Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Diversos’ Category

O título acima não se refere a uma “limpeza” étnica, nem social. Também não tem relação com o serviço de coleta de lixo ou do reciclável em Blumenau, tampouco propõe uma “guerra santa”. O que pretendo neste artigo é discutir a produção e o destino dos entulhos das novas construções. Observo que esta limpeza poderia ser feita melhor pelo Poder Público, quer no recolhimento em si do material ou na fiscalização e cobrança para que a construtora o faça de acordo com as normas ambientais.

Quando alguma empresa privada coleta o entulho, cobra pelo serviço e, muitas vezes, não dá o destino adequado, transferindo o problema para outros locais. Todos sofrem muito com os desastres socioambientais que nos afetam, sejam em grandes ou pequenos eventos. Diante do atual quadro, não há como escapar das perguntas: Quem coleta e recicla os entulhos das novas construções na cidade? E dos que resultam das reformas e/ou demolições? E das árvores e outros arbustos que não são cortados pela Prefeitura?

Temos ainda os bens inservíveis, depositados em terreno baldios ou simplesmente jogados em rios ou córregos, provocando todo tipo de poluição e desastres ambientais. O desafio aqui é despertar a conscientização coletiva para um problema grave que está sendo tratado com desleixo. A indiferença tem transformado a poluição com entulhos das construções em algo corriqueiro, como se fosse um mal deixar o resto dos materiais jogados em qualquer canto da cidade.

Acredito que a Prefeitura deveria investir em programas habitacionais que reutilizassem o material reciclado, o que já seria uma boa contribuição para o meio ambiente. Este projeto poderia ser desenvolvido em parceira com entidades de classe e associações de moradores, todos sairiam ganhando. Aliado a isto, uma coleta e depósito adequado dos entulhos resultante dos cortes, podas e outras sobras de materiais de madeiras ou similares.

Como certos materiais não têm valor comercial para os recicladores em geral, cabe à Prefeitura fazer a coleta e dar a destinação apropriada. Da mesma forma com as sobras de pequenas escavações feitas em moradias, que não são recolhidas pelo bota-fora, mas sim jogados em locais ermos. Com estas simples medidas, estaríamos dando uma grande contribuição para a biodiversidade. Também evitaria que estes dejetos se tornem as bombas-relógios, armadas por quase todos os cantos e recantos de Blumenau.

Vereador Vanderlei Paulo de Oliveira

Anúncios

Read Full Post »

Plenária do mandato será neste sábado.

Foto: Câmara Municipal

O trabalho do vereador Vanderlei de Oliveira (PT) no ano de 2010 estará sendo avaliado neste final de semana   no auditório do Sindicato do Trabalhadores da Construção Civil. A plenária anual do mandato contará com a presença de filados do Partido dos Trabalhadores e de integrantes da comunidade que compõe a dos trabalhadores do mandato.

O objetivo, segundo Vanderlei, é analisar a imagem interna e externa do mandato e analisar as ações prioritárias no próximo período. A plenária ocorre desde de 2001, sempre no início do ano.

O evento começa às 16h no Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Rua Professor Luiz Schwartz, 85, Velha.

A imprensa está convidada a participar da plenária.

 

Read Full Post »

PT 31 anos

Convite para o aniversário de 31 anos do Partido dos Trabalhadores.


Read Full Post »

ASSISTA O TRAILER OFICIAL.


Read Full Post »

O prefeito João Paulo Kleinübing (DEM) está obrigado a responder em 30 dias os requerimentos 718/08 e 858/08 formulados pelo vereador Vanderlei de Oliveira (PT) no ano passado. O petista busca informações sobre o Contrato do Transporte Coletivo e o aeroporto Quero-Quero. A sentença foi determinada pela Dra. Viviane Eingen, no último dia 14 de dezembro, quando a juíza julgou procedente o Mandado de Segurança impetrado pelo vereador.

Vanderlei busca na justiça o direito à informação.

No caso do requerimento 858/08, o líder da oposição quer saber o destino de mais de R$ 10 milhões que deveriam ser pagos pelo Consórcio Siga ao município, previstos na cláusula 41 do contrato de concessão do transporte coletivo. “O Seterb diz que não sabe dos pagamentos e que quem deve dizer é a prefeitura. O prefeito não responde. Qual o motivo de esconder esta informação?”,  questiona o vereador. Para ele, é fundamental informar a população sobre o real pagamento desses valores e onde foram aplicados.

No requerimento 718/08 Vanderlei quer respostas do executivo sobre o aeroporto Quero-Quero. Entre elas, qual o órgão público que administra o complexo, qual a área territorial que está sob responsabilidade direta do município, quais obras e ou serviços de reparos foram ou estão sendo executadas, quem contratou, a que custo, entre outras.

Já não é de hoje que Vanderlei vem denunciando na tribuna da Câmara que o governo municipal não responde os questionamentos formulados por ele. “É prerrogativa e um dever do vereador fiscalizar o executivo. Lamento que neste governo as coisas não sejam transparentes e tenhamos que buscar na justiça o direito constitucional à informação”, declarou.

Read Full Post »

Governo Lula

 

libera R$ 3.500.000,00

 

para a Educação de Blumenau

vanderlei  lula90Consta no Portal da Transparência – do governo federal – que no dia 09 de julho o Governo Lula liberou R$ 3.576.813,64 para a aplicação em ações de educação na cidade de Blumenau. O convênio tem por objetivo conceder apoio financeiro para a implementação das ações educacionais previstos no Plano de Ações Articuladas – PAR -, no âmbito do plano de metas “Compromisso todos pela Educação”, do Plano de Desenvolvimento da Educação – PDE –, do Ministério da Educação.
Vanderlei comemorou a liberação dos recursos, afirmando ser uma resposta positiva dada pelo governo dos trabalhadores à população de Blumenau. “A cada dia nosso povo clama por mais creches, vagas em escolas e melhores condições de trabalho aos servidores da educação”. Segundo o líder petista, é preciso fiscalizar a aplicação destes recursos. O valor total do convênio é de R$ 4.641.822,71, com contrapartida do município no valor de R$ 46.887,09.

Para saber o que é o Plano de Ações Articuladas – PAR/PDE, clique aqui!

Para ver o Portal da Transparência, clique aqui!

Read Full Post »