de 2010, para ingressar no programa “Minha Casa, Minha Vida”. “Imaginei que o Gabinete da Reconstrução tivesse a capacidade de montar o relatório completo de pessoas inscritas no programa habitacional”, comentou Vanderlei.

Assessoria de Imprensa

Prefeitura Municipal de Blumenau

Read Full Post »

NA TRIBUNA: Pronunciamento na sessão do dia 23 de fevereiro de 2010

“No que diz respeito ao viaduto da Mafisa, tudo aconteceu, ou não aconteceu, por irresponsabilidade local”. A acusação partiu do líder da bancada do PT, VANDERLEI DE OLIVEIRA, ao recordar os problemas ao longo da execução dos trabalhos. Ele relembrou que a prefeitura licitou e aprovou o projeto do viaduto, que enfrentou os seguintes impasses: “O Governo Federal mandou o dinheiro e a empresa para fazerem o projeto feito por Blumenau. O primeiro problema foi quando descobriram que, embaixo do local, havia uma galeria. Suspenderam tudo e refizeram o projeto para seguir com a obra. Segundo problema: o projeto foi feito às margens do ribeirão Itoupava e parte da obra despencou para o ribeirão”.

Em seguida, Vanderlei relembrou que o Governo do Estado enviou recursos para o Município desapropriar áreas “que foram liberadas a conta gotas”, segundo ele, o último terreno ainda não foi liberado. “Agora, descobriram que no entorno passa a tubulação da SC-Gás. Se o projeto tivesse sido feito como deveria, a obra estaria concluída”, argumentou.

Vanderlei de Oliveira também acusou a atual administração de “não ter transparência com o dinheiro do povo”. Ele explicou que “desde 2008 tento descobrir o que fizeram com os 10 milhões e 123 mil reais do transporte coletivo e do aeroporto Quero-Quero”. Conforme os documentos apresentados pelo petista, o prefeito foi intimado a responder ao parlamentar, mas ainda não o fez.

Outra acusação feita pelo vereador disse respeito ao Samae. Diante dos constantes problemas de abastecimento de água em algumas regiões de Blumenau, Vanderlei voltou a defender que o órgão “comprou o ISO 9001”.

Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Blumenau

Read Full Post »

O Fórum dos Movimentos Sociais e o Fórum dos Trabalhadores de Blumenau realizaram na tarde desta quinta-feira (18) um protesto contra o reajuste da tarifa do transporte coletivo. Após ato público na praça da prefeitura, os manifestantes seguiram em passeata pelo centro da cidade. O Governo Kleinübing reajustou a passagem de R$ 2,30 para R$ 2,95, um aumento de mais de 28%.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »